Sexta-Feira , 06 Dezembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Fotos: Valter Pontes – Secom/PMS

Mais três áreas de risco em Salvador vão passar por intervenções promovidas pela Prefeitura e, assim, trazer segurança e tranquilidade para os moradores, principalmente no período das chuvas. Uma delas é a contenção da encosta da Rua Belo Monte, em Plataforma. Já a técnica da geomanta protegerá as encostas da Avenida Heitor Dias, na Rótula do Abacaxi, e da Rua Valério Silva, em Pau Miúdo. 

A ordem de serviço para as obras foi assinada neste sábado (18) pelo prefeito em exercício, Bruno Reis, também secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), acompanhado de gestores e autoridades municipais, além de lideranças comunitárias e população. "É muito bom vir trazer soluções para as comunidades que mais precisam. Com as ações da Prefeitura de contenção e proteção de encostas, a cidade vai ficando cada vez mais protegida e segura para os cidadãos", pontuou Bruno Reis. 

Com investimento de R$1 milhão, a contenção da encosta da Rua Belo Monte atingirá uma área de 631 m², com utilização da técnica de solo grampeado e prazo de seis meses para conclusão. A obra é executada pelo Consórcio CBS/Comtech, vencedora da licitação, e supervisão da Superintendência de Obras Públicas (Sucop).

Morador há 35 anos, Régis Silva, de 45 anos, era só esperança com a intervenção, já que a via foi sofrendo degradação com a ação do tempo e com as construções no local. "No período de chuvas, quando estalava (o terreno), a gente nem dormia. O barro sempre deslizava. Agora temos uma perspectiva melhor de viver mais tranquilos", afirmou. 

Pau Miúdo - Na Avenida Heitor Dias, a geomanta será aplicada em uma área de 1.100 m², com investimento de R$152 mil. Já na Rua Valério Silva, a tecnologia que reúne geotêxtil e PVC vai proteger 1.500 m² de encosta, com investimento de, aproximadamente, R$208 mil. 

A iniciativa trouxe alegria e alívio para os vizinhos Zelito Brito e Zita Almeida, ambos moradores da Valério Silva há quase sete décadas. "Há muito tempo a gente esperava por essa obra. Na década de 1970, o barro caiu em cima de meu carro, só pra se ter uma ideia", relembrou seu Zelito. "Era deslizamento de terra, mato, muriçocas, cada rato que não tinha mais tamanho, porque pessoas de outros locais vinham trazer o lixo aqui. Graças a Deus, finalmente essa ação chegou", completou dona Zita. 

Balanço – Também esta semana, o local conhecido como Baixão de Luís Anselmo recebeu ordem de serviço para a contenção da encosta de 600 m² e investimento de R$713 mil. Desde 2013, as obras de contenção de encosta deram tranquilidade a moradores de 62 localidades, com aplicação de recursos municipais da ordem de R$75,8 milhões, através da Seinfra. 

Adotada em 2015, a geomanta já foi aplicada em 152 áreas de risco da cidade. Foram investidos R$14 milhões no total, por meio da Defesa Civil de Salvador (Codesal). Uma dessas geomantas foi a da Rua Dom Luís de Vasconcelos, na comunidade do Brejal, em São Caetano, entregue na última terça-feira (14) com investimento de R$172 mil e 60 famílias beneficiadas.

 

0
0
0
s2sdefault