Domingo , 17 Novembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Bruno Concha - SECOM

As manifestações culturais brasileiras e nordestinas como o samba de roda, frevo, forró, bumba meu boi, capoeira e carnaval foram os temas da Mostra de Cultura realizada na manhã desta terça-feira (27), na Escola Municipal Martagão Gesteira, no Engenho Velho de Brotas. Com a participação dos alunos das turmas do 1° ao 5° ano e do Acelera e Se Liga, a atividade promovida em alusão ao Mês do Folclore teve o intuito de dinamizar o processo de ensino e aprendizagem, construir conhecimentos sobre a cultura popular brasileira, provocar a reflexão acerca das diferentes culturas e contribuir para o combate de evasão escolar.

“Essa atividade é resultado de um trabalho que é feito durante todo o ano letivo. É uma forma de apresentar a cultura da Bahia e do Brasil para os alunos. A rua é muito atrativa e trabalhamos para tornar as aulas mais atrativas para que os alunos se encantem e tenham cada vez mais vontade de frequentar a escola”, afirmou a diretora da instituição, Judith Carolina.

A preparação para mostra contou não só com a participação da direção, professores e alunos, como também familiares dos estudantes. “Nosso intuito é proporcionar uma atividade mais dinâmica para que os alunos criem mais gosto em frequentar as aulas. Estamos o tempo todo pensando em formas de como tornar o aprendizado mais atrativo e essa mostra é uma das formas que encontramos. Tivemos o apoio dos familiares, que foi algo sensacional e ajuda a aproximar cada vez mais a família da instituição”, reforçou o coordenador Amarildo Calabrez.

Para a professora de Artes, Maria Luiza Cirne, a atividade é um trabalho de resgate cultural. “É uma forma de mostrar e conscientizar os alunos de que temos muitas riquezas culturais que são nossas, do nosso país e estado. Alguns já conhecem, mas não valorizam. São culturas que estão próximas da gente e é de grande importância, enquanto cidadãos em formação, ter essa consciência”, declarou.

Conhecimento – Enquanto se preparava para apresentação do bumba meu boi, Isabella Santos, 9 anos, aluna do 4°ano B, falou da experiência em participar da mostra. "Ter atividades como essa é muito legal porque a gente se interessa em conhecer mais as histórias de Salvador e do Brasil e pode passar o que aprendemos para outras pessoas. É muito divertido. Espero que tenha mais vezes", disse.

Responsável por representar o bumba meu boi, o aluno do 4° ano - B, Caio de Jesus, demonstrou empolgação com a apresentação. “É um personagem que sempre gostei. Foi muito legal porque eu pude reviver e conhecer mais sobre algumas histórias que eu ouvia quando era pequeno. É bom ter aulas assim porque a gente aprende e se diverte ao mesmo tempo”, pontuou.

 

0
0
0
s2sdefault