Sexta-Feira , 20 Setembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Bruno Concha - SECOM

Hoje (09), no primeiro dia útil após as alterações de tráfego na Avenida Antônio Carlos Magalhães, que tiveram início ontem (08), em razão das obra do BRT nas imediações do supermercado Walmart, a Transalvador disponibilizou agentes em dois pontos da via para orientar os motoristas. Viaturas do órgão permaneceram no cruzamento do Hiper Posto e na saída da Rua Cipreste.

“No primeiro dia e primeira semana é sempre mais complicados. As pessoas ainda estão se acostumando e se reprogramando. Mas, dentro do planejado, está bastante adequado, chegando a ter fluidez nos dois sentidos”, avaliou o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, lembrando que as mudanças viárias estão sendo comunicadas há dias. “Após a finalização da obra, o trânsito não volta a ser como era, já que haverá a presença do elevado, onde parte dos veículos passará por ele”, lembrou.

Na prática, tanto os viadutos quantos os elevados que estão sendo erguidos para o BRT serão fundamentais porque possibilitarão a eliminação de semáforos e retornos nas vias exclusivas do modal, tanto para quem utiliza transporte público quanto automóvel ou bicicleta.

O que mudou - O tráfego da via principal, no sentido Av. Luís Viana (Paralela), foi desviado a partir das imediações do supermercado Sam’s Club. Desta forma, os veículos provenientes da Av. Juracy Magalhães devem acessar a via marginal, voltando novamente à via principal logo após o Walmart. No sentido Lucaia, neste mesmo trecho, foram realizados pequenos desvios. Já nas imediações do Lar Shopping há um estreitamento da via, que passou de quatro para três faixas no sentido Lucaia, para permitir a construção do elevado que será implementado no local.

As mudanças na região também afetam o fluxo dos veículos que saem da Rua Cipreste, ao lado do Sam’s Club. O acesso à via principal no sentido Lucaia foi interditado, e os veículos devem utilizar a via marginal, sentido Ligação Iguatemi-Paralela (LIP), acessando a via principal logo após do Walmart, como os demais veículos que seguem na mesma direção. Para quem deseja ir no sentido Lucaia, a opção é permanecer na Rua da Alfazema e acessar a Av. Paulo VI, saindo ao lado do Hiper Posto.

Fabrizzio Muller recomendou que, se possível, os motoristas que trafegam pela área reprograme o roteiro, principalmente em horário de pico. “O fluxo desse trecho da avenida chega a 200 mil veículos em dias normais. Apesar de todo o planejamento dos órgãos da Prefeitura envolvidos no projeto, buscamos causar o menor impacto possível no trânsito. Os condutores deverão dar preferência a vias alternativas, como as avenidas Octávio Mangabeira ou a Mário Leal Ferreira (Bonocô)”, pontuou.

As mudanças estão previstas para serem concluídas no início de 2020.

BRT - Construído em três etapas, o BRT de Salvador terá 11,7 quilômetros de extensão no trecho entre a Estação da Lapa e a região do Shopping da Bahia, fazendo a integração com o metrô nas duas pontas, passando pelas avenidas Vasco da Gama, Juracy Magalhães e ACM, justamente o "centro nervoso da cidade".

A primeira etapa, entre o Parque da Cidade e a região do Shopping da Bahia, já está com as obras 20% concluídas. Os viadutos de acesso e saída do Itaigara, por exemplo, serão entregues até dezembro deste ano.

O trecho entre a Lapa e o Parque da Cidade já está em licitação. Haverá ainda uma expansão até a Pituba, cujo edital para contratação da empresa deverá ser publicado em breve. As obras envolvem a implantação de pistas exclusivas para o novo modal de transporte e também vias expressas para automóveis, além de ciclovia. Ou seja, não é só quem anda de ônibus que será beneficiado com o projeto.

Os veículos do BRT terão capacidade para transportar 31 mil passageiros por dia e redução do tempo de até 42% em relação ao ônibus comum. A expectativa é que o percurso entre a Estação da Lapa e a região do Shopping da Bahia seja feito em até 16 minutos. O trecho completo do modal deve ficar pronto até o final de 2020.

Além disso, a Prefeitura pretende implantar, até 2025, outras seis linhas de BRT. O novo modal vai chegar a regiões como o Subúrbio Ferroviário, Águas Claras e Orla, como está previsto no Plano de Mobilidade de Salvador.

0
0
0
s2sdefault