Domingo , 22 Setembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Jefferson Peixoto - SECOM

Quem passa pela frente do Hospital Aristides Maltez, na Avenida Dom João VI, em Brotas, se encanta com a iluminação verde que toma conta de toda a unidade de saúde. As luzes fazem alusão à campanha do Julho Verde, mês de prevenção contra o câncer de cabeça e pescoço, cuja data escolhida como dia mundial é 27 de julho.

Até o final deste mês, a iluminação instalada pela Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (DSIP), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), chama a atenção para os perigos dessas doenças. A iniciativa é uma parceria entre a Prefeitura e o Hospital Aristides Maltez, unidade referência no tratamento do câncer na Bahia.

Para o diretor da DSIP, Junior Magalhães, a ação mostra a sensibilidade da administração municipal, que sempre ilumina, de forma especial, prédios públicos e pontos turísticos. A iniciativa visa chamar a atenção da sociedade soteropolitana sobre as campanhas e datas alusivas às questões de saúde.

Conscientização – O médico-cirurgião de cabeça e pescoço do Hospital Aristides Maltez Lucas Silva afirma que campanhas como o Julho Verde são fundamentais para o esclarecimento da doença. “Esse mês alusivo começou em 2014. A Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) entendeu que era preciso usar os 30 dias para conscientizar e informar a população. Essa é a primeira vez que iluminamos o nosso hospital e isso reforça a campanha”, salienta.

De acordo com o especialista, é preciso atentar para os principais sintomas da doença. Entre os sinais que merecem atenção estão a rouquidão por mais de 21 dias, dificuldade de engolir por mais de 15 dias, caroço no pescoço, ferimentos na língua, céu da boca ou dor de garganta. “Não podemos negligenciar esses sintomas. A cura depende do diagnóstico inicial”, frisa.

O médico explica que quando a doença é descoberta no começo, as chances de cura chegam a 90%. No entanto, na maioria dos casos o diagnóstico é tardio, o que dificulta bastante o tratamento. Cerca de 40 mil novos casos desses tumores malignos são registrados no Brasil, sendo a sexta causa de morte por câncer, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Previna-se – Os tumores de cabeça e pescoço são uma denominação genérica do câncer que se localiza em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe (onde é formada a voz), esôfago, tireoide e seios paranasais.

O especialista também chama atenção para os cuidados a fim de evitar a doença. É preciso controlar o consumo de bebidas alcoólicas, o tabagismo e manter uma boa higiene bucal. Ele assinala ainda que a prática de sexo oral sem preservativo é um facilitador para contaminação do vírus HPV, fator de risco para o câncer de garganta.

0
0
0
s2sdefault