Quinta-Feira , 19 Outubro 2017

O prefeito ACM Neto inaugura nesta quarta-feira (4), às 9h, a primeira sala destinada à ludicidade de crianças vítimas de violência física ou sexual nos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas). A cerimônia terá a presença da titular da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), Tia Eron, além de funcionários e lideranças locais. O espaço, que é fruto de parceria da Semps com o Instituto Sabin, fica localizado na sede do Creas-Liberdade, na Rua Adelino Santos, no Curuzu, e tem por objetivo proporcionar atendimento lúdico e acolhedor para os usuários, em especial crianças e adolescentes.

 

O Creas Liberdade funciona de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h e realiza, mensalmente, cerca de 80 atendimentos. Atualmente, 234 famílias são acompanhadas em virtude da violação de direitos, e 39 adolescentes estão em acompanhamento por meio do serviço de cumprimento de medidas socioeducativas. Salvador tem, atualmente, sete Creas, localizados nos bairros de Boca da Mata, Bonocô, Cabula, Liberdade, Fazenda Coutos, Garcia e Itacaranha.

 

Neste locais, são realizados atendimentos e acompanhamento psicossocial; entrevistas; visitas domiciliares e institucionais; encaminhamentos à rede socioassistencial; reuniões e ações comunitárias; palestras voltadas às famílias e à comunidade; oficina de convivência e de trabalho socioeducativo; campanhas socioeducativas; articulação com o Sistema de Garantia de Direitos (SGD), que envolve Ministério Público, Juizado da Infância e Juventude e Conselhos Tutelares.

 

O público-alvo destes centros são crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual, mulheres em situação de violência, adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, entre outros. Os atendimentos são realizados com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares; incluir as famílias na rede de proteção social e serviços públicos; contribuir para romper o ciclo de violência no interior da família; colaborar para a reparação de danos e a incidência de violação de direitos e prevenir a reincidência de violação de direitos.

 

Instituto Sabin - O Projeto Ludotecas é uma iniciativa do Instituto Sabin, criado em 2008, com o objetivo de oferecer a jovens vítimas de violência um espaço para atendimento, com a ajuda de uma equipe de profissionais especializada. Mais de 30 mil pessoas já foram impactadas pelo projeto, que possui nove unidades no estado da Bahia, sendo sete em Salvador, uma em Barreiras e uma em Luís Eduardo Magalhães. Ao todo, já são 76 unidades instaladas em fóruns de tribunais, hospitais regionais e Creas do Distrito Federal, Minas Gerais, Goiás, Pará, Bahia, Mato Grosso do Sul e Tocantins.