Quarta-Feira , 19 Junho 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Jefferson Peixoto - SECOM

Salvador sempre é um dos destinos mais procurados pelos turistas, principalmente em períodos de feriados prolongados como a Semana Santa, que este ano será de 18 a 21 de abril. Seja para descansar ou se divertir, a capital baiana reúne pontos turísticos históricos, praias, igrejas e muitas opções para aproveitar.

Somente no domingo (21), também dia de Tiradentes, a cidade receberá cerca de 685 visitantes diretamente de Cabo Frio, trazidos pelo navio Star Ship. Os visitantes vão passar o dia na capital e não vão faltar opções para conhecer as belezas e história da cidade. Os equipamentos culturais, sob a responsabilidade da Prefeitura, funcionarão normalmente e poderão ser visitados por moradores e turistas.

Um passeio histórico por dois museus à beira-mar pode ser feito nos fortes de Santa Maria e São Diogo, localizados na Barra. Durante a visitação, que pode ser feita das 11h às 19h, de quarta a segunda, incluindo feriados, é possível ter acesso aos espaços culturais Pierre Verger da Fotografia Baiana e Carybé das Artes, que contam com um grande acervo sobre os artistas. A entrada custa R$20 (inteira) e R$ 10 (meia) e permite o acesso aos dois fortes.

Casa do Rio Vermelho – Também é possível aproveitar o feriadão conhecendo um pouco mais sobre a vida de Jorge Amado e Zélia Gattai, casal de escritores que levou a literatura da Bahia para o mundo. Visitando a Casa do Rio Vermelho, situada na Rua Alagoinhas, 33, os presentes têm acesso as obras de arte colecionadas pelo casal, além de mais de 30 horas de vídeos, projeções e áudios sobre a vida e obra dos escritores.

Com aproximadamente dois mil metros quadrados, o espaço possui ainda um amplo jardim, onde as cinzas dos baianos estão depositadas. O funcionamento da casa é de 10h às 17h, de terça-feira a domingo, inclusive feriados. A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia, para idosos e estudantes).

Museu do Carnaval – Para matar um pouco a saudade da folia de Momo, a história da maior festa popular do planeta pode ser conferida através da Casa do Carnaval, que fica localizada no Centro Histórico, entre o Terreiro de Jesus e a Praça da Sé, ao lado do Plano Inclinado Gonçalves. O equipamento funciona de terça-feira a domingo e também nos feriados, de 11 às 19h, com ingressos que custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Através de recursos como maquetes, roupas e instrumentos emprestados por artistas, além de fotos e documentos históricos, baianos e turistas têm a oportunidade de mergulhar na história da folia. O acervo também conta com filmes como “Irmãos Macêdo”, que retrata a história dos fundadores do trio elétrico Dodô e Osmar; o curta-metragem “Moraes Moreira” que exalta o artista como o primeiro cantor a subir em um trio elétrico; além de “Orlando Tapajós”, “Paulo Miguez e Milton Moura” e “Riachão”, que mostram a estética dos carros de trio, a história da folia e a obra de Riachão, respectivamente.

 

0
0
0
s2sdefault