Segunda-Feira , 22 Outubro 2018
0
0
0
s2sdefault

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Salvador (Samu) fará um simulado de atendimento a múltiplas vítimas no Jardim de Alah, às 16h deste sábado (11). A atividade integra a programação do III Congresso de Urgência e Emergência do Nordeste, direcionado a estudantes e profissionais da área de saúde.

Cerca de 30 pessoas, entre profissionais do Samu, estudantes de medicina e demais colaboradores, simularão a colisão entre dois carros e o socorro a sete vítimas. A ação contará com duas ambulâncias e duas motocicletas. Na ocasião, profissionais e estudantes da área, que participam do congresso, terão a oportunidade de acompanhar de perto as técnicas de atendimento de alta complexidade realizadas pelo Samu.

Para classificar a prioridade de atendimento às vítimas, a equipe inicia uma triagem conhecida como Método Start, que classifica os pacientes por cor. O verde é utilizado para ferimentos leves; o amarelo, para ferimentos moderados; o vermelho, para vítimas com ferimentos graves e o preto para mortos.

“À medida em que faremos as demonstrações para os estudantes e profissionais de saúde, também estaremos treinando. Acidente não tem hora, nem dia para acontecer, por isso, é importante realizar treinamentos constantes, com grandes equipes, para que esses profissionais estejam cada vez mais preparados”, diz Nadja Gonçalves, coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do Samu e chefe de Operações Especiais.

O último simulado realizado pelo Samu ocorreu no Carnaval 2016, quando 100 socorristas, 50 estudantes de medicina e 40 profissionais do Corpo de Bombeiros reproduziram a explosão de um camarote na Barra. A atividade serviu como aprimoramento e qualificação das equipes de trabalho escaladas para o Carnaval daquele ano.

O Serviço – Com 13 anos de existência, o Samu atende, em média, 350 ocorrências por dia na capital baiana e nos municípios de Itaparica, Vera Cruz, Lauro de Freitas, Simões filho, Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Santo Amaro e Saubara.

Mais de 1,5 milhão de atendimentos foram prestados aos cidadãos ao longo desses 13 anos. São mais de 700 funcionários desde médicos, condutores, enfermeiros, rádio operadores e telefonistas da regulação, que estão todos os dias atuando de forma integrada e ininterrupta salvando vidas.

0
0
0
s2sdefault