Quarta-Feira , 26 Julho 2017

 

O pacote de ações preventivas implementadas pela Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) já apresentam resultados satisfatórios na redução dos impactos da chuva na capital baiana. Apesar do índice pluviométrico da capital ter registrado 63.1 milímetros em alguns pontos da cidade, nesta quarta-feira (17), os transtornos causados pela retenção das águas pluviais não foram significativos, resultando apenas em contratempos pontuais em algumas localidades, permitindo a fluidez do trânsito e proporcionando mais segurança à população.

 

As ações realizadas de forma preventiva desde o início do ano, e reforçadas no período onde ocorre maior volume de precipitações - por meio da Operação Chuva -, permitem aos órgãos que atuam diretamente com o problema administrarem a absorção das águas pluviais sem causar maiores transtornos. Hoje, foram monitorados 50 pontos de alagamento em toda a capital baiana, a exemplo da Rua das Hortênsias, na Pituba, onde a rede de drenagem está em obras para ampliação do sistema. 

 

"Realizamos periodicamente a limpeza dos principais canais e dos sistemas secundários, bem como a remoção dos entulhos de bueiros e caixas de sarjeta. O principal trabalho é executado no Canal Jaguaribe, que corta a Avenida ACM. Ao todo, 58 quilômetros de rede foram desobstruídos, resultando na remoção de aproximadamente quatro toneladas de resíduos descartados indevidamente nos equipamentos que deveriam receber apenas água da chuva", destaca o secretário Marcílio Bastos, titular da Seman.

 

Durante a manhã, foram registrados pontos de alagamento em regiões específicas da Barra, Pituba, nas avenidas Vasco da Gama, Oscar Pontes, Frederico Pontes e Adhemar de Barros, no Subúrbio Ferroviário, na Ladeira da Fonte das Pedras e na Rua Afonso Celso. Uma árvore caiu sobre três automóveis que estavam em um estacionamento na Rua 8 de Dezembro, na Barra. Não houve feridos. As ações de remoção ocorrem desde o fim da manhã e devem ser concluídos ainda nesta quarta-feira.

 

"Estamos monitorando toda a cidade, em especial os pontos de alagamento mais persistentes. Realizamos ainda vistorias periódicas nestes locais, de forma a manter certo controle da situação. O importante é ressaltar que todo o tratamento dispensado à rede de drenagem, com reparos e ampliação dos pontos, funciona de forma eficaz. O sistema precisa de tempo para se recuperar, dependendo do volume de chuva, que cai de uma só vez. Mas o escoamento está ocorrendo como esperado", finaliza Bastos.