Quinta-Feira , 21 Setembro 2017

 

 

Intervenções melhoram mobilidade e garantem mais equipamentos de lazer

 

Quem passa pelo trecho entre o Parque da Cidade, no Itaigara, e o Posto Namorados, na Pituba, já aproveita as profundas mudanças, promovidas pela Prefeitura, em uma das principais vias de tráfego de Salvador. Mais moderna e segura para pedestres e motoristas, a Nova Avenida Antônio Carlos Magalhães, ou simplesmente Avenida ACM, foi entregue oficialmente à população nesta segunda-feira (4), em cerimônia que contou com as presenças do prefeito ACM Neto, familiares do líder político baiano, a exemplo do filho e empresário Antonio Carlos Magalhães Júnior, demais autoridades e populares. A ação aconteceu justamente no dia em que ACM completaria 90 anos de vida, e faz parte do programa Salvador 360, eixo Investe.

 

A solenidade de inauguração, realizada no estacionamento em frente ao Shopping Cidade, no Itaigara, foi repleta de emoções. O prefeito chorou ao lembrar do avô. "Quis Deus que hoje eu pudesse entregar uma obra dessa importância e honrar o nome de Antonio Carlos Magalhães. As pessoas sempre me pediam que eu fizesse metade do que ele fez. Nem me pediram que eu fizesse o mesmo, porque metade já era muito", discurso ACM Neto. 

 

A ação é fruto de um Termo de Acordo e Compromisso (TAC) assinado em junho de 2016 entre a administração municipal, por meio da então Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), e a Petros, em contrapartida pelo impacto causado pela construção da sede da instituição no Itaigara. A medida contou com investimento total de R$36 milhões em aproximadamente 3km de extensão. Além da requalificação da Avenida ACM, o TAC também possibilitou a realização de um sonho da comunidade: a construção da Praça Myriam Fraga, na Rua Sílvio Valente, transversal à via principal. "Demonstramos o aumento no impacto do trânsito com o acréscimo do número de veículos provocado pela construção do empreendimento e conseguimos alavancar esses recursos", lembrou o prefeito.

 

Com coordenação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), a requalificação da Avenida ACM contou com a participação de diversos órgãos municipais, a exemplo das secretarias de Mobilidade (Semob), Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Ordem Pública (Semop) e Manutenção (Seman), assim como a Superintendência de Trânsito (Transalvador) e a Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF). O projeto de requalificação da avenida contou também com a participação de moradores e comerciantes locais, que contribuíram com sugestões de soluções para a região.

 

Mudanças viárias – As obras na Nova ACM resultaram principalmente em mudanças viárias na região, que já traz mais conforto para motoristas e pedestres que passam pelo local, além de possibilitar a implantação de corredores exclusivos no canteiro central para o projeto de expansão do BRT (Bus Rapid Transit). Uma das intervenções contemplou a eliminação de um acesso antigo nas proximidades do Shopping Paseo, resultando em mais fluidez e acabando com as retenções na via.

 

Já o acesso para a Petrobrás e o Alto do Parque também ganhou uma nova entrada na ligação entre as pistas principal e marginal. Além disso, a Rua Professor Leopoldo Amaral passa a ter acesso direto ao lado oposto ao cruzar as pistas, facilitando a vida de quem sai do Alto do Parque em direção ao Shopping da Bahia.

 

A série de medidas também contemplou a mudança de alguns retornos para ordenar melhor o fluxo e diminuir os congestionamentos. Em frente ao Max Center, por exemplo, o novo acesso à pista principal tornou mais ágil o caminho de quem segue para a região do Iguatemi. No sentido oposto, após o Edifício Servicenter, a via marginal ganhou sentido único em direção à orla e um novo acesso em frente à Escola de Ballet Rosana Abubakir.

 

Para o Parque Júlio César, os motoristas devem seguir pela Alameda Benevento, que passou a operar em sentido duplo. As intervenções também contaram com nova pavimentação das vias principal e marginais.

 

Outras melhorias – Cinco novas baias (recuo) de ônibus, sendo duas no sentido Iguatemi e três no sentido Orla, foram construídas para desafogar o tráfego na via principal. Foram promovidas melhorias na sinalização horizontal e vertical e criadas áreas de estacionamento que permitiram a disponibilização de 300 novas vagas. Um desses locais é a área em frente ao Shopping Cidade, que abriga um bolsão para 100 carros e 20 motos.

 

No caso da sinalização eletrônica, semáforos foram remanejados e passaram a integrar a rede semafórica inteligente – com 17 equipamentos somente entre o Parque da Cidade e o Jardim dos Namorados. A interligação dos semáforos é feita através de rede de fibra ótica e possibilita o sincronismo perfeito, pois se tornam autoadaptativos. Uma das mais modernas tecnologias de trânsito, a iniciativa também é aplicada em locais como a Praça Lord Cochrane (Avenida Centenário) e Avenida Luís Viana (Paralela).

 

Duas novas passarelas foram instaladas pela Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) na localidade, sendo uma delas em frente ao Shopping Paseo e outra próxima ao Posto Namorados. Já a passarela em frente ao Pituba Parque Center foi ampliada para interligar as vias marginais. A iniciativa possibilitou principalmente a segurança dos pedestres, considerando o intenso fluxo de pessoas que acessam os diversos serviços oferecidos na região, como clínicas médicas, comércio e escolas. Somente no sentido Shopping da Bahia, passam diariamente 19 mil veículos pela avenida.

 

A requalificação da Avenida ACM contou também com novo paisagismo, com plantio de mais de 110 mudas de espécies da Mata Atlântica, dentre ipês, oiti e pau-brasil. As novas árvores já foram georreferenciadas, em ação pioneira promovida pela Secretaria Cidade Sustentável e Inovação (Secis).

 

Já a iluminação também foi modernizada, por ação desenvolvida através da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). Com investimento de aproximadamente R$500 mil, as antigas 130 luminárias de vapor metálico foram substituídas por lâmpadas LED de 143 watts. Também foi promovida a implantação de novos postes e pintura.

 

De acordo com a Diretoria de Iluminação Pública do órgão, as novas luminárias são modulares e foram desenhadas em um projeto específico para a via, garantindo a iluminação uniforme por todo o trecho até a Rua São Paulo, na Pituba. As vias marginais também foram contempladas com a nova tecnologia. A medida resultará em redução de mais de 50% no consumo de energia, seguindo a ideia de sustentabilidade e eficiência energética.  

 

Praça – Também fruto do TAC entre a Prefeitura e a Petros, a Praça Myriam Fraga foi inaugurada em maio deste ano e instalada em uma antiga área abandonada do Itaigara. Com projeto arquitetônico da FMLF em uma área de 7 mil m², a área de convivência e lazer que homenageia a poetisa baiana, falecida em 2016, conta com quadra de esportes com gramado, miniciclovia, brinquedos infantis e pontos de bate-papo e confraternização.

 

Os espaços para crianças e atividades físicas contêm equipamentos voltados para atender a públicos de diversas idades, área de brinquedos clássicos como amarelinha, gangorra e balanço, além de aparelhos de ginástica para jovens e idosos. Iluminação, paisagismo, acessibilidade e sistema de drenagem também integram a lista de melhorias. A intenção da praça é valorizar a interação entre os membros da comunidade e o equipamento público.

 

BRT – Com obras previstas para serem iniciadas nos próximos meses, os corredores exclusivos para ônibus rápido (BRT) fazem parte da terceira etapa do projeto, também chamado de expansão. A intenção é fazer a ligação entre o corredor principal Lapa/Iguatemi/Lapa, a partir do Parque da Cidade, para a orla da Pituba, nas imediações do Posto Namorados. Com 1,8km, deverão ser implantadas as estações Parque da Cidade e Itaigara, além do Terminal Pituba, que fará integração com outros modais.

 

Investe – Um dos oito eixos pertencentes ao programa Salvador 360, o Investe envolve grandes aportes públicos para o desenvolvimento de obras estruturantes em Salvador, com vistas a impactar positivamente em outras áreas, a exemplo da atração de novos empreendimentos, desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda. São dez áreas de atuação e com investimento garantido de R$3 bilhões, seja de recursos próprios ou por meio de concessões e parcerias público-privada (PPPs). Além da Nova Avenida ACM, também integram a lista de ações a gestão do Hospital Municipal de Salvador, o BRT, a urbanização da Comunidade Guerreira Zeferina (Periperi) e a requalificação da bacia do Mané Dendê (Subúrbio), dentre outros investimentos.