Domingo , 25 Fevereiro 2018
0
0
0
s2sdefault

Técnicos da Central de Vistorias realizaram, até a tarde desta quarta-feira (07), inspeções em, pelo menos, 45 trios elétricos que desfilarão no Carnaval deste ano. Já deram entrada no procedimento 115 trios. As análises dos equipamentos acontecem na Orla da Boca do Rio, até esta sexta-feira (09), às 18h. São avaliadas questões de mecânica e de segurança dos veículos. Se tudo estiver em ordem, é atribuído um selo que autoriza a participação no desfile. Nenhum trio foi reprovado até o momento.

“Nesses quase 19 anos de atuação, vi poucos trios serem reprovados por questões mecânicas. A maioria acontece porque as taxas não são pagas em tempo hábil”, explica um dos coordenadores da vistoria, major da Polícia Militar, Sérgio Almeida. De acordo com ele, o que acontece com mais frequência é lâmpada não acender porque está queimada ou fio partido, “coisa de fácil solução”, conforme acrescentou.

São avaliados os itens de segurança, condições mecânicas e operacionais, equipamentos de prevenção e combate a incêndios, pneus e protetores de rodas, sistemas de freio e hidráulico, estrutura física, elétrica, documentação do veículo e do condutor e estrutura do posto médico. Além disso, as inspeções verificam as condições de sanitários e lanchonetes, que precisam atender às normas da Vigilância Sanitária. Toda a documentação é avaliada.

Os órgãos que fazem parte das inspeções são: Departamento de Polícia Técnica (DPT), Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA), Secretarias Municipais de Ordem Pública (Semop) e da Fazenda (Sefaz), Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), além da Superintendência de Telecomunicações da Secretaria da Segurança Pública (Stelecom/SSP-BA) e da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz/Ba). Após as vistoras, os condutores dos trios recebem uma cartilha com todas as orientações e regras para os veículos e os blocos.

 

0
0
0
s2sdefault