Segunda-Feira , 22 Outubro 2018
0
0
0
s2sdefault

Os avanços na área da tecnologia a serviço do cidadão, realizados pela Prefeitura, já colocam Salvador na lista das cidades mais inteligentes do mundo. A capital baiana é a única do Norte/Nordeste a figurar no ranking de 165 smart cities na quinta edição do estudo IESE Cities in Motion Index 2018, divulgado pela Forbes na quarta-feira (18) e que coloca a cidade na 147ª posição. Além de Salvador, apenas outros cinco municípios brasileiros estão presentes no ranking: São Paulo (116ª), Rio de Janeiro (126ª), Curitiba (135ª), Brasília (138ª) e Belo Horizonte (151ª). A líder mundial é a norte-americana Nova Iorque. 

Preparado pelo Centro de Globalização e Estratégia do IESE Business School, o índice analisa o nível de desenvolvimento das cidades em 80 países, em nove dimensões consideradas fundamentais para uma cidade inteligente e sustentável. São elas: capital humano (desenvolvimento, atração e promoção de talentos), coesão social (consenso entre os diferentes grupos sociais de uma cidade), economia, meio ambiente, governança, planejamento urbano, alcance internacional, tecnologia, mobilidade e transporte (facilidade de locomoção e acesso a serviços públicos). 

O titular da Secretaria Municipal Cidade Sustentável e Inovação (Secis), André Fraga, ressalta que o resultado é fruto do esforço que vem sendo feito por todos os órgãos municipais desde 2013. “São ações que envolvem desde infraestrutura, tecnologia e possibilidade de participação cidadã até o diálogo com a sociedade civil. Podemos observar que Salvador desenvolve todos os critérios adotados pelo estudo. A presença da capital baiana em grupos como o C40 (Grandes Cidades para Liderança do Clima) e ICLEI (Governos Locais para Sustentabilidade) também contribui para o desenvolvimento dessas ações. O índice dá uma energia extra para continuar nesse caminho, lembrando que tudo isso é resultado do esforço conjunto do poder público, dos setores empresarial e acadêmico e da sociedade civil”, afirma. 

Dentre as iniciativas que passaram a tornar Salvador cada vez mais inteligente e sustentável estão a adoção de aplicativos como o NOA Cidadão, CittaMobi e Coleta Seletiva; implantação de agenda e criação de comitê interno de inovação; criação do Hub Salvador, no Comércio; estabelecimento de um grande calendário de eventos de inovação e lançamento de editais para atração e desenvolvimento de startups, na busca de soluções tecnológicas para atender às necessidades da gestão municipal e dos cidadãos. Tudo isso está incluso em dois dos eixos do megaprograma municipal Salvador 360, denominados Cidade Inteligente e Cidade Sustentável. 

Novidades – Outras ações já estão sendo preparadas para fazer com que a tecnologia seja ainda mais aliada na eficiência da gestão e prestação de serviços à população. De acordo com André Fraga, a cidade deverá ter a conectividade melhorada por meio de um projeto que está sendo desenvolvido pela Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel), o Conecta Salvador. Também está sendo criada uma agenda para implantação de sistema de geração de energia solar em imóveis. Além disso, deverá ser criado um centro de inovação para tecnologia de impacto social no Parque da Cidade (Itaigara), em parceria com o Parque Social.

0
0
0
s2sdefault