Sábado , 25 Maio 2019
0
0
0
s2sdefault

Na véspera da Lavagem do Bonfim, os agentes de fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) voltaram às ruas para o segundo dia de operação preventiva com o intuito de notificar os comerciantes sobre a proibição da venda de bebidas em garrafas de vidro durante a festa religiosa, que acontece nesta quinta-feira (12). A ação foi realizada em parte do trecho onde vai acontecer a celebração, entre a Igreja da Nossa Senhora da Conceição da Praia e a Calçada, e também teve o objetivo de garantir que o espaço público, bem como todos os tipos de atividades comerciais, estejam totalmente regularizados e com segurança.

Por isso, foram vistoriados bares, restaurantes, lanchonetes, depósitos e imóveis com sacadas. No total, foram 32 notificações. Em operação realizada ontem (11), foram contabilizadas 33. Na operação de hoje, foram apreendidos grades, portões, trilho, cantoneira e andaimes tubulares A iniciativa serviu também como alerta para que os proprietários não promovam aglomerações de pessoas dentro dos estabelecimentos, a fim de evitar acidentes. Além disso, a Sedur orientou que não é permitido instalar palco ou qualquer estrutura provisória para o evento sem a aprovação da Prefeitura. 

Dono de um bar próximo ao Elevador Lacerda, Edvaldo Andrade dos Reis, 53 anos, foi um dos notificados para não vender bebidas em garrafa. Ele vê a operação como importante para que a Lavagem transcorra com alegria. “É importante para evitar acidentes. Já separei umas grades para que ninguém leve garrafa para fora. Para vender, eu trabalho usando copão”, disse.

Outro advertido durante a ação, Igino Dias Gonzaga, 66, dono há 20 anos do Bar Recanto do Gino, próximo à Praça Cairu, também elogiou a iniciativa e garantiu estar prevenido. “O trabalho que a Prefeitura tem feito hoje está no caminho certo, porque é para proteger todos, ainda mais de uns tempos para cá que a violência cresceu. Eu, como comerciante, faço a minha parte para ajudar também. Sempre estou preparado a não vender bebidas em garrafa em dias de festas. Já me preparei para vender cerveja em lata, o estoque está cheio”, afirmou.

O coordenador de fiscalização da Sedur, Everaldo Freitas, ressaltou que, durante a festa, cerca de 40 fiscais atuarão no circuito da lavagem, no percurso da Igreja da Conceição da Praia até a Igreja do Bonfim. “O estabelecimento ou barraca que estiver comercializando bebida em garrafa terá o material apreendido. E, caso haja reincidência, a atividade vai ser interditada”, frisou. Ele ainda pontuou que a ação preventiva é para evitar que no evento as garrafas sejam usadas como arma branca ou causem qualquer tipo de acidente.

Poluição visual - A fiscalização também teve como alvo combater a poluição visual da cidade. Os agentes removeram faixas, painéis e placas colocadas nas fachadas de imóveis comerciais e residenciais. A ação é amparada pelo Decreto 12.642/2000, que regula a publicidade no município. De acordo com Everaldo Freitas, no dia do cortejo religioso “o único tipo de publicidade que vai ser permitida é a que contenha mensagem cultural ou institucional transportado por pessoas”. Vale lembrar que o patrocínio oficial da Lavagem do Bonfim é da Skol. Por isso, é liberada apenas a exibição comercial dessa marca durante o evento.

0
0
0
s2sdefault