Segunda-Feira , 16 Dezembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Fotos: Max Haack/Secom

As pessoas em situação de rua de Salvador ganharam mais um instrumento de apoio e promoção da cidadania, oferecida pela Prefeitura: a Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) Barris, que vai funcionar 24 horas por dia na Rua Conselheiro Spínola, número 2, vizinho ao Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRLV). A estrutura foi inaugurada nesta terça-feira (28) pelo prefeito ACM Neto e pelo vice, Bruno Reis, além do secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Léo Prates, demais autoridades, corpo técnico e imprensa.

A UAI dos Barris é gerenciada através de convênio municipal com a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (Adra), e terá capacidade para 50 pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social, sendo 16 mulheres e 34 homens. Além de um endereço para utilizar como referência, os acolhidos terão direito a três refeições diárias e atendimento psicossocial, com foco no fortalecimento de vínculos e na inclusão. O acesso ao serviço acontece através de encaminhamento feito por estruturas como os Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros POP).

O prefeito lembrou que a estrutura é parte integrante do programa Sempre Cidadão, lançado este mês e que é considerado o maior programa de atuação e auxílio à população de rua da história de Salvador, com investimentos na ordem de R$64 milhões. “São diversas ações conjuntas para mudar, em pouco tempo, a perspectiva dessas pessoas que vivem nas ruas na cidade. Uma dessas ações está sendo concretizada hoje com esta unidade, onde os acolhidos vão poder passar até nove meses tendo todo o apoio terapêutico, psicológico e médico e, sobretudo, o estímulo para que, em pouco tempo, tenham condições voltar para o ambiente das famílias, conseguir um emprego e se reinserir na sociedade”, relatou ACM Neto.

Demais avanços – O secretário Léo Prates aproveitou para anunciar que, até julho, a UAI de Amaralina será adaptada para receber também os moradores de rua com animais de estimação. “Muitos deles não querem ser acolhidos porque, como perdem os vínculos familiares, acabam estabelecendo esse vínculo com o animal. Então, dentro desse trabalho de amor e convencimento, será feita, pela primeira vez, essa ação”.

Ele também lembrou que a UAI Barris faz parte do processo de expansão do acolhimento institucional pelo município, das atuais 500 para 700 vagas. Além disso, também estão sendo feitas articulações para inserir os moradores de rua no mercado de trabalho. No total, a Prefeitura é responsável por nove UAIs.

 Serviços - Os serviços ofertados na UAI são de acolhida/recepção, escuta, desenvolvimento do convívio familiar e grupal e social, estudo social, apoio à família na sua função protetiva, cuidados pessoais, orientação e encaminhamento para a rede de serviços locais com resolutividade e construção de plano individual e/ou familiar de atendimento. A unidade realiza, também, serviços de orientação sociofamiliar, elaboração de relatórios e/ou prontuários, trabalho interdisciplinar, diagnóstico socioeconômico, orientação para acesso à documentação pessoal e atividades de convívio e de organização da vida cotidiana.

A lista engloba ainda mobilização, identificação da família extensa ou ampliada, mobilização para o exercício da cidadania e articulações com a rede de serviços socioassistenciais, com os serviços de outras políticas públicas setoriais e de defesa de direitos, e interinstitucional com os demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos (SGD).

 

0
0
0
s2sdefault