Segunda-Feira , 19 Novembro 2018
0
0
0
s2sdefault

A terceira edição do MUSA – Festival de Música Universitária de Salvador – terá quatro artistas de peso na grande final, a ser realizada no próximo dia 17, às 19h, no Espaço Cultural da Barroquinha. Os artistas Gerônimo, Paulinho Boca de Cantor e Sylvia Patricia participam da noite com o Lero Musical. Já o show ficará a cargo o IFÁ Afrobeat. A entrada é gratuita.

Criado em Salvador, o grupo IFÁ, cujo nome representa o oráculo africano e a sigla para junção entre ijexá, funk e afrobeat, integra um movimento que vem ressignificando o cenário da música instrumental baiana. Mergulhando no universo da música negra transnacional e no ritmo do ijexá, dos blocos afro e afoxés da Bahia, o grupo ratifica a importância da música como elo histórico entre as culturas negras da diáspora.

Enquanto o júri delibera o nome dos classificados dentre as 16 músicas finalistas, o público poderá conferir um debate histórico-musical. A iniciativa, intitulada Lero Musical, vai permitir que os artistas possam trocar experiências com jovens que estão começando ou pensando em iniciar uma carreira artística.

Gerônimo, Paulinho e Sylvia conversarão sobre o processo de criação, as próprias trajetórias, como gerenciam as carreiras e, entre um ‘lero’ e outro, vão relembrar grandes sucessos. A plateia terá um momento para fazer perguntas e a mediação ficará por conta do padrinho do MUSA, o cantor e compositor Pedro Pondé.

Irreverência criativa – O MUSA já está na terceira edição e chega para estimular a irreverência criativa dos estudantes. Todos os universitários da Bahia podem participar do projeto, que foi idealizado também para se tornar um espaço de diálogo artístico-musical entre os jovens. As inscrições são gratuitas e terminam nesta quinta-feira (8), no site oficial do festival. Lá, estão disponíveis todas as informações sobre a iniciativa.

Pode participar qualquer aluno, criador de composição musical original e inédita, de qualquer curso universitário, incluindo mestrado e doutorado, que esteja regularmente matriculado no semestre de qualquer faculdade, pública ou particular, de todo o Estado da Bahia. Com o patrocínio da Prefeitura de Salvador, através da Empresa Salvador Turismo (Saltur), e produção da Sole Produções, o festival distribuirá, este ano, R$13 mil em prêmios. Serão contemplados os primeiros, segundos e terceiros lugares na categoria Música, além dos melhores Intérprete, Instrumentista e Banda.

Os autores das melhores músicas receberão, respectivamente, R$3,5 mil (primeiro lugar), R$2,5 mil (segundo lugar) e R$1,5 mil (terceiro lugar). Os melhores instrumentista e intérprete ficarão com R$1 mil cada e a melhor banda, R$3,5 mil. Cada participante só poderá ser premiado em uma categoria, excetuando-se a categoria Banda, que poderá conter participantes já contemplados em outra distinção.

0
0
0
s2sdefault