Segunda-Feira , 22 Outubro 2018
0
0
0
s2sdefault

 

Jornalistas aprovaram a estrutura de cobertura oferecida pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) durante o Festival Virada Salvador. Trinta e cinco veículos e mais 455 profissionais de imprensa foram credenciados para trabalhar na divulgação da festa, entre repórteres, produtores, radialistas, cinegrafistas e auxiliares. 

A Secom montou uma sala de imprensa e uma área de coletiva, além de um espaço próprio para emissoras de rádio que cobrem o evento, com toda infraestrutura necessária e conforto para os profissionais. Isso com Wi-Fi gratuito e equipamentos, além de segurança. 

"A imprensa tem demonstrado todos os aspectos da festa, mostrando o evento não só para a Bahia, mas para o Brasil e o mundo. Isso divulga Salvador, que agora possuí um espaço para grandes eventos consolidado aqui na Orla da Boca do Rio", declarou o titular da Secom, Paulo Alencar. 

Cobrindo o Réveillon de Salvador há mais de cinco anos, o jornalista da TV Bahia Jony Torres destacou a acessibilidade e a segurança. “O acesso é melhor, com mais conforto. Conseguimos chegar de um ponto a outro com mais facilidade, sem falar na segurança, por estarmos uma área fechada e com revista, o que impossibilita a entrada de armas de fogo e armas brancas”, avaliou.

Precisando de rapidez para o envio de matérias por fazer a cobertura para o site Bahia Notícias, os jornalistas Júnior Morteira e Estela Marques pontuaram que a estrutura da sala de imprensa está melhor. “Estamos recebendo o material da Secom logo que acontece os shows e isso tem nos ajudado muito”, disse Estela. Conforme Júnior, que cobre o segundo Réveillon, o atendimento é essencial. “Estamos aqui numa maratona, é cansativo e o atendimento que recebemos está ótimo, o que facilita o nosso trabalho”.

Fazendo cobertura para o Ibahia com vídeos, Víctor Fonseca ressaltou que o melhor momento no Réveillon 2018 foi quando entrevistou o prefeito ACM Neto. “Me marcou bastante, pois ele divulgou as entrevistas nas redes sociais dele também. A organização está muito boa. Estamos conseguindo fazer os vídeos com qualidade e tendo todo o apoio necessário”.

Espaços para rádio – Foi montada uma cabine para que as rádios Itapoan FM e Sociedade conseguissem fazer cobertura ao vivo do Festival Virada Salvador. Segundo o locutor Jefferson Oliveira, da Itapoan FM, o evento está bem tranquilo. “O ambiente está ótimo. Temos um espaço para fazer as nossas transmissões ao vivo, o que que facilita muito o nosso trabalho”.

Walldo Silva, da rádio Sociedade, destacou a importância do ambiente para as emissoras, que antes ficavam na sala de imprensa. “Conseguimos fazer um trabalho com uma qualidade maior. Ano passado não tínhamos essa estrutura. A receptividade também está sendo boa e tem facilitado o nosso trabalho”, pontou.

 

 

0
0
0
s2sdefault