Domingo , 17 Novembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Bruno Concha - SECOM

Entre 2013 e 2018, cresceu de cinco para 12 o número de estúdios de games na Bahia, de acordo com o 2º Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais. O aumento representa como esse mercado vem cada vez mais ganhando espaço no estado, embora ainda não ocupe um patamar de destaque no país. Nesta segunda-feira (5), desenvolvedores e acadêmicos da área se reuniram para debater estratégias conjuntas para fortalecimento do mercado local no Map Dev de Games Bahia (Mapeamento de Desenvolvedores de Games da Bahia), ocorrido no Centro Municipal Colabore, no Parque da Cidade.

O gerente de Modernização da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), Antônio Rocha, explicou que Salvador e a Bahia em geral possuem, no âmbito técnico, ótimos profissionais. “Mas falta liga no mercado. O Brasil é quarto maior consumidor de games do mundo, porém, o grande problema é que o potencial de gerar riquezas para o município parte do desenvolvimento desses games. Salvador tem envolvimento antigo nessa área, só que muitos profissionais daqui saem para trabalhar fora”, disse.

As professoras e pesquisadoras da área de jogos eletrônicos Lynn Alves e Carmen Lima apresentaram um panorama do segmento de games na Bahia. A ideia é que os dados do relatório subsidiem politicas públicas e processos de formação através de cursos de graduação.

“A presença do mercado de games na Bahia no cenário nacional é bastante tímida. Temos poucas empresas formalizadas e muita gente que trabalha de maneira informal. A gente consegue ter uma visibilidade no estado por causa das universidades e de ações pontuais de projetos que conseguiram ganhar editais”, explanou Lynn.

Já Carmen Lima frisou a importância de como as políticas públicas podem impulsionar a indústria baiana de jogos eletrônicos, e que games hoje são uma

"linguagem transversal. que cada vez mais faz parte da nossa rotina". "Até em entrevista de emprego já se está usando jogos no decorrer do processo seletivo”, ressaltou.

Incentivo – Além do apoio a realizações de encontros como o Map Dev de Games Bahia, a Prefeitura tem desenvolvido ações para incentivar o desenvolvimento de mais de 10 setores da economia criativa. Entre eles está o de Esportes Eletrônicos (E-Sports), através do eixo Cidade Criativa, integrante do macroprograma Salvador 360.

 

0
0
0
s2sdefault