Quinta-Feira , 14 Dezembro 2017

 

Para garantir que a primeira Festa Internacional Literária do Pelourinho (Flipelô) seja realizada com êxito, a Prefeitura de Salvador montou um esquema especial com a mobilização de vários órgãos municipais que cuidam do trânsito, ordenamento e disponibilização de programação cultural complementar. A Flipelô tem início nesta quarta-feira (9), à noite, com um sarau de Maria Bethânia para convidados e se encerra no domingo (13).

 

Cultura - Além da contribuição da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), por meio de incentivos fiscais, a Fundação Gregório de Matos (FGM), vinculada à Secult, disponibilizará uma programação cultural complementar na Casa do Benin (Pelourinho), nos dias de realização da Flipelô. No dia 10, será realizada uma contação de contos quilombolas com Lise Arruda e uma roda de conversa com o escritor Vilson Caetano.

 

No mesmo dia, às 17h, haverá um sarau e o lançamento da antologia poética "O diferencial da favela – poesias e contos de quebrada". Na sexta-feira (11), crianças poderão ouvir a contação de histórias infantis com a escritora Patrícia Matos. As atividades se encerram às 14h do sábado (12), com uma roda de conversa e lançamento do livro infantil "Adjokè e as palavras que atravessaram o mar".

 

Trânsito - A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) atuará com rondas e monitoramento do trânsito, além de realizar o controle do tráfego para evitar estacionamento irregular. Como o Pelourinho já tem restrição de acesso e radares para fiscalizar o tráfego indevido de veículos não credenciados, o órgão não vai colocar barreiras na região.

 

Ordem Pública - A Secretaria Municipal de Ordem Pública vai fiscalizar o local para garantir que apenas vendedores credenciados atuem na Flipelô.