Sexta-Feira , 22 Junho 2018
0
0
0
s2sdefault

Dez famílias afetadas pelo desabamento de um imóvel em Pituaçu já foram cadastradas pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) para receber auxílios. Todas foram orientadas a buscar a Defesa Civil de Salvador (Codesal) no menor tempo possível, e a expectativa é que o pagamento dos benefícios saia já na próxima semana.

Três dessas famílias receberão dois benefícios, os auxílios moradia (o chamado Aluguel Social, para quem precisa, por alguma razão, deixar uma área onde há risco para a vida) e emergência (concedido a todos que tiveram perdas materiais). Outras sete receberão apenas o auxílio-moradia porque terão de deixar seus imóveis diante de riscos estruturais identificados pela Codesal ou por terem de ser demolidos para viabilizar a entrada de máquinas para a retirada de escombros. Em caso de demolição, todos os objetos e pertences serão retirados dessas residências.

As famílias cadastradas para o auxílio-moradia receberão R$ 300 mensais. Já as cadastradas para o auxílio-emergência ganharão três salários mínimos. Também serão concedidos quatro auxílios-funerais para viabilizar o sepultamento das vítimas que estavam no imóvel que desabou.

A Semps aguarda a vistoria final dos técnicos da Codesal porque se forem identificados novos imóveis que precisem ser evacuados, o número de benefícios concedidos pelo município pode aumentar. O imóvel que desabou na manhã desta terça (13) possuía quatro pavimentos e foi construído irregularmente.

 

0
0
0
s2sdefault