Quarta-Feira , 30 Setembro 2020
0
0
0
s2sdefault

 

A Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut) promove audiência pública para apresentar o modelo da concessão da Linha Viva e o edital de licitação, com a exposição do projeto básico de engenharia, nesta segunda-feira (16), às 9h, no auditório do Parque Tecnológico, na Avenida Paralela.

 

 

Com 17,7 quilômetros, a Linha Viva é uma via expressa que se estende do Acesso Norte ao Complexo Viário 2 de Julho pela faixa de servidão da linha de transmissão da Chesf. Em três faixas por sentido, com capacidade de 6 mil carros por hora em cada direção, a rodovia urbana comporta até 75% do tráfego atual da Avenida Luís Viana Filho (Paralela).

 

 

Para o secretário municipal de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia, a Linha Viva vai desafogar o trânsito da Avenida Paralela, que atualmente já está saturada nos horários de pico. “A estimativa é que 40% dos veículos que hoje transitam pela Avenida Paralela migrem para a Linha Viva. Isso vai descongestionar a Paralela e fazer com que essa via possa ser usada de forma prioritária pelo transporte público, aliviando o tráfego em geral”.

 

 

Aleluia informa que a Linha Viva será uma concessão precedida de obra pública, sem utilizar recursos municipais. “O investimento previsto é de R$ 1,5 bilhão e será pago pelo usuário da via, durante o prazo da concessão, através de pedágio. A empresa que vencer a licitação terá a obrigação de concluir a via num prazo de quatro anos e o direito de explorar comercialmente a concessão durante 31 anos, o que inclui a sua manutenção em níveis ideais pré-estabelecidos”.

 

 

Para amplificar a transparência do projeto municipal, por determinação do prefeito ACM Neto, além da audiência pública, o edital da licitação para a concessão da Linha Viva foi disponibilizado à consulta pública, por prazo de 30 dias, no site da Linha Viva.

LINHAVIVA

0
0
0
s2sdefault