Quinta-Feira , 21 Setembro 2017

 

Queda de árvores de forma parcial ou integral podem acarretar grandes transtornos para a cidade. Por isso, aproximadamente 5 mil árvores são podadas mensalmente pela Prefeitura para evitar que galhos ou fragmentos dos vegetais caiam e causem acidentes nas vias públicas. O serviço é realizado pela Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), e nesta terça-feira (12) foi a vez da Praça Lord Cochrane, na Avenida Garibaldi, receber as ações em benefício dos vegetais.

 

O procedimento ocorre, primeiro, com a avaliação de um engenheiro agrônomo da secretaria, que vai recomendar o que precisa ser feito no vegetal, qual o tipo de poda adequada para cada problema encontrado no espécime, entre outros cuidados. Com o georreferenciamento das árvores de Salvador, os engenheiros fazem atualizações sobre as condições de cada vegetal no banco de dados, o que possibilita um acompanhamento mais apurado e direcionando das áreas verdes no município.

 

Antes da realização do serviço, são analisadas condicionantes como a proximidade da árvore com fachadas de residências, placas de sinalização ou até mesmo com sistema de rede elétrica. Para este último caso, a Seman precisa acionar a companhia de energia elétrica. A retirada dos galhos já apodrecidos evita, por exemplo, a proliferação de pragas que podem estragar todo o vegetal e acarretar uma erradicação. Este trabalho melhora a estética do paisagismo da cidade, mas sobretudo reduz o risco de acidentes em função de ventos fortes e chuvas.

 

De acordo com o engenheiro agrônomo da Seman, Wellison Quadros, este ano o quantitativo de queda de árvores ou galhos nas vias públicas reduziu cerca de 80%. A expectativa é que com a realização de um trabalho assíduo e preventivo nas áreas verdades da capital, este número alcance 90% no próximo ano. "É necessário um trabalho preventivo, que identifique os cuidados necessários e vá antecipando os serviços, para que os meses de chuva possam ser mais tranquilos", explicou.

 

O serviço de manutenção das árvores contará, em breve, com o auxílio de um tomógrafo, recurso que vai facilitar a identificação de problemas nas árvores, verificando a saúde do vegetal de dentro para fora. "Às vezes, o engenheiro não detecta a olho nu o problema no vegetal. Essa tecnologia vai permitir que a gente possa avaliar a saúde da árvore por dentro. Salvador possui muitas árvores centenárias e, às vezes, a lesão tem difícil identificação", pontuou Quadros.

 

O trabalho de manutenção das áreas veres da cidade ocorre diuturnamente em algumas vias. Em locais de grande movimentação, o procedimento é feito no período noturno, a exemplo das avenidas Antônio Carlos Magalhães, Mário Leal Ferreira (Bonocô) e General San Martin. A população pode solicitar o serviço de manutenção de áreas verdes em vias públicas da cidade através do telefone 156, do portal www.falasalvador.ba.gov.br, ou mesmo via Defesa Civil de Salvador (Codesal) pelo telefone 199.