Segunda-Feira , 16 Dezembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Construída com 22 mil garrafas de Pet - um composto plástico que no meio ambiente demoraria em média 100 anos para se decompor -, uma árvore de Natal com 21 metros de altura e 9 de diâmetro será inaugurada nesta terça-feira (19), às 17h30, na Praça Municipal, no Centro Histórico. O prefeito ACM Neto estará presente no ato. 

Para a concepção do equipamento, a Prefeitura idealizou uma campanha interna para o recolhimento de garrafas plásticas. Essa campanha arrecadou a maior parte do material utilizado para a confecção da árvore. Mas houve também a contribuição do setor privado, sobretudo da área de entretenimento. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A capital baiana estará ainda mais especial a partir de segunda-feira (18), com o início do Natal Salvador 2019. A principal festa de inauguração da decoração natalina da cidade será na Praça Dois de Julho, no Campo Grande, às 18h, com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice, Bruno Reis, demais gestores e autoridades. Coordenada pela Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), ligada à Secretaria de Ordem Pública (Semop), a programação gratuita e aberta ao público acontecerá até o dia 6 de janeiro.
 
Durante os dias de comemoração, serão 20 praças iluminadas, 6,2 milhões de microlâmpadas em LED nas ruas, 500 árvores enroladas, cerca de 750 peças luminosas em postes e mais de 600 horas de iluminação. Além disso, haverá mais de 100 horas de espetáculos e apresentações natalinas em diversos locais da cidade, em especial nos pontos turísticos.
 
Na Cidade Baixa, o Roteiro da Fé conta com uma decoração especial na Praça Irmã Dulce e Bonfim. Locais como o Terreiro de Jesus, Ribeira e as praças Ana Lúcia Magalhães (Pituba), Imbuí, Largo do Tanque e da Matriz, em Valéria, além de grandes avenidas, a exemplo da Afrânio Peixoto (Suburbana), Mário Leal Ferreira (Bonocô), Vasco da Gama e Oceânica, as praças Ana Lúcia Magalhães, da Dinha, da Sé, Irmã Dulce e São Marcos também recebem peças luminosas.
 
Palco - Mais uma vez, o Campo Grande será o palco principal da programação – em 2018, mais de 600 mil visitantes passaram por lá. Por isso, a praça contará com atrações especiais e vários pontos chamados “instagramáveis”, para que as famílias possam registrar o momento.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto anuncia nesta sexta-feira (01) incentivos fiscais para estimular o setor hoteleiro na capital baiana, via redução de tributos. O anúncio acontece às 9h30, no Quality Hotel & Suítes São Salvador, na rua Dr. José Peroba, 244, no bairro do Stiep.

Também estarão presentes na coletiva o presidente da seccional baiana da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA), Glicério Lemos, e os secretários municipais da Fazenda, Paulo Souto, e de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura dará início à requalificação de mais um trecho da orla de Salvador. Desta vez, a extensão beneficiada será entre Amaralina e Pituba, a partir do Quartel de Amaralina até a Vila Jardim dos Namorados. A assinatura da ordem de serviço para o início das intervenções acontece neste sábado (26), às 10h, no Largo das Baianas (Amaralina), com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice Bruno Reis, que também é secretário de Infraestrutura e Obras Públicas. 

Coordenado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), o projeto da nova orla Amaralina-Pituba integra o Programa de Requalificação Urbanística (Proquali), financiado pela Corporação Andina de Fomento (CAF), e prevê novo paisagismo e elementos que proporcionarão maior uso e apropriação da população ao espaço público. Com investimento de R$ 38,8 milhões, as obras serão executadas pelo Consórcio Orla Marítima em um trecho de 3,3 quilômetros de extensão, com previsão de entrega em 12 meses. 
 
As intervenções englobam instalação de acessos à praia em todas as paradas de ônibus, que serão dotados de rampas, escadas e pérgula, atendendo a quesitos de acessibilidade universal e dando a essas estruturas característica mais charmosa e acolhedora. Ao longo de todo o trecho ainda haverá guarda-corpo e muretas, além de semáforos inteligentes e iluminação LED.

Colônia de pescadores - Atendendo às demandas da comunidade, a Praça João Amaral terá seu espaço melhor aproveitado e ganhará quadra poliesportiva, parque infantil, quiosques de coco e acarajé, equipamentos de ginástica e paraciclo. A Prefeitura fará também a primeira Colônia de Pescadores de Amaralina, que com 87 metros quadrados, dará suporte a 20 pescadores que atuam na região. 

Já a Praça do Budião receberá um tratamento com plataforma única. Ou seja, não haverá desnível entre passeio e meio-fio, e o revestimento do piso será em blocos de concreto intertravado. Esta última é uma das características comuns a todos os trechos da orla que já foram requalificados em Salvador pela atual gestão municipal. 

Espaço das baianas – Com a intenção de devolver ao Largo das Baianas a sua importância turística e histórica no contexto na cidade, será instalada uma escultura, assinada pelo artista visual Bel Borba, em homenagem a essas profissionais. O posicionamento do monumento foi definido de modo que o transeunte possa percebê-lo a distância. O piso será trabalhado em pedra portuguesa nas cores vermelha, branca e preta. 

A estrutura atual será substituída por um novo quiosque em madeira com acomodação para dez baianas de acarajé e espaço para uma roda de capoeira. Também serão instalados um parque infantil, equipamentos para academia de ginástica e quiosque para a comercialização de coco. 

Ioga, tai chi chuan e meditação – Na entrada da Rua Visconde de Itaboraí, próximo ao posto de saúde, será construída uma academia de saúde. Para o trecho em frente à saída da Rua Pará, a FMLF projetou uma grande pérgula, destinada à prática de atividades ao ar livre, como ioga, tai chi chuan e meditação. No espaço também haverá quiosques para a venda de coco, acarajé, equipamentos de ginástica e paraciclos. 

Inaugurada em dezembro de 2018, junto com a entrega da Arena Aquática Salvador e a requalificação da Praça Wilson Lins, a Colônia de Pescadores da Pituba também está inserida nesse projeto. Com uma estrutura de 123 m², abrigará 40 pescadores e possui quatro pontos de comércio (boxes), uma área para guardar motores, sanitários masculino e feminino (com vestiário e espaço para banho), local para tratamento do pescado e 40 armários individualizados para cada pescador. 

A partir desse trecho onde está a Arena Aquática Salvador até a Vila Jardim dos Namorados, o projeto da nova orla de Amaralina-Pituba abrangerá a continuidade da ciclofaixa, conectando-a com as que já existem no Jardim dos Namorados, mantendo o padrão de paginação das calçadas e promovendo a melhoria das vias. 

Participação popular – Para elaborar o projeto da nova orla Amaralina-Pituba, a FMLF realizou oficinas de participação popular com os moradores da região. A proposta que será executada pela Prefeitura vai ao encontro das demandas da população, que teve participação efetiva no processo de construção do projeto, validado, inclusive, na terceira oficina realizada com os moradores. 

O primeiro encontro foi de escuta para elaboração de um diagnóstico. No segundo momento, a fundação apresentou uma proposta formulada a partir dos anseios da comunidade, expostos na oficina anterior. Em novembro de 2018, foi apresentada uma proposta considerando os ajustes pontuados pela comunidade na segunda oficina. 

Balanço - A Prefeitura já requalificou 20 trechos de orla na capital baiana, com investimento total de R$230 milhões. Entre os locais beneficiados estão São Tomé de Paripe, Tubarão, Piatã, Itapuã, Ribeira, Barra, Jardim de Alah, Rio Vermelho, Farol de Itapuã, Almeida Brandão, Boca do Rio, Ondina e Ponta do Humaitá.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura entrega nesta sexta-feira (25) uma obra histórica para a comunidade do Vale das Pedrinhas: a reurbanização e cobertura do canal da localidade. As intervenções envolveram ações de macrodrenagem, paisagismo e nova iluminação, além da implantação, em cima do canal coberto, de uma praça, academia de saúde, quadras poliesportivas para diversas modalidades, parque infantil e pista de corrida. A inauguração acontece às 10h, no próprio local, com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice Bruno Reis, também secretário de Infraestrutura e Obras Públicas.  

As obras, com investimento de cerca de R$5 milhões, foram executadas pela Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra) e Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal). Entre as principais melhorias está a intervenção no canal, que foi coberto com 250m com laje armada, o que possibilita um novo aspecto ao local e evita que a população descarte material irregular na área – prática que prejudicava a limpeza e contribuía para os alagamentos.  

Também foi realizada pavimentação em um trecho de 4.600 m² de pista. Com a cobertura do canal, foi construída uma Praça Mico Preto, que possui os equipamentos esportivos, de lazer e de convivência. O ordenamento do comércio existente também foi uma das iniciativas da Prefeitura na localidade, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Casarão dos Azulejos Azuis, localizada ao lado da Praça Cairu, no Comércio, vai se transformar em um verdadeiro espaço de resgate histórico e cultural da música produzida no Brasil: o Museu da Música Brasileira, a ser construído pela Prefeitura. A ordem de serviço para início das obras de recuperação do imóvel será assinada pelo prefeito ACM Neto nesta sexta-feira (18), às 9h30, na Rua Conceição da Praia, esquina com a rua Santos Dumont (defronte ao Mercado Modelo). Na ocasião, ACM Neto, que participou recentemente da Cúpula de Prefeitos do C40, na Dinamarca, também vai dar um balanço da situação das manchas de petróleo nas praias de Salvador e as medidas adotadas pela administração municipal para enfrentar a situação. 

O equipamento, que tem investimento de R$ 7,8 milhões, terá obras executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop), sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). 

O projeto do Museu da Música Brasileira possui área construída total de 1.914,76 m², em imóvel situado na Rua da Bélgica, s/n. Além do resgate histórico, já que se trata de uma área tombada, a iniciativa pretende transformar o local em um espaço destinado à cultura e aberto ao público, e faz parte da série de investimentos promovidos pela administração municipal para a revitalização da região do Comércio, dentro do programa Salvador 360, eixo Centro Histórico.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Casarão dos Azulejos Azuis, localizada ao lado da Praça Cairu, no Comércio, vai se transformar em um verdadeiro espaço de resgate histórico e cultural da música produzida no Brasil: o Museu da Música Brasileira, a ser construído pela Prefeitura. A ordem de serviço para início das obras de recuperação do imóvel será assinada pelo prefeito ACM Neto nesta sexta-feira (18), às 9h30, na Rua Conceição da Praia, esquina com a rua Santos Dumont (defronte ao Mercado Modelo). Na ocasião, ACM Neto, que participou recentemente da Cúpula de Prefeitos do C40, na Dinamarca, também vai dar um balanço da situação das manchas de petróleo nas praias de Salvador e as medidas adotadas pela administração municipal para enfrentar a situação. 

O equipamento, que tem investimento de R$ 7,8 milhões, terá obras executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop), sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). 

O projeto do Museu da Música Brasileira possui área construída total de 1.914,76 m², em imóvel situado na Rua da Bélgica, s/n. Além do resgate histórico, já que se trata de uma área tombada, a iniciativa pretende transformar o local em um espaço destinado à cultura e aberto ao público, e faz parte da série de investimentos promovidos pela administração municipal para a revitalização da região do Comércio, dentro do programa Salvador 360, eixo Centro Histórico.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

Foto: Jefferson Peixoto/Secom

Arqueólogos encontraram mais de seis mil artefatos históricos durante a prospecção do solo da Avenida Sete de Setembro. O trabalho foi realizado no âmbito das obras de requalificação da via, que vai do trecho da Casa D’Itália até a Praça Castro Alves, e estão sendo executadas pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult). No decorrer do trabalho de sondagem arqueológica, que durou mais de seis meses, foram 108 pontos de intervenção ao longo da via, número 65% maior do que o previsto inicialmente, de 66 furos.

A averiguação do terreno pelos profissionais foi finalizada e, após autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o resgate do material está em andamento. Dentre os itens históricos recuperados estão faianças (cerâmicas) portuguesas do século XVI, cerâmicas de produção local e importação, moedas, cachimbos, contas de colares, ossos e até mesmo garrafas de vidro de produção industrial e artesanal.

As obras de requalificação da Avenida Sete estão 30% concluídas. Além do processo mais demorado de arqueologia, que é muito importante para pesquisas sobre o crescimento e a história da cidade, houve um atraso na entrega de materiais que deveriam ser fornecidos pela Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa), que solicitou alterações na rede de água e esgoto secundário.

“Agora, com a finalização da prospecção arqueológica e a entrega do material da Embasa, a obra irá avançar muito mais. As intervenções são realizadas para que a cidade ganhe um local com melhorias urbanas e de infraestrutura, mais bonito e, também, para trazer uma valorização para essa região tão importante para a nossa economia", destacou o secretário da Secult, Claudio Tinoco.

A obra, que está atualmente entre a Casa D'Itália e o Relógio de São Pedro, promove escavações para posterior instalação de redes, valas e caixas técnicas, além de nivelamento do terreno. As próximas etapas incluem a continuação da execução das redes, preparação do trecho para assentamento de meio-fio e a execução da pavimentação.

Infraestrutura – A requalificação realizada na Avenida Sete inclui a instalação de rede de água e de esgoto secundária (que liga a instalação nas residências e lojas até a principal). O sistema de drenagem também está sendo mantido para evitar pontos de alagamento. As intervenções são realizadas com base em um estudo das Bacias de Contribuição que analisa, dentre outros, o índice pluviométrico da região.

A obra também envolve concessionárias de telecomunicação. Dutos subterrâneos, também chamados de valas técnicas, estão sendo implantados para abrigar as fiações de telecomunicações ao longo da Avenida Sete, o que vai melhorar o aspecto visual. Há também uma vala secundária para ligação dos imóveis. A rede de energia elétrica de alta e média tensão continuará na versão aérea.

Arqueologia – O trabalho de prospecção arqueológica foi realizado em conjunto com as obras. As intervenções, no entanto, interrompiam trechos específicos e impediam o avançar das máquinas. Por ser um trabalho histórico, tudo foi autorizado pelo Iphan, que acompanha todos os achados e autoriza o resgate do material do solo.

Os arqueólogos passaram cerca de 180 dias com o trabalho de prospecção no local. O número não abrange as datas de captação e retirada do material da Avenida Sete. Agora, os profissionais estão realizando resgates nas áreas.

Escritório Social – Os moradores e comerciantes que tiverem dúvidas, reclamações ou sugestões sobre a obra podem ligar para o número (71) 3247-6791 ou se dirigir ao Escritório Social, montado pela Prefeitura em frente ao Fera Palace Hotel, na Rua Chile. No local é possível ter informações sobre o projeto.

O Escritório Social possui uma equipe formada por técnicos da Secult e da Secretaria de Ordem Pública (Semop), responsável pelo atendimento aos comerciantes informais. O funcionamento é de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h. O serviço também possui especialistas sociais que ficam à disposição para prestar informações a respeito de demais aspectos ligados às obras, como mudanças nos pontos de ônibus e interdições.

Obras – O projeto inclui renovação dos pisos em pedra portuguesa e os clássicos brasões no passeio, alargamento do lado esquerdo da calçada para cinco metros, novas áreas de acessibilidade, novo asfalto e ordenamento dos estacionamentos. Serão feitos também a reconstrução da rede de drenagem, os passeios diferenciados em torno dos monumentos e a implantação de parklets – espaços contíguos às calçadas destinados a lazer e convivência.

Em relação ao aspecto paisagístico, estão previstas mudanças nas fiações telefônicas – que passarão a ser subterrâneas. A iluminação será modernizada através da instalação de lâmpadas LED.

As obras na Avenida Sete e Praça Castro Alves foram financiadas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Os investimentos são de, aproximadamente, R$ 20 milhões.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Pituba será a primeira localidade de Salvador a receber um novo conceito de intervenções viárias. Será implementado no bairro um conjunto de medidas chamado de Trânsito Calmo (traffic calming), que consiste em intervenções de engenharia viária envolvendo a redução na velocidade de veículos a fim de aumentar a segurança de pedestres e ciclistas. As novidades serão anunciadas nesta terça (08) pelo prefeito ACM Neto e pelo presidente da Transalvador, Fabrizzio Muller, em evento às 18h30, na Rua Ceará (ao lado do Hiperideal). 

As intervenções estão relacionadas dois grandes propósitos: melhoria na fluidez do tráfego e garantia da proteção para pedestres, condutores e ciclistas. O Trânsito Calmo já é empregado em diversos países,  a exemplo da Alemanha, Estados Unidos, Canadá, Bélgica, Holanda, além do Reino Unido, onde foi desenvolvido. 

Nos últimos dois anos, foram registradas 93 vítimas de acidente na Pituba, com duas mortes. De acordo um estudo realizado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 65.160 pessoas moram na Pituba, sendo este o terceiro bairro mais populoso de Salvador, ficando atrás apenas de Brotas e Itapuã. Só para se ter uma ideia, na Av. Manoel Dias da Silva, a principal da região, passam cerca de 27 mil veículos por dia.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Faltando poucos dias para a canonização de Irmã Dulce, impulsionando o turismo religioso em Salvador, a Prefeitura inaugura nesta sexta-feira (04), às 10h, a segunda etapa da requalificação da Colina Sagrada, que integra o Caminho da Fé, corredor ligando as obras sociais da primeira santa brasileira à Basílica do Bonfim. A solenidade de inauguração começa na Baixa do Bonfim e termina na basílica, com a presença do prefeito ACM Neto, de autoridades religiosas e do trade turístico. 

Com projeto elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), a segunda etapa da requalificação da Colina Sagrada envolveu intervenções na Baixa do Bonfim e a implantação do novo Velário e da Casa da Água Benta. Essas duas obras na basílica, por sinal, irão tornar o templo mais seguro, sobretudo para evitar incêndios. A Casa da Água Benta também ganhou um painel de madeira de Bel Borba.

No entorno da basílica, as obras envolveram o redesenho da parte baixa, que ficou integrada aos arcos da Ladeira do Bonfim, com implantação de paisagismo, nova pavimentação e iluminação em LED, proporcionando ambiente mais seguro e agradável para a população.  

O Mercado dos Arcos foi requalificado e o centro da Praça Euzébio de Matos ganhou um pequeno palco para realização de eventos pela comunidade. Nesse local, também foi construído um estacionamento público com baias para ônibus e vagas para vans e motocicletas. A ligação entre as partes alta e baixa da Colina Sagrada passa a contar com rampas e escadarias reposicionadas, seguindo o conceito de acessibilidade universal.

Etapas - A requalificação da Colina Sagrada, que em sua totalidade teve um investimento de R$14,3 milhões, foi realizada em duas etapas. A primeira delas foi concluída em janeiro passado e ocorreu na parte alta, com a ampliação da Praça do Largo e nova pavimentação.  A Praça do Largo passou a ser interligada com as escadarias da basílica, passando uma sensação de continuidade, com piso em pedra portuguesa marcado por mosaico e grafismos. 

Há cinco meses, já havia sido entregue a restauração de parte do interior da  Basílica do Senhor do Bonfim, cuja intervenção artística foi coordenada pela Prefeitura. O serviço de restauro incluiu a recuperação da capela-mor, cobertura, restauração do retábulo do altar-mor e do forro, escada atrás do nicho e instalações elétricas. Além disso, também foram restauradas as portas de acesso às sacristias, tribunas, molduras dos óculos do forro e pilastras decoradas.

Diretriz - 
A requalificação da Colina Sagrada tem como diretriz a preservação e valorização do Conjunto Arquitetônico, Urbanístico e Paisagístico da Colina Sagrada do Senhor do Bonfim, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Ao longo dos anos, a Igreja do Bonfim e entorno constituíram um importante ponto da identidade cultural baiana, de expressivo valor afetivo para os fiéis. 

A requalificação da Colina Sagrada contempla ainda o chamado Caminho da Fé. As obras para execução desse projeto foram iniciadas em junho passado e visam transformar a Avenida Dendezeiros, que liga o Memorial de Irmã Dulce (Largo de Roma) à Basílica do Bonfim (Bonfim), em um local de peregrinação de fiéis, impulsionando o turismo religioso na capital baiana. A previsão é que a intervenção seja concluída em meados de 2020. 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os moradores do condomínio Nova Cidade II, no bairro do Canabrava, contam agora com a Praça Luiz Jonas Cardoso Meireles totalmente requalificada. A inauguração aconteceu na noite de ontem (23), com a presença do prefeito ACM Neto e do vice Bruno Reis. A obra foi realizada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), órgão vinculado à Secretaria de Manutenção (Seman).

"É muito bom ver o paisagismo, a iluminação, o colorido e como essa praça se harmonizou de maneira tão especial na comunidade. Sabemos o quanto era importante para comunidade a revitalização desse espaço", disse ACM Neto. 

Ao todo, o espaço possui 2.250 m² de área construída. A Prefeitura investiu no espaço o montante de R$ 256.881,56. O projeto de execução do equipamento levou em consideração ainda critérios de sustentabilidade, aproveitando 1.180 m² de área verde projetada. 

Marcas - O prefeito afirmou ainda que há marcas que foram construídas ao longo da gestão, como a recuperação dos espaços públicos, que possibilitaram aos soteropolitanos ter uma outra visão da cidade nos últimos anos. 

"Isso tem um peso muito maior do que o concreto que podemos ver. Me refiro a algo que a gente sente que é a oportunidade de redescobrir a cidade, de voltar a viver a cidade e compartilhar o espaço público. Construir uma relação mais saudável com nossos amigos e vizinhos", destacou. 

Requalificação - A praça foi pensada de forma a proporcionar aos moradores um melhor aproveitamento do espaço. Para as crianças, foi implementado um parque infantil. Há ainda espaços direcionados para a saúde, a exemplo de pista de cooper, academias e área de musculação. Há ainda atrativos como espaço de jogos e jogos de mesa. Todo o projeto foi desenvolvido com acessibilidade total para pessoas com dificuldades de locomoção. 

Foi efetuado no local também a instalação de um pergolado, comunicação visual e executados serviços de melhoria na iluminação e pavimentação.Todos os equipamentos utilizados na praça foram fabricados pela própria fábrica da Desal.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto inaugura neste sábado (21), às 11h, uma base de segurança da Guarda Civil Municipal (GCM) na Barra, com o objetivo de atender aos cidadãos que frequentam ao orla, com suporte de qualidade 24 horas por dia. O equipamento está localizado na Avenida Oceânica, na transversal com a Dias D´Ávila, perto do Farol da Barra.  

Na unidade, que também servirá como ponto para orientação ao turista, será possível buscar informações da região e da cidade, registrar boletim de ocorrências online, através do sistema da Secretaria de Segurança Pública (SSP), além da identificação de crianças perdidas.

O novo equipamento contará com sistema de monitoramento por câmeras e com a disponibilidade de motos e veículos para realizar patrulhamento preventivo em toda região da Barra.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A mais movimentada rua do Comércio, a Miguel Calmon, será entregue completamente requalificada pela Prefeitura, dentro de um conceito moderno de sustentabilidade e acessibilidade. A inauguração acontece nesta sexta (18), às 10h30, em solenidade ao lado da Associação Comercial da Bahia, com a presença do prefeito ACM Neto.   

A via passou por melhorias na pavimentação e serviços de macro e microdrenagem, além de ganhar novo mobiliário urbano e ciclovia de 1.1km desde as imediações do Mercado Modelo até a entrada do Plano Pilar. O investimento é de R$4,8 milhões, com recursos provenientes de financiamento junto à Caixa Econômica Federal, e incluiu ainda a revitalização da Praça Riachuelo, que passou a contar com piso intertravado. 

A Miguel Calmon também está mais verde. A Prefeitura plantou no local  91 novas árvores de espécies de médio porte, que irão servir de compensação à emissão de gás carbônico dos veículos que trafegam no local, garantindo mais sombreamento, inclusive nos espaços de descanso com bancos que foram implementados. 

As calçadas ganharam concreto lavado com detalhes em pedras portuguesas e itens de acessibilidade, como rampas, piso tátil e passagem de pedestres. A iluminação foi modernizada com a implantação de lâmpadas em LED. 

Projeto - A reurbanização da Rua Miguel Calmon é fruto do projeto Ruas Completas, conduzido em todo o país pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e a entidade World Resources Institute (WRI), em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (ICS). A ação também faz parte de um projeto maior de requalificação do Centro Histórico de Salvador, região onde a Prefeitura está investindo cerca de R$300 milhões dentro do programa Salvador 360. 

Salvador é uma das cidades do país que foi beneficiada pelo Ruas Completas. A iniciativa visa implementar um novo conceito urbanístico e sustentável, baseado na distribuição do espaço de maneira mais democrática para as pessoas, abrangendo um maior número possível de itens de infraestrutura em benefício dos cidadãos que circulam a pé. 

O projeto envolveu a realização de pesquisas com a população que trafega pela Rua Miguel Calmon. Antes da obra, foi realizado um levantamento de dados, por meio da aplicação de questionários com os cidadãos, para avaliar o que as pessoas achavam da situação da rua. Outra pesquisa será feita após a conclusão das intervenções, para avaliar o nível de satisfação com o projeto. Dois anos após, um novo questionário vai ser apresentado aos cidadãos. 

Na capital baiana, o projeto é desenvolvido pela Secretaria de Mobilidade (Semob), Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), Fundação Mario Leal Ferreira (FMLF) e Transalvador. 

Outras ações – Assim como as melhorias na Rua Miguel Calmon, outras intervenções da Prefeitura também têm contribuído para o desenvolvimento econômico e ocupação do Centro Histórico. A região é o palco principal do Festival da Primavera neste ano, recebendo atividades como shows, teatro, esporte, feiras de rua, poesia e ações de lazer para toda família. 

Nesta semana, a Prefeitura também lançou o programa #vemprocentro, movimento de transformação coletiva e criativa do espaço público no Centro Histórico, sobretudo o Comércio. A iniciativa é um estímulo à ocupação e moradia, trazendo também uma programação cultural permanente e intervenções urbanísticas, além da implantação de novos equipamentos, a exemplo de museus, como o da Música e da Cidade. 

Vale lembrar que o bairro tem sido alvo de uma série de melhorias nos últimos anos. Muitas delas já concluídas, como a requalificação da Praça da Inglaterra e entrega do Hub Salvador, e outras em andamento, a exemplo das revitalizações da Praça Marechal Deodoro e do Elevador do Taboão. Dentro dessa estratégia de ocupação, até o final de 2020, 80% dos órgãos municipais serão transferidos para o Comércio. 

A localidade ainda será contemplada com a requalificação da Praça Cairu e com as implantações do Polo de Economia Criativa (Doca 1) e do Arquivo Público Municipal.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma semana com oportunidades gratuitas de qualificação profissional foi iniciada na manhã desta segunda-feira (16), na Prefeitura-Bairro da Cidade Baixa. Através da parceria entre o município com a Ferreira Costa, cerca de 70 pessoas por dia serão beneficiadas, até esta sexta-feira (20), com capacitações promovidas em áreas como pintura e preparação de superfície. Alem da Cidade Baixa, os cursos serão ministrados nas Prefeituras-Bairro do Subúrbio, Cajazeiras, Liberdade/São Caetano e Pau da Lima.

“Um dos objetivos das Prefeituras-Bairro é aproximar cada vez mais os serviços essenciais da população. Essa qualificação reforça esse nosso compromisso de atender e facilitar a vida dos moradores da nossa capital. Somos um dos equipamentos que mais atende a população. Estamos sempre abertos para formalizarmos parcerias que tragam benefícios para a vida das pessoas”, afirmou o secretário Articulação Comunitária e das Prefeituras-Bairro, Luiz Galvão.

Para participar, basta se inscrever através da plataforma Sympla, no site www. sympla. com. br/ ferreiracostasalvador, ou nas próprias unidades das Prefeituras-Bairro. Os interessados também têm a oportunidade de receber a qualificação na loja da Ferreira Costa, localizada na Avenida Luís Viana Filho (Paralela). No espaço, serão cerca de 1250 vagas para cursos como impermeabilização do alicerce ao telhado e soluções em ferramentas para pintura. 

Atualização - O autônomo Wellington Cléber, 45, que já atua na área de pintura, acredita que a qualificação trará mais credibilidade ao seu trabalho. “Como profissionais, estamos sempre atentos e acompanhando as mudanças das nossas profissões para ficarmos atualizados. Hoje, estou tendo a oportunidade, de forma gratuita, de aprimorar meus conhecimentos e conseguir maiores oportunidades de trabalho. Estou muito satisfeito”, contou. 

 “Levar essa ação para dentro das comunidades é ajudar na inserção da população no mercado de trabalho. Essa parceria é uma oportunidade de prepararmos novos profissionais, atualizando os conhecimentos e as novas técnicas, além de certifica-los”, declarou o gerente-geral da Ferreira Costa, Pedro Souto.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A edificação do Complexo Turístico Religioso dedicado ao Anjo Bom da Bahia vai passar por intervenções físicas e reparos feitos pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Manutenção (Seman). O complexo abriga o Memorial Irmã Dulce, que reúne mais de 800 peças que ajudam a contar a trajetória da religiosa, o Santuário da Bem-Aventurada, onde está o túmulo dela, e o espaço de gastronomia Dulce Café e a Loja Irmã Dulce. 

As obras começam nesta terça-feira (17), com ordem de serviço a ser assinada no próprio local (o complexo está situado no Largo de Roma), às 9h, pelo vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis. Toda a edificação passará por uma revisão da estrutura, da alvenaria, instalação hidráulica, elétrica e do forro. 

Os profissionais da Seman também farão serviços de revestimento, pintura interna e externa, além de ação no batistério e velário do santuário de Irmã Dulce. As intervenções devem durar até o dia 15 de outubro. Toda a fachada do prédio passará por lavagem para a retirada de películas soltas e pintura, ficando mais bonita. 

A obra faz parte de um conjunto de intervenções que ocorrem na Cidade Baixa para implementação do Caminho da Fé e estímulo ao turismo religioso, a exemplo da requalificação da Avenida Dendezeiros e da Colina Sagrada, no Bonfim, cuja primeira etapa já foi entregue e a segunda, na parte baixa, deve ser concluída ainda este mês. 

Visitantes - O complexo turístico religioso de Irmã Dulce tem registrado crescimento no número de visitações, especialmente após o anúncio da canonização do Anjo Bom da Bahia. Em agosto, o movimento triplicou em relação ao mesmo mês do ano passado, somando mais de 14 mil pessoas. 

Além de visitantes de Salvador e de todo o estado da Bahia, o complexo vem recebendo turistas internacionais, principalmente de países como França, Alemanha, Itália e Argentina, segundo informações das Obras Sociais Irmã Dulce.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O projeto-piloto do programa "Marias na Construção” realiza nesta segunda (16), às 13h, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) de Valéria (Rua B, Caminho 13, Conjunto Lagoa da Paixão), uma aula inaugural. Essa é a terceira e última turma da edição piloto que dará subsídios para implantação da iniciativa em outras regiões soteropolitanas. 

O objetivo do projeto, a cargo da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), é levar ações de aperfeiçoamento, qualificação e colocação profissional na área da construção civil, por meio de cursos livres e gratuitos voltados para o público feminino, em parceria com o Senai.   
0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto inicia nesta segunda (16), a partir das 9h30, as obras de requalificação do Jardim Botânico. A solenidade de assinatura da ordem de serviço acontece no próprio equipamento, localizado na Avenida São Rafael, em São Marcos. Com projeto da Fundação Mario Leal Ferreira (FMLF), as intervenções possibilitarão a ampliação da estrutura física atual e, em especial, salvaguardar ainda mais o herbário existente.  

A reserva, sob a responsabilidade da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), abriga cerca de 61 mil espécimes vegetais. Além disso, é uma das áreas da cidade a abrigar um espaço etnobotânico voltado para proteção e cultivo às espécies utilizadas em cultos afro-brasileiros, além de vegetais ameaçados de extinção. A área total a ser requalificada chega a 160 mil m². 

Serão construídas edificações de caráter científico, voltadas ao estudo, manutenção e conservação da Mata Atlântica, conectados e acessados por uma trilha elevada em um percurso de 795 m de extensão pela mata.  O equipamento ganhará também um edifício principal com área total construída de 2.219,45 m², dividido em dois pavimentos, um subsolo e uma cobertura aberta a visitas. 

Além da ampliação do herbário, tornando-o um centro de referência na pesquisa da Mata Atlântica com capacidade para acomodar um grande número de espécies catalogadas, o projeto de requalificação do Jardim Botânico de Salvador propõe outras intervenções, a exemplo da construção de um pavilhão de observação da natureza e viveiros. 

O Jardim Botânico ainda terá espaços expositivos digitais voltados à educação ambiental, um auditório para 50 pessoas, que será conectado com um foyer e uma área semi-coberta para atividades em grupo.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto apresenta, nesta segunda-feira (09), em evento no Teatro Gregório de Mattos (Praça Castro Alves), às 9h30, a programação do Festival Primavera 2019. O evento, que marca a chegada da estação das flores, será realizado entre 15 e 29 de setembro, contemplando shows, teatro, esporte, poesia e ações de lazer para toda família.  

Pela primeira vez, o Comércio será o principal reduto do festival, que é organizado pela Saltur, incluindo uma grande feira criativa, dois palcos e ações diversas concentradas especialmente na Praça da Inglaterra e na região da Avenida da França.  

Na mesma coletiva, ACM Neto também lança o programa "Vem pro Centro", coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e que visa justamente estimular a ocupação do Comércio e da parte mais antiga da capital, envolvendo uma série de iniciativas que passam por ações estruturais e intensa programação cultural.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O curso gratuito de atualização em pilotagem com segurança, promovido pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), teve início na terça-feira (3) e segue até esta quinta-feira (5). Na primeira turma, 25 mototaxistas credenciados pela Semob participaram das aulas.

Pela manhã, o curso teve aulas teóricas, com instrutores de pilotagem da Honda, empresa parceira do município. Na sede da Transalvador, os motociclistas aprenderam noções sobre normas e regras, novos equipamentos de proteção, tecnologias de motocicletas e impactos da frota circulação. À tarde, foi a vez de ir para a rua, no Jardim de Alah, onde aperfeiçoaram, de forma prática, a condução das motos.  

“A falta de qualificação do motociclista é o principal motivo para a ocorrência de acidentes no trânsito. Com cursos como este, ganha o profissional, que agrega conhecimento, e ganham o usuário e a sociedade”, afirma Adaílson Couto, mototaxista e presidente da Associação de Mototaxistas Profissionais da Bahia.

No decorrer do tempo, as mudanças no trânsito impõem que o condutor esteja sempre atualizado. Eduardo Ferreira, instrutor de pilotagem, defende que o condutor esteja sempre em busca de se atualizar. “A autoescola ensina apenas o básico. Vamos para a rua e percebemos que na realidade é diferente. Então, a partir do momento que estamos nos atualizando, estamos vivendo a realidade. Neste curso a gente trabalha de acordo com a realidade daquele momento, sempre atualizado”, afirma Ferreira.

Acidentes - Os motociclistas estão mais vulneráveis e mais propensos a acidentes no trânsito. A Transalvador registrou, nos sete primeiros meses deste ano, 27 mortes de motociclistas nas vias soteropolitanas, número 23% maior que o mesmo período do ano passado, quando ocorreram 22 mortes desses condutores.

“É preciso que os motociclistas, sempre que saírem de casa, tenham vontade de retornar com vida. A pilotagem de motos é a mesma coisa que manusear arma de fogo. É preciso ter precaução e passar por cursos como este”, conscientiza Osvaldo Meron, um dos mais antigos instrutores de pilotagem de motos no estado.

Um dos fatores que colaboram com esses índices é a quantidade de motos nas ruas de Salvador. Em dez anos, a frota desse meio de transporte aumentou em quase 93%. Atualmente, mais de 142 mil estão emplacadas na capital baiana. Esse número aumenta porque motos de outros municípios circulam pelas vias soteropolitanas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

A Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) da Prefeitura lançou esta semana a revista "Salvador no Clima". O objetivo é divulgar as ações e projetos executados pelo município contra a crise climática e a preservação ambiental, aproveitando a presença de representantes de 26 países na Semana do Clima da ONU, que acontece até esta sexta-feira (23), no Salvador Hall (Paralela), onde a publicação, em três idiomas (português, inglês e espanhol), é distribuída.

Com 60 páginas e impresso em papel reciclável, a revista está disponível em versão digital no site http:// salvador. ba. gov. br/ A_Revista_PMS_Jun_2019_Digital_AF.pdf. A publicação está dividido em sete grandes reportagens que destacam iniciativas inovadoras que têm colocado a capital baiana no cenário internacional de discussões sobre mudanças climáticas, resiliência e preservação dos recursos naturais.

São ações que vão desde o estímulo ao plantio de mudas de árvores e implantação de hortas urbanas, até a participação em importantes grupos e programas mundiais como o 100 Cidades Resilientes, da Fundação Rockefeller, e o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia do ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade.

Os impactos de programas na vida da população como o Salvador Capital da Mata Atlântica, Morar Melhor e Salvador Vai de Bike, além de políticas públicas que englobam a Estratégia Salvador Resiliente e o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), que permitiu a criação de novas áreas de preservação na cidade, também estampam as páginas da publicação.

0
0
0
s2sdefault

Subcategorias