Quarta-Feira , 24 Maio 2017

 

Unidade vai atender a 1.072 alunos do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA), e ainda há vagas disponíveis

 

O prefeito ACM Neto e a secretária municipal de Educação (Smed), Paloma Modesto, inauguram nesta terça-feira (28) a Escola Municipal de Periperi, às 10h30 (ao lado de escola estadual Praia Grande). O espaço foi completamente reconstruído após inúmeros problemas estruturais que comprometeram a segurança de alunos e professores, além de provocar interrupções das aulas em épocas de chuva. A escola atende a 1.072 alunos do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA), e ainda há vagas disponíveis.

 

Foram investidos na reconstrução da unidade R$ 2,1 milhões. A escola agora passa a contar com dois pavimentos, pátios cobertos, playground, 20 salas de aula, sanitários, inclusive com adaptação para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, além de diretoria, secretaria, cozinha, despensa, lavanderia, área de serviço, entre outros espaços. Essa é apenas uma das entregas da Prefeitura para celebrar os 468 anos de Salvador, comemorado no dia 29 de março. Com a nova estrutura, será possível receber até 1,6 mil alunos.

 

Obras – O primeiro passo para resolver parte dos problemas estruturais da unidade foi eliminar o desnível que havia entre a rua e a escola. Isso provocava constantes alagamentos em períodos de chuvas por conta do escoamento das águas para a escola, o que inviabilizava a manutenção das aulas. Sete salas chegaram a ser interditadas por esse problema, agravado pelo transbordamento do esgoto. Em seguida, foi dado início à reconstrução completa do equipamento de ensino, deixando para trás o quadro de abandono.

 

Balanço– A Prefeitura soma 239 unidades de ensino reformadas, reconstruídas ou construídas desde o início dessa gestão. Só neste ano, foram 28 unidades de ensino construídas ou com melhorias na infraestrutura. Cerca de 45% das unidades de ensino tiveram obras de melhorias (reformas e reconstruções), considerando as 418 unidades existentes de 2013. Esse esforço possibilitou ainda a ampliação do número de vagas do ensino infantil, passando de 17,3 mil em 2013 para 32,2 mil para o ano letivo de 2017.

 

As melhorias têm relação direta com a ampliação dos investimentos feitos pelo poder público no segmento. Antes, o investimento era de 22,79% do orçamento municipal, valor inclusive menor que o índice constitucional obrigatório, que é de 25%. Hoje, no entanto, se investe 27,27%. No ano de 2016, foi aplicado R$ 1,161 bilhão na educação, o que representa R$ 465,7 milhões a mais que em 2012. Já os recursos próprios aplicados tiveram um incremento de 87,211% em quatro anos de gestão. No período, foram contratados quase 3,6 mil profissionais.