Sábado , 25 Maio 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Divulgação

Representantes de entidades ligadas à temática dos direitos das pessoas com deficiência participaram, na manhã desta sexta-feira (22), de reunião no auditório da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps). Na oportunidade, foram debatidas estratégias, ações, projetos e novidades, visando a integração da Unidade da Pessoa com Deficiência (UPCD) à Semps, conforme proposta apresentada pela Prefeitura à Câmara Municipal de Salvador

Participaram da reunião o secretário da Semps, Leo Prates, a diretora de Proteção Social Especial da pasta, Juliana Portela, e o diretor financeiro da secretaria, Valdemar Santos. As entidades presentes foram a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Salvador (APAE); Associação Bahiana de Equoterapia (ABAE); Amigos Múltiplos pela Esclerose (AME); Instituto de Organização Neurológica da Bahia (ION); Associação Amigos dos Autistas da Bahia (AMA); e Lar Vida e Lar da Criança.

Leo Prates considera que a integração da UPCD à pasta representa um grande passo para fortalecer a luta pelos direitos das pessoas com deficiência em Salvador e, consequente, aproximação com o Fundo Municipal de Assistência Social. Prates destacou que até o fim do primeiro semestre pretende lançar a proposta do Projeto de Benefício Assistencial ao Idoso e à Pessoa com Deficiência nas escolas municipais.

“Vamos mapear, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), as crianças com deficiência que não estão estudando, para criarmos estratégias aplicáveis, com o objetivo de proporcionarmos o direito básico de acesso à educação em nosso município para todos”, informou Prates.

De acordo com o gestor, outra novidade em estudo técnico pela Procuradoria Geral do Município (PGM) é o programa “Sempre Melhor”, que terá investimento de R$25 milhões a R$50 milhões para melhorias físicas em unidades de pessoas com deficiências e abrigos para idosos com necessidades emergenciais nas estruturas. “Nos comprometemos a trabalhar para que todos, sem diferenças, tenham os mesmos direitos sociais e o acesso às assistências em nossa cidade. Não mediremos esforços para alcançarmos o nosso objetivo base”, afirmou o secretário.

 

 

0
0
0
s2sdefault