Quinta-Feira , 14 Dezembro 2017

 

O Gabinete da Prefeitura em Ação prossegue neste sábado (12), na Escola Teodoro Sampaio (Rua Arnaldo Colavolpe, 106), em Santa Cruz, das 8h às 12h. O mutirão de serviços vai oferecer atendimento da Coelba, INSS, Cartão Sus, Primeiro Passo, Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, SIMM (consultas se vagas e emprego), Codecon, e Balcão de Justiça. Também serão ofertados serviços de saúde bucal (limpeza e aplicação de flúor) e glicemia, avaliação da caderneta de vacinação, encaminhamento para consultas e odontologia, pediatria, clínico geral, dermatologista, ginecologista e nutricionista, escolinha de trânsito da Transalvador, Guarda Municipal, Defesa Civil e Ruas de Lazer, entre outros. Uma unidade móvel da Seja Digital estará no local pata agendamento de recebimento do conversor digital de TV. A próxima região a ser beneficiada será a de Alto de Coutos, onde o Gabinete do Prefeitura em Ação estará no dia 19 deste mês.

 

Uma parceria entre a Guarda Civil Municipal (GCM) e a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres e Juventude (SPMJ) ofertará um Curso de Defesa Pessoal para Mulheres, gratuitamente. Para dar início aos trabalhos, será realizada nesta sexta-feira (11), às 8h30, uma aula inaugural no Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRLV), localizado na Praça Almirante Coelho Net, nº 1 - Barris (em frente à Delegacia do Idoso). 

 

Serão 20 mulheres por turma, que receberão noções de primeiros socorros e defesa pessoal em quatro aulas. Nesse primeiro momento, participarão das atividades mulheres atendidas pelo Loreta Valadares, junto a amigas e familiares. Esse é o segundo ciclo de atividades desde 2013 - o primeiro ocorreu ano passado. As inscrições devem ser feitas pessoalmente, na sede do centro de referência. Informações podem ser obtidas pelos telefones (71) 3611-6412 / 3235-4268.

 

 

 

 

Utilizando meios eletrônicos, a exemplo de celulares, tablets e computadores, moradores dos 160 bairros e das três ilhas de Salvador poderão, a partir desta terça-feira (08), escolher, via aplicativo, entre as 1,9 mil sugestões de obras sugeridas pela própria população para que sejam implementadas de forma célere pela Prefeitura. Ou seja, o cidadão poderá selecionar as intervenções que serão feitas no próprio bairro. O prefeito ACM Neto dará início à seleção nesta terça-feira, quando apresentará o aplicativo à imprensa, a partir das 9h30, no Palácio Thomé de Souza. 

 

A medida é resultado da segunda etapa do programa Ouvindo Nosso Bairro, iniciativa já realizada em 2015 com a adesão de 10 mil pessoas, que escolheram as intervenções por meio do voto presencial. A novidade para a edição 2017 é que a votação para seleção das obras será efetuada por meio de um aplicativo - também denominado Ouvindo Nosso Bairro -, que pode ser baixado nas principais lojas de Apps, Apple Store e Play Store.

 

A quantidade de indicações de obras e intervenções que foram inseridas para votação fez com que a data de lançamento do aplicativo fosse prorrogada para esta terça (08). As sugestões, que envolvem melhorias em calçamentos, praças, construção de novos equipamentos e outras intervenções, foram catalogadas por integrantes dos 10 conselhos comunitários das dez Prefeituras-Bairro. No dia 10 de junho, quase três mil sugestões foram analisadas de forma preliminar, para que fosse realizada uma seleção por meio de avaliação técnico-orçamentária.

 

"Isso é importante para que, quando um cidadão solicitar a construção de um campo ou de uma quadra em suas localidades, os técnicos possam avaliar a solicitação como viável ou inadequada. Por conta disso, são analisadas questões referentes ao espaço disponível ou algum outro entrave. Quanto à votação digital, a iniciativa vai possibilitar que o cidadão interaja ainda mais com o poder público, de forma a colaborar com as ações implementadas pela Prefeitura em seu bairro", destaca o diretor-geral das Prefeituras-Bairro, Júnior Magalhães.

 

A apuração terá início logo após o término do pleito digital, no dia 7 de setembro, e as intervenções começam assim que houver liberação orçamentária. O programa Ouvindo Nosso Bairro é um marco na gestão do prefeito ACM Neto, e atua ouvindo as principais demandas dos cidadãos para realização de obras de infraestrutura nas comunidades de Salvador.

 

 

 

Os prefeitos de Salvador, ACM Neto, e de São Paulo, João Dória Júnior, assinam nesta segunda-feira (07), às 18h30, no Palácio Thomé de Souza, protocolo de intenção com o objetivo de trocar experiências entre as gestões das duas cidades com foco na modernização da administração pública. As duas prefeituras apostam na inovação como forma de enfrentar a crise nacional promovendo a geração de emprego e renda, e o protocolo vai aproximar as duas gestões visando soluções comuns para resolver questões como a redução de despesas e a burocratização. 

 

Uma escola pioneira em questões de sustentabilidade. É assim a Escola Municipal de Paripe (Rua Tupi, nº 111, próximo à Prefeitura-Bairro do Subúrbio), que será entregue nesta sexta-feira (4), às 9h30, pelo prefeito ACM Neto e pela secretária de Educação (Smed), Paloma Modesto. Essa é a primeira unidade de ensino a funcionar com reaproveitamento de água das chuvas. Estima-se, com essa medida, que o colégio tenha uma economia de 60 mil litros de água por mês, além da redução dos impactos provocados em épocas de fortes precipitações, a exemplo de alagamentos. 

 

O sistema capta, filtra e canaliza toda a água da chuva, que é direcionada para abastecer os sanitários e o tanque de reserva técnica para incêndios da unidade. Tudo é automatizado e foi pensado, primordialmente, como recurso para aproveitar as chuvas de inverno, que atingem os 830m² de área coberta da escola. Dois tanques superiores com capacidade de retenção de três mil litros cada e um reservatório inferior de cinco mil litros fazem parte do sistema. Uma boia é responsável pela aferição do nível do líquido armazenado, e, uma vez que esteja em falta, o sistema aciona o abastecimento comum direto da Embasa.

 

Estrutura – A nova escola, que antes tinha apenas 12 salas de aula, agora dispõe de 23, além de dependências administrativas como: refeitório, triagem de alimentos, depósito para merendas, lavanderia, coordenação, secretaria, diretoria, sala dos professores, depósito de material didático, sala de leitura e espaço para material de limpeza. Também foi integrado ao projeto uma quadra poliesportiva, sala de Atendimento Educacional Especializado (AEE) – local disponibilizado para trabalhos específicos com alunos que possuam deficiência - e mais um espaço multiuso. A escola também possui itens de acessibilidade, como rampas e sanitários adaptados, para atender com maior comodidade crianças e jovens com deficiência. 

 

São atendidos estudantes do Ensino Fundamental I (do 1º ao 5º ano), do Ensino Fundamental II (6º ano) e do programa para Educação de Jovens e Adultos (EJA I e II). Com o reforço na estrutura, a escola vai passar a atender, a partir do próximo ano, todas as séries do Fundamental II, ou seja, do 6º ao 9º ano. A unidade também recebe o projeto Se Liga, realizado em parceria com o Instituto Ayrton Senna e que visa alfabetizar alunos que ainda não sabem ler e que estejam com distorção idade-série, matriculados do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Por meio do projeto, é distribuído um material didático específico para este trabalho.

 

 

Um símbolo da região da Barroquinha e que já bastante degradado vai dar lugar à nova sede da Fundação Gregório de Mattos (FGM). O projeto de recuperação do imóvel do antigo Hotel Castro Alves e três estruturas anexas terá os detalhes divulgados pelo prefeito ACM Neto e do presidente da FGM, Fernando Guerreiro, nesta quarta-feira (2), às 15h, no Espaço Cultural da Barroquinha (defronte à Praça Castro Alves). Também estarão presentes representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), demais autoridades e representantes da classe cultural.

 

Realizado em parceria entre a Prefeitura e Iphan, o projeto de instalação da nova sede da FGM contará com investimento de R$9,5 milhões, sendo R$1,5 milhão já aplicados pela administração municipal no processo de desapropriação. O Iphan já deu início às ao trabalho de limpeza do local.

 

Além da estrutura administrativa, o equipamento prevê a instalação de um café-teatro; espaço para cursos, oficinas e ensaios; reserva técnica e auditório. As salas vão abrigar ainda a sede dos conselhos Municipal de Políticas Culturais (CMPC) e Consultivo do Patrimônio Cultural (CCPC). 

 

Com isso, a intenção é transformar o local em um complexo cultural, que envolve os já existentes Espaço de Cinema Glauber Rocha, o Espaço Cultural da Barroquinha e o Teatro Gregório de Mattos (TGM). A ação faz parte do programa Salvador 360, eixo Centro Histórico, que deverá ser lançado ainda neste mês de agosto.

 

 

 

Uma das principais intervenções na área de mobilidade na história de Salvador, a implantação dos corredores exclusivos do Bus Rapid Transit (BRT) avança em sua segunda etapa com assinatura do contrato de financiamento, nesta segunda-feira (31), pelo prefeito ACM Neto e pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo, além de representantes da Caixa Econômica Federal. A solenidade acontece no Sheraton Hotel da Bahia, a partir das 10h. 

 

O segundo trecho dos corredores vai da Estação da Lapa até a região do Parque da Cidade, com extensão de 5,5km. O investimento é de R$412 milhões, sendo R$300 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e R$112 milhões de financiamento junto à Caixa. As obras contemplarão a construção de seis estações: Vasco da Gama, Ogunjá, HGE, Rio Vermelho, Pedrinhas e Cidade Jardim. E a implantação de viadutos na Avenida Garibaldi e elevados paralelos nas Pedrinhas e Cidade Jardim também fazem parte das iniciativas.

 

Já o trecho um está em fase final de licitação e o nome da empresa ou consórcio vencedor deve ser anunciado a qualquer momento. Com extensão de 2,9km, o trecho um tem investimento previsto de R$377 milhões. Todos os recursos estão assegurados por meio de financiamento junto à Caixa. As obras dessa etapa envolvem a construção de três viadutos, sendo um no sentido Parque da Cidade/Lucaia. Os demais são no sentido Parque da Cidade-Iguatemi e no Iguatemi.

 

No Cidadela e na região do Hiper, serão erguidos elevados paralelos para a implantação das estações em cada um desses locais. Com a conclusão da primeira etapa, com obras que devem durar 28 meses após a assinatura do contrato com a empresa ou consórcio que vencer a licitação, os corredores exclusivos serão ocupados inicialmente por ônibus comuns. 

 

O BRT conta ainda com o projeto de expansão, que vai do Parque da Cidade à Pituba, nas imediações do Posto Namorados. Com 1,8km, serão implantadas, nesta terceira etapa, as estações Parque da Cidade e Itaigara, além do Terminal Pituba, que fará integração com outros modais.

 

 

 

Após o sucesso do pomar urbano no bairro do Stiep, a Prefeitura, através da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), vai expandir o projeto para Stella Maris, na Praça Guaratuba (em frente ao Colégio Marízia Maior). O segundo pomar urbano de Salvador será desenvolvido nesta sexta-feira (28), às 9h, com a participação das pessoas que moram próximo ao local e vai contar com um diferencial: o georrefenciamento.

 

Logo após o plantio, as 105 mudas serão georreferenciadas. Ou seja, cada árvore terá a sua localização identificada de maneira precisa, através de coordenadas geográficas, assim como também o nome de quem plantou, a data em que o plantio foi realizado e a espécie do vegetal. Essas informações ficarão disponíveis para o cidadão na internet.  Após a fase de testes, os moradores de Salvador também poderão enviar fotos e a localização de árvores plantadas por eles ou por outras pessoas.

 

Segundo o titular da Secis, André Fraga, o objetivo é que a Prefeitura e a população saibam onde está cada árvore plantada da capital baiana, para que todos cuidem juntos do crescimento da vegetação. “A ferramenta vai nos ajudar a identificar de forma prática - e com a ajuda da população - as árvores plantadas na cidade. Queremos que todo mundo tenha acesso a esse mapeamento, desde professores, universitários, pesquisadores ou mesmo pessoas que têm curiosidade no assunto", explica.

 

Na ocasião, serão plantadas 105 árvores frutíferas, como goiabeira, abacateiro, jenipapeiro, mangueira, jaqueira, aceroleira, gravioleira, cajuzeiro, caramboleiro e pitangueira. A ação será coordenada por uma equipe técnica da Secis e terá a participação de moradores e comerciantes da região.

 

Pomar urbano - No início do mês, o primeiro pomar da cidade foi criado na Estrada do Curralinho, no Stiep. Sucatas, lixo e entulhos deram lugar a 55 mudas de árvores frutíferas, como goiabeira, jenipapeiro, jaqueira, entre outras. A intervenção foi solicitada por moradores de um condomínio próximo ao local e contou com o apoio de diversos órgãos da Prefeitura.   

 

No sábado (29), a partir das 9h, mais 15 árvores frutíferas serão plantadas na cidade, dessa vez na Rua Francisco Pereira Coutinho, no bairro do Imbuí, dentro do evento “Ação Comunidade”. A mobilização será com moradores do entorno e integra o stand da Secis, “Sala Verde Itinerante”, que contará também com a exibição de filmes educativos e distribuição de materiais e publicações pedagógicas a fim de democratizar o acesso às informações sobre sustentabilidade.

 

 

 

 

O prefeito ACM  Neto entrega nesta quinta-feira (27), às 18h30, a terceira etapa da revitalização da Orla do Rio Vermelho. O novo espaço traz homenagens ao Mestre Bimba e a ex-combatentes do Exército brasileiro, e será oficialmente entregue em solenidade realizada na altura do Quartel de Amaralina. O novo cenário ganhou parque, academia ao ar livre, espaço para roda de capoeira com arquibancada para 25 pessoas, quiosque para taxistas, revitalização de monumento ao mestre Bimba, novo monumento em homenagem aos ex-combatentes do Exército, e mobiliário urbano.

 

O entorno da praça também foi beneficiado com asfaltamento, recuperação do sistema de drenagem, além da construção de 450 metros de ciclovia e de 5,9 mil metros quadrados de passeio. As obras foram executadas pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), com aporte de R$ 3,7 milhões.

 

 

O prefeito ACM Neto participa nesta quarta-feira (26), às 9h30, da entrega das chaves aos novos moradores do Residencial Recanto do Luar, localizado em Cajazeira VI.  A solenidade de entrega será realizada na Estrada do Matadouro, Cajazeiras VI (antiga Portelinha, próximo ao Posto de Gasolina Petróleo). O empreendimento, construído através do Minha Casa Minha Vida, beneficiará 440 famílias. O residencial Recanto da Luar é uma obra do governo federal, orçada em R$ 29,5 milhões. À Prefeitura coube selecionar os beneficiados, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra).

 

 

A seleção das famílias foi feita pela Prefeitura com base em critérios técnicos e sociais: residentes de áreas de risco, idoso, gestante, deficiente físico e filhos pequenos na formação familiar, e inclusão no Cadastro Único – base de dados de famílias de baixa renda utilizada pelo governo para a execução de programas sociais. Das 440 famílias que serão contempladas, 418 já assinaram contrato com a Caixa Econômica Federal (CEF).

 

Construído em uma região chamada de Portelinha, onde antes havia vários imóveis improvisados com madeira, lona e barro, o residencial Recanto do Luar conta com 22 prédios com cinco pavimentos (térreo e mais quatro andares). Os apartamentos têm área de 59 metros quadrados, onde estão distribuídos um hall de entrada, um hall de circulação, um banheiro, dois dormitórios e uma cozinha com área de serviço. O programa federal atende à população com renda familiar de até R$1.800.

 

 

Os beneficiados são selecionados por meio de chamada pública ou pessoas residentes em situação de risco geológico, além de famílias que possuam crianças com microcefalia, de acordo com a Portaria 321/2016 do Ministério das Cidades. Com este residencial, o programa Minha Casa Minha Vida soma 8.571 unidades habitacionais entregues pela Prefeitura desde 2013. Ainda este ano, outras 1.464 unidades ficarão prontas nos residenciais Ceasa III, IV e IV, em Ipitanga e Margaridas, no Jardim das Margaridas.

 

O bairro de Luiz Anselmo será o mais novo beneficiado com a ação de proteção de encosta por geomanta, a ser entregue pela Prefeitura neste sábado (21), às 10h, na Travessa Portugal, 145 (defronte à Igreja Santa Tereza D’Ávila). A ação contará com as presenças do prefeito ACM Neto e do diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Gustavo Ferraz, dentre outras autoridades.

 

Com investimento de R$40,7 mil, a geomanta foi aplicada em uma área de 295 m². As obras foram realizadas em cerca de 30 dias e a medida vai trazer mais segurança aos moradores que vivem no local, principalmente em dias de chuva. Até o momento, a Prefeitura já aplicou a geomanta em cerca de 70 localidades de risco em toda a cidade.

 

 

 

O prefeito ACM Neto lança, nesta sexta-feira (21), às 10h, a Maratona Oficial da Cidade do Salvador, em coletiva com imprensa realizada no UCI Orient Shopping Barra, sala 5. A Maratona Cidade de Salvador é o mais novo produto da capital baiana, que chega para fortalecer a plataforma de eventos da cidade como estratégia de desenvolvimento econômico. 

 

A expectativa da Prefeitura é introduzir a cidade no circuito nacional de competições de rua. O evento acontecerá pela primeira vez no dia 22 de outubro (domingo). Para a primeira edição do projeto, a Prefeitura tem como expectativa reunir cerca de quatro mil corredores. 

 

 

Os primeiros colocados de cada competição levarão para casa troféus que homenageiam um dos maiores entusiastas e praticante de corridas de rua da Bahia e do Brasil, Ayrton Ferreira dos Santos. A Maratona Cidade de Salvador é uma realização da Prefeitura, por intermédio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel) e Federação Baiana de Atletismo (FBA).

 

O prefeito ACM Neto realiza duas importantes ações para os moradores do Subúrbio, nesta terça-feira (17). Uma delas é a entrega de uma geomanta na Rua Formosa de São João, no fim de linha de Plataforma, a partir das 9h. A estrutura foi realizada com investimento de R$ 192 mil e foi aplicada num terreno de 1,2 mil metros quadrados. Novidade adotada pela Prefeitura em 2016, as geomantas já foram aplicadas em mais de 70 áreas de risco na cidade.

 

Ao todo, as obras demandaram investimentos da ordem de R$ 7,5 milhões em toda a cidade, num trabalho coordenado pela Defesa Civil de Salvador (Codesal). Inovadora no país, a técnica de proteção de encosta é formada por um composto de PVC e geotêxtil, com cobertura de argamassa jateada. A geomanta impermeabiliza o talude e erosões superficiais, absorção de águas da chuva e possível risco de deslizamento do terreno. 

 

Saúde - No mesmo local, o prefeito assinará ordem de serviço para construção imediata de mais um posto de saúde no bairro de Plataforma. A Unidade de Saúde da Família (USF) terá capacidade de atender cerca de 16 mil pessoas da localidade e adjacências, através de três equipes médicas e outras três odontológicas completas. No total, serão investidos R$ 790 mil para implantação do equipamento, que contará com oito consultórios.

 

Com previsão de entrega para oito meses após o início da construção, o posto, que contará com estrutura 100% climatizada e adaptada para pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção, ofertará consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, vacina, curativo, teste rápido para glicemia capilar, sífilis e HIV/Aids, coleta para exames laboratoriais, além de atender aos programas de hipertensão e diabetes, planejamento família, pré-natal, dentre outros da atenção básica.

 

 

 

O prefeito ACM Neto lança nesta segunda-feira, dia 17, às 10h, no Hotel Fiesta, o terceiro eixo do Programa Salvador 360, chamado de Investe. Trata-se do eixo destinado aos investimentos públicos, no montante de R$3 bilhões. Atualmente, a capital baiana ocupa a 9ª posição do ranking de infraestrutura entre as capitais e o desafio é melhorar esse índice. Parte dos R$3 bilhões a serem investidos serão captados por meio de concessões e parcerias público-privada (PPPs). Estão previstas 68 ações, divididas em dez áreas: Gestão do Hospital Municipal de Salvador, Mobilidade, Infraestrutura, Esportes e Lazer, Habitação, Iluminação, Orla, Praças e Espaços Públicos, Mercados e Cultura. Entre os destaques desse eixo, estão a conclusão e gestão do Hospital Municipal, que está sendo erguido na Boca da Mata e a implantação do BRT, em fase de licitação. 

 

A Prefeitura já lançou dois eixos do Salvador 360, o maior programa municipal de estímulo à economia do país: o Simplifica e o Negócios. O primeiro é voltado à simplificação da relação entre o cidadão e a Prefeitura, com foco na desburocratização dos serviços públicos, possibilitando, entre outras medidas, a redução do tempo para abertura de empresas e maior velocidade na liberação de licenças. O segundo é destinado ao estímulo para atração de empresas, através de incentivos fiscais e treinamento de mão de obra qualificada, entre outros pontos. 

 

 

O município e os empreendedores soteropolitanos terão uma nova parceria a partir desta sexta-feira (14), quando o prefeito ACM Neto assinará, às 9h, um convênio com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). A solenidade será no auditório do Senai Cimatec, localizado na  Av. Orlando Gomes, 1845 - Piatã. Por meio da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), a Prefeitura irá criar uma agenda pública com divulgação de editais de inovação para incentivar os moradores da primeira capital do Brasil a desenvolverem soluções criativas para questões urbanas. No mesmo dia, acontece o seminário Salvador Cidade Inovadora, com diversas palestras sobre o tema. 

 

Alinhado com os eixos do programa Salvador 360, a intenção da parceria é ouvir as ideias dos soteropolitanos, mapear as práticas inovadoras que já acontecem na cidade e incentivar novos planos. A parceria serve como base para a criação de uma agenda pública municipal, com diversos projetos programados para Salvador durante todo o ano, a fim de apoiar e fomentar o ecossistema de inovação local.

 

Seminário - Durante a assinatura do convênio, a capital receberá, no mesmo endereço, o seminário Salvador Cidade Inovadora, com palestras sobre inovação e empreendedorismo, além de apresentação de exemplos de sucesso em outras capitais que podem servir de base para mudanças aqui. Além disso, no sábado (15) e no domingo (16), será realizado o desafio criativo Hackathon+Salvador: Soluções de Impacto Social, também com apoio da Prefeitura. Nessa atividade, os mais de 500 inscritos ficarão acampados na sede da Faculdade de Medicina do Terreiro de Jesus em busca de soluções para problemas do Centro Histórico da capital.

 

Em 2016, Salvador foi considerada a 10ª cidade brasileira que mais se destacou em inovação e tecnologia, conforme o ranking Connected Smart Cities da consultoria Urban Systems. A capital baiana também ocupa a posição 26ª no eixo de inovação, sendo a 4ª do Nordeste, segundo a organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores Endeavor. Já no ranking de Smart Cities, Salvador está no 18ª lugar no Brasil e 2ª no nordeste, conforme a plataforma de negócios SATOR, em parceria com o Instituto de Ciências Inteligentes.

 

Programação - Os interessados devem fazer o credenciamento às 8h do dia 14. A abertura do evento acontece às 9h, com a presença do prefeito de Salvador, ACM Neto, além de representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Secis, Senai , Sebrae e Rede Bahia. Em seguida, o engenheiro e economista Rodrigo Martins apresenta uma análise sobre as causas que inibem o Brasil de desenvolver o seu potencial inovador.

 

A partir de 10h, um dos idealizadores do Porto Digital em Recife e professor de economia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) José Carlos Cavalcanti, o presidente da Associação Catarinense das Empresas de Tecnologia (ACATE) Daniel dos Santos Leipnitz  e o professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Boston, Cauam Ferreira Cardoso apresentarão práticas de sucesso em inovação. Os convidados irão mostrar exemplos de cidades nacionais e internacionais para inspirar oportunidades em Salvador. Ao final das explicações, os soteropolitanos poderão tirar as dúvidas em um debate.

 

Durante a tarde, a plateia irá participar de uma dinâmica conhecida como Aquário ou Fish Bowl. A atividade começa com apresentações do tema, na presença de quatro participantes em cadeiras centrais, além de uma cadeira livre. Qualquer pessoa que estiver na plateia poderá se dirigir à cadeira livre para contribuir por 5 minutos com a discussão, enquanto um dos outros ocupante sai do círculo, disponibilizando a sua cadeira. A cada rodada, um participante disponibiliza sua cadeira para que os demais espectadores possam entrar no debate. Os temas debatidos girarão em torno das práticas atuais de empreendedorismo em Salvador e dos elementos necessários para impulsionar a área na cidade.

 

Demo Day - A 100 Open Startups vai realizar durante o evento um Dia de Demonstração, onde os projetos serão apresentados para possíveis investidores no local. Na ocasião, o diretor executivo da empresa, Bruno Rondami, fará uma palestra especial sobre "Novos modelos de negócio para inovação.

 

Inscrições - O evento acontece no auditório do Senai Cimatec e as inscrições podem ser feitas gratuitamente pelo site bit.ly/cidadeinovadora. Devem se inscrever gestores públicos e representantes de instituições, como universidades, incubadoras, investidores de risco, coworkings, associações estudantis, startups e pesquisadores.

 

 

 

Os moradores do Nordeste de Amaralina vão ganhar, nesta quinta (13), um equipamento de saúde que também será emblemático para a região. A Unidade de Saúde da Família (USF) Menino Joel será entregue pelo prefeito ACM Neto, às 10h30, na Rua Professora Avany Argolo, s/n (próximo ao fim de linha do bairro e da Delicatessen Gilzan).

 

A nova unidade homenageia o garoto Joel Castro, morto aos 10 anos durante uma operação policial no bairro e que causou bastante comoção na comunidade. A USF terá capacidade de atender cerca de 12 mil pessoas da localidade e adjacências. No total, serão investidos cerca de R$ 1,3 milhões para implantação do equipamento que contará com oito consultórios, sendo três deles odontológicos.

 

Com previsão de entrega para 12 meses após o início da construção, o posto conta com estrutura 100% climatizada e adaptada para portadores de necessidades especiais. Serão ofertadas consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, vacina, curativo, teste rápido para glicemia capilar, sífilis e HIV/Aids. A estrutura também conta com coleta para exames laboratoriais, além de atender aos programas de hipertensão e diabetes, planejamento familiar e pré-natal, dentre outros da Atenção Básica.

 

 

O cidadão em Salvador que precisar obter a carteira de trabalho para ingressar ou se reinserir no mercado profissional terá, em breve, novos locais de atendimento que vão fazer a emissão do documento. O Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura e a Superintendência Regional do Trabalho (SRTE-BA) será assinado pelo prefeito ACM Neto e pela superintendente da SRTE-BA, Gerta Schultz Fahel, em cerimônia a ser realizada nesta quinta-feira (6), às 14h30, no Palácio Thomé de Souza.

A medida vai permitir a emissão da carteira de trabalho em todas as unidades do Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm) e das Prefeituras-Bairro, além do Centro do Empreendedor Municipal (CEM). A partir da assinatura do termo, a SRTE irá ofertar a capacitação dos funcionários das Prefeituras-Bairro, do Simm e do CEM. A expectativa é de que o atendimento para este serviço seja iniciado até o próximo mês.  Quarenta pessoas devem estar envolvidas no atendimento em todos os postos municipais.

Ampliação dos serviços – A emissão das carteiras de trabalho pelas estruturas municipais faz parte da ação da Prefeitura de ampliar a oferta de serviços aos cidadãos, de forma descentralizada. A medida vai facilitar bastante a vida dos atuais e futuros trabalhadores, que não precisarão mais enfrentar longas filas e/ou se deslocar até o centro da cidade para fazer o serviço, o que resultará em economia de tempo e dinheiro.

 

 

 

 

Quatrocentas e quarenta famílias darão o primeiro passo para concretizar o sonho da casa própria com a assinatura do contrato para o residencial Recanto do Luar, pertencente ao programa Minha Casa, Minha Vida e localizado em Cajazeiras. A cerimônia acontece nesta segunda-feira (03), às 10h, no auditório da Faculdade Unopar, na Avenida Santiago da Compostela, no Parque Bela Vista, em Brotas (ao lado do supermercado G Barbosa). O prefeito ACM Neto e o secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Almir Melo, participarão da solenidade.

 

Na oportunidade, os beneficiados vão receber da Caixa Econômica Federal um termo de recebimento do imóvel. O próximo passo será a entrega das chaves das 440 unidades habitacionais, 100% selecionadas pelo Município, na Estrada do Matadouro em Cajazeiras VI. O Recanto do Luar foi construído no mesmo local da antiga Portelinha de Cajazeiras. Os antigos moradores da localidade já foram incluídos no programa pela Prefeitura e residem atualmente no empreendimento Fazenda Grande 15A.

 

Balanço e funcionamento – Com este residencial, o Minha Casa, Minha Vida soma 8.571 unidades habitacionais entregues por meio da Prefeitura desde 2013. A previsão é de que sejam entregues, ainda este ano, mais 1.464 unidades, distribuídas nos residenciais Ceasa III, IV e V, em Ipitanga, e Margaridas, no Jardim das Margaridas.

 

 

O programa federal, coordenado em Salvador pela Prefeitura, atende à população com renda familiar de até R$1.800. Os beneficiados são selecionados por meio de chamada pública ou pessoas residentes em situação de risco geológico, além de famílias que possuam crianças com microcefalia, de acordo com a Portaria 321/2016, do Ministério das Cidades.

 

Estima-se que cerca de 3.500 profissionais sejam beneficiadas pela iniciativa, que pode ser efetivada ao fim do mês de julho

 

Começa nesta segunda-feira (3) o estudo técnico para a inclusão da profissão de baiana de acarajé na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), documento que reconhece, nomeia, codifica e descreve as características das ocupações do mercado de trabalho brasileiro. O trâmite para a inclusão será celebrado com uma solenidade, às 9h, na sede da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT-BA), localizada na Av. Tancredo Neves (atrás do Shopping Sumaré). O evento contará com a presença do prefeito ACM Neto, do secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Antônio Correia, da secretária municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Taissa Gama, e da presidente da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam), Rita Santos, entre outras autoridades. O estudo deve durar até o final do mês de julho, quando o ministro do Trabalho pretende assinar a inclusão na CBO.

 

A inclusão da profissão na CBO é uma conquista para as baianas de acarajé. Apenas em Salvador, cerca de 3.500 profissionais devem ser beneficiadas, conforme estimativa da Abam. Esta oficialização só está sendo possível graças ao empenho da SPMJ junto ao Ministério do Trabalho. Desde 2005, as baianas são reconhecidas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Iphan, mas ainda sentiam dificuldade em ter a profissão reconhecida. Com a inclusão da profissão na CBO, as baianas de acarajé passam a assumir a identidade profissional ao realizar cadastros formais para tirar documentos como RG e passaporte, ou se cadastrar como microempreendedor individual. Além disso, a secretária Taissa Gama lembra que a inclusão facilita a criação de cursos de especialização para esta área.

 

A presidente da Abam, Rita Santos, comemora a iniciativa. “É uma reivindicação que já vinha fazendo desde 2009, depois que eu não pude me cadastrar como baiana de acarajé ao fazer o meu passaporte. Queriam que eu me cadastrasse como cozinheira, mas eu não sou, sou baiana de acarajé”, diz Rita Santos. Além do reconhecimento, outras ações estão sendo realizadas em prol das baianas de acarajé. Uma delas é levar debates às Prefeituras-Bairro para coibir o trabalho infantil nos tabuleiros.

 

História - A comercialização do acarajé teve início ainda no período da escravidão, a partir do século XVI, com as chamadas escravas de ganho que trabalhavam nas ruas para as suas senhoras (geralmente pequenas proprietárias empobrecidas), desempenhando diversas atividades, entre elas, a venda de quitutes nos seus tabuleiros. A relação com a religiosidade era muito forte e a massa era feita no terreiro, de onde a baiana saia com todas as obrigações a serem cumpridas a seu Orixá. Através de um canto tradicional, as baianas chamavam o povo para comprar e comer. Elas diziam a expressão “acará jê” (de akàrà, bola de fogo, e jê, vender) em canto, enquanto vendiam. A partir daí, surgiu o nome. 

 

No final do século XIX, as mulheres tinham a permissão de seus senhores para sair no final do dia, com o tabuleiro na cabeça, protegida por um torço de pano da costa, para comercializar os bolinhos, feitos de massa de feijão fradinho descascado, cebola, gengibre e camarão; fritos no azeite de dendê.  Depois da abolição, em 13 de maio de 1888, a tradição continuou. Até meados da década de 70 do século XX, as baianas mantiveram o costume de vender o produto somente à tarde e à noite. Depois que o acarajé conquistou visitantes, passou a ser um dos cartões de visita da culinária baiana e a ser vendido durante o dia.

 

O acarajé e o abará são comercializados, atualmente, em Salvador, por um preço médio de R$ 5, mas é possível encontra-los até mesmo por R$ 1. No candomblé, o alimento é preparado para cultuar os orixás Iansã e Xangô. O ofício das baianas de acarajé está inscrito no Livro dos Saberes do Iphan, desde 2005, como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

 

 

 

O prefeito ACM Neto participa das comemorações pelo Dois de Julho neste domingo, na Lapinha, a partir das 8h. A programação inclui o hasteamento das bandeiras, no Pavilhão Dois de Julho, às 9h, com a execução do Hino Nacional pela Banda de Música da Marinha do Brasil, nas presenças do governador Rui Costa, do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel, e do presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Eduardo Morais.

 

Na sequência, o prefeito e as demais autoridades prestam as homenagens no monumento do General Labatut, e assistem à apresentação dos carros emblemáticos do Caboclo e Cabocla, além do hino ao Dois de Julho, executado pela Banda de Música da Marinha do Brasil. Às 9h30, tem início o cortejo cívico, com uma breve parada em frente ao Convento da Soledade, na Ordem Terceira do Carmo, e na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. No fim da manhã, às 11h30, serão recolhidos os carros emblemáticos, com a retomada da programação pela tarde. O prefeito participa de todo o cortejo.

 

Após o desfile, ACM Neto retorna à programação às 15h, com a cerimônia cívica no 2º Distrito Naval, parte às 15h30 para solenidade na Câmara de Vereadores, e às 17h, no Campo Grande, com a chegada dos carros emblemáticos. O ato contará ainda com hasteamento das bandeiras do Brasil, Bahia e Salvador, colocação de coroas de flores no monumento ao 2 de julho pelas autoridades presentes e acendimento da Pira do Fogo Simbólico pelo atleta cabo da Polícia Militar da Bahia, José Francisco Rodrigues.

 

O tema das festividades deste ano para o Dois de Julho será "Salvador - Marco da Independência", exaltando o papel da primeira capital do país na luta pela libertação do domínio português. As ações envolvem desde a celebração do Te Deum e chegada do fogo simbólico à cidade, no dia 1º de julho, até o retorno dos carros emblemáticos do caboclo e da cabocla ao Largo da Lapinha, no dia 5. Para o dia do cortejo, no domingo, foram mobilizados 555 alunos da rede municipal de ensino, que integram as fanfarras que animarão o evento.

 

Subcategorias