Domingo , 17 Novembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Max Haack - SECOM

A entrega da Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) da Ribeira, feita nesta quarta-feira (18) pelo prefeito ACM Neto, ilustra a evolução das políticas públicas do município com foco nas pessoas em situação de rua e extrema vulnerabilidade. Como revelou o prefeito, a Prefeitura está investindo R$65 milhões em assistência e promoção social, beneficiando sobretudo esse público mais vulnerável.

"Passamos e vimos a realidade dessas pessoas encostadas com o cobertor, muitas vezes só com a roupa do corpo e, infelizmente, vítimas do vício de substâncias psicoativas. O problema do morador de rua é nosso, da Prefeitura, e da coletividade. Estamos trabalhando muito no sentido de enfrentar o problema", destacou ACM Neto, que participou da inauguração da UAI da Ribeira ao lado do vice-prefeito Bruno Reis e da secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza, Ana Paula Matos.

O novo equipamento amplia a rede municipal de assistência, elevando a dez o número de UAIs espalhadas pela cidade. Segundo estimativas da Sempre, outras quatro unidades do tipo serão inauguradas nos próximos 90 dias. A da Ribeira tem capacidade para cuidar de 25 casais (50 pessoas) e funciona na Rua Visconde de Caravelas, 150 (atrás da Biblioteca Pública e próximo à Prefeitura-Bairro da Cidade Baixa).

Na UAI, o beneficiário, além da dormida, a todas as refeições, acompanhamento médico e social. "A Prefeitura trabalha para que essas pessoas sejam, no futuro, reinseridas no âmbito familiar ou no mercado de trabalho, tendo autonomia em suas vidas. É um suporte passageiro, mas importante", disse ACM Neto.

A administração desses espaços fica a cargo da Sempre. "Estamos ampliando a capacidade de atendimento dessas pessoas que vivem nas ruas aqui na região da Cidade Baixa, a exemplo dos Mares. Nossa expectativa é que aqueles acolhidos aqui fiquem de três a seis meses, prazo em que podem conseguir autonomia e até benefícios como o aluguel social, conseguindo assim se mudar para as próprias residências", declarou Ana Paula.

Levantamento - Um levantamento do número total de pessoas em situação de rua em Salvador está sendo realizado através de uma parceria entre a Prefeitura e o Projeto Axé. Serão elaborados mapeamento, contagem e estimativa da população em situação de rua na capital baiana, com foco específico em pessoas que utilizam os espaços públicos como moradia. Por enquanto, a Prefeitura trabalha com uma estimativa entre 4,5 mil a 14 mil pessoas em situação de rua.

A UAI da Ribeira, assim como as outras nove unidades, dispõem de equipes multidisciplinares que trabalham 24 horas realizando ações de resgate da autoestima e reinserção de pessoas em situação de rua junto às famílias e ao mercado de trabalho. O novo equipamento terá como foco de atendimento casais que não têm filhos. Entre os profissionais que trabalham nas UAIs estão psicólogos, assistentes sociais, educadores sociais, entre outros.

0
0
0
s2sdefault