Terça-Feira , 22 Maio 2018
0
0
0
s2sdefault

O bairro de Daniel Lisboa comemorou, na noite desta segunda-feira (14), duas importantes ações iniciadas pela Prefeitura. Uma delas é o início da reforma de 100 casas em situação precária, por meio do programa Morar Melhor. A outra atende à demanda mais votada pelos próprios moradores, dentro da segunda edição do Ouvindo Nosso Bairro: a recuperação da escadaria da Rua Arthur Freitas Pinto, que há muito tempo era aguardada pela comunidade.

 

As ordens de serviço para início imediato das obras foram assinadas pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do vice Bruno Reis, demais gestores municipais, vereadores, lideranças comunitárias e população. “Nada é mais gratificante do que chegar em uma comunidade e ser recebido com muito carinho. Estão sendo realizados aqui hoje dois atos importantes que vão trazer mais segurança e conforto aos moradores, além de ressaltar a sensibilidade da Prefeitura em ouvir as demandas dos cidadãos”, pontuou o prefeito.

 

Bastante degradada devido à ação do tempo, a escadaria da Rua Arthur Freitas Pinto, um dos principais acessos ao bairro de Daniel Lisboa, hoje causa bastante insegurança aos moradores, principalmente no período chuvoso. “É horrível, não consigo nem passar com meus netos por medo de cair. Muitos já caíram em um ponto ali, pois só é possível subir. Quando chove, desce muita água e acaba invadindo as casas. Essa obra vai melhorar muito a vida da gente, graças a Deus”, afirmou esperançosa a aposentada Erli Ribeiro, de 62 anos e há 12 morando na localidade.

 

Com 90m de extensão e cerca de 150 degraus, o equipamento será recuperado sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Manutenção (Seman). A previsão é de que as obras sejam concluídas no fim de junho e a escadaria também contará com guarda-corpo e drenagem.

 

Morar Melhor – O bairro de Daniel Lisboa é a décima localidade em 2018 a receber a segunda etapa do Morar Melhor, programa da Prefeitura que promove a reforma de casas em situação precária na cidade. A ação, realizada através da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), traz mais dignidade e segurança a moradias como a do aposentado Antônio de Jesus, de 71 anos, residente no bairro há 46 anos e um dos beneficiados pela iniciativa.

 

“Já tinha ouvido falar do programa, mas nunca fui atrás para pedir. Um dia, a equipe chegou aqui e cadastrou minha casa. A obra foi bem rápida e achei essa ação muito boa pra mim e pra todos aqui na comunidade. Agradeço muito a todos da Prefeitura”, relatou seu Antônio, ao mesmo tempo em que mostrou as melhorias feitas: pintura e reboco, telhado e louças sanitárias (vaso e pia).

 

Além das três melhorias feitas na casa de seu Antônio, o Morar Melhor também disponibiliza novas esquadrias (portas e janelas), de acordo com a necessidade. As intervenções são feitas no limite orçamentário de R$5 mil por residência. A definição dos serviços é feita ainda na etapa de cadastramento, sendo observados os critérios técnicos. Todas as obras são fiscalizadas durante a execução e após a conclusão.

 

A intenção do programa é resgatar a cidadania e a autoestima da população residente nas áreas contempladas, assim como prestar assistência técnica nas áreas de Arquitetura e Construção Civil e, claro, oferecer moradia mais digna para as pessoas. A seleção das residências é feita a partir de critérios com base nos dados do Censo 2010 do IBGE: predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento, pessoas abaixo da linha de pobreza, maior densidade habitacional e maior predominância de mulheres que são chefes de família.

 

Resultados – Iniciado em 2015, o Morar Melhor já reformou residências em mais de 50 bairros de Salvador e a intenção é chegar, até o fim de 2020, a 40 mil casas. O sucesso do programa resultou no recebimento do Selo de Mérito Especial no Fórum Nacional de Habitação e Interesse Social, em 2017. Concedida pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano, a premiação é conferida a projetos que apresentam resultados de boas práticas em habitação. O modelo também tem sido adotado por outras cidades brasileiras.

 

Além de Daniel Lisboa, as outras localidades beneficiadas com o Morar Melhor este ano são: Alto de Coutos (591 residências), Castelo Branco (200), Ribeira/Mangueira (180), Sete de Abril (180), Boa Vista de São Caetano (301), Cosme de Farias (100), Fazenda Coutos III (558), Arenoso (200), Itinga (200) e Daniel Lisboa (100). Também foi realizada a entrega de 181 casas reformadas na comunidade da Vila Verde, na região de Mussurung

 

0
0
0
s2sdefault