Segunda-Feira , 19 Novembro 2018
0
0
0
s2sdefault

O Hospital Municipal de Salvador (HMS), em Boca da Mata, promoverá até o dia 30 deste mês atendimento para investigação e diagnóstico do câncer de próstata, com consultas e exames. A iniciativa, que envolve a oferta de 600 atendimentos com médicos urologistas em dois consultórios no Ambulatório da unidade, faz parte da campanha Novembro Azul, que incentiva a realização de ações de combate à doença. Os atendimentos acontecerão às segundas, quartas e sextas-feiras, das 7h às 19h, para homens com idade a partir dos 45 anos.
 
O agendamento e a orientação aos pacientes serão feitos através do Sistema Vida, da Prefeitura de Salvador. O cidadão deve se dirigir até uma das 128 Unidades Básicas de Saúde da cidade a fim de agendar data para a coleta de amostra do PSA (Antígeno Prostático Específico) e posterior consulta no HMS.
 
O PSA é um exame de sangue feito para auxiliar no diagnóstico de alterações na próstata. Para passar pelo procedimento, o paciente dever atender algumas condições, como estar em jejum de quatro horas, não ter ejaculado nas últimas 48 horas e não ter feito exercícios físicos intensos no mesmo período. 

O resultado dessa análise fica pronto, normalmente, três dias após a coleta da amostra. Com ele em mãos, o paciente poderá prosseguir para o atendimento médico com o especialista. Caso exista indicação para cirurgia, o pessoa atendida entrará na agenda cirúrgica do hospital para o próximo mês de dezembro. 

Preconceito masculino - Apesar de todo o esforço de campanhas como o Novembro Azul, ainda é muito comum o preconceito por uma parcela do público masculino quanto ao exame de toque. O coordenador de Urgência e Emergência de Salvador, Ivan Paiva, reconhece que há uma cultura masculina que ainda tem atrapalhado os homens a ser prevenirem da doença. “Além da questão do exame de toque, há o aspecto de que o homem não tem o hábito de cuidar da própria saúde, como as mulheres têm. Há a necessidade de buscar esse trabalho de prevenção”, destaca o coordenador, lamentando o fato de ainda ser recorrente a visita ao médico em momento tardio.  

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo tipo que mais afeta os homens no país. Cerca de 2 milhões de brasileiros são afetados pela doença todos os anos. A enfermidade tem grandes chances de cura quando descoberta precocemente. 

Morador de Fazenda Grande I, em Cajazeiras, o eletricista técnico em refrigeração industrial Esmeraldo José de Souza, 71 anos, mora a 10 minutos do Hospital Municipal. Ele, que já passou por outras duas avaliações da próstata em outras unidades, conta que já presenciou vizinhos morrerem em decorrência do tumor. Nesta quarta (7), ele passou por consulta médica no HMS e foi encaminhado para voltar ao local na sexta (9) para coleta de amostra do PSA. "Não existe na minha família histórico de câncer de próstata. Mas vejo que é necessário prevenir", disse ele, que é diabético. "Esse hospital caiu do céu. Muito amplo, com atendimento fantástico", elogiou a estrutura do equipamento de saúde. 

Campanha estendida - Paralelo ao Novembro Azul, as ações de combate ao câncer de mama que foram intensificadas no mês passado, durante o Outubro Rosa, continuam acontecendo no HMS. A população feminina já foi beneficiada com mais de 1.100 mamografias e 250 ultrassonografias de mama. A campanha segue na unidade hospitalar até o dia 14 de novembro. 

Capacidade e atendimentos - Inaugurado em abril deste ano, o Hospital Municipal de Salvador atende casos de urgência, emergência e ambulatoriais. Além de um completo parque de diagnóstico por imagem que oferece serviços de tomografia, ressonância magnética e endoscopia, possui um total de 210 leitos – 30 de UTI (adulto e pediátrico), 150 de clínica médica cirúrgica e 30 de clínica pediátrica. Também oferece atendimento domiciliar a 180 pacientes/mês que apresentarem condição de alta hospitalar, mas ainda necessitem de alguns cuidados assistenciais. Há uma semana, operando com 100% da capacidade, o hospital contabiliza mais de 54 mil atendimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

0
0
0
s2sdefault