Segunda-Feira , 18 Janeiro 2021
0
0
0
s2sdefault

Mais de dois mil estabelecimentos em Salvador receberão atenção especial da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para o controle e combate da dengue. Entre os locais eleitos como estratégicos, estão borracharias e cemitérios, áreas propícias à proliferação do mosquito. O reforço também atenderá as residências da região do Subúrbio Ferroviário, onde se concentra o maior número dos casos.

 

De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Combate à Dengue, Eliaci Costa, os 2,1 mil pontos estratégicos passarão por 24 ciclos de atendimento durante o ano de 2012. "Nesses locais, as visitas dos nossos agentes ocorrerão a cada 15 dias, a fim de evitar a proliferação do Aedes Aegypti", informou.

 

Nos bairros com maior risco de infestação do mosquito - Coutos, Fazenda Coutos e Periperi - além da intensificação do trabalho preventivo, com destruição química e/ou manual dos criatórios, a SMS também intensificará o trabalho social, de conscientização da população quanto ao seu papel na prevenção da doença. "Já contamos com parceiros nessas comunidades, que nos ajudam a interagir com a população, através de palestras, mutirões, feiras de saúde e o trabalho individual, com panfletagem de casa em casa", completou Eliaci Costa.

 

As outras áreas da cidade obedecem à estratégia de combate recomendada pelo Ministério da Saúde, com seis ciclos. "Do mesmo modo, estaremos trabalhando no sentido de eliminar os possíveis criadouros do mosquito transmissor da doença", garantiu. Segundo o Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti, feito em 2011, tanques e tonéis continuam sendo os principais depósitos do mosquito. Em seguida, aparecem os vasos e pratos de plantas, calhas, lajes e ralos.

0
0
0
s2sdefault