Terça-Feira , 23 Julho 2019
0
0
0
s2sdefault

Entre esta terça e quinta (23), a Prefeitura realizará a rodada de Oficinas Participativas do Plano de Ação para Desenvolvimento do Turismo Étnico-Afro de Salvador. Cinco reuniões serão promovidas para debater sobre produtos e serviços turísticos da capital baiana. 

Sob condução da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), técnicos do Consórcio Cria Rumo Arandas e do Executivo municipal irão ouvir e debater proposições de novos serviços que aproveitem o potencial da cultura da cidade. 

Nesta terça-feira (21), os encontros serão promovidos no Pelourinho – na sede do Olodum, a partir das 8h30 - e na Liberdade (no Shopping da Liberdade, às 14h). Nesta quarta (22), as reuniões serão no Rio Vermelho, no Dendê Gastronomia, às 8h30; e em Itapuã, na Casa da Música, às 14h. Já na quarta-feira (23), a oficina vai ser promovida no Curuzu, na sede do Ilê Aiyê, às 08:30h. 

Os locais escolhidos para a realização das oficinas seguem a área de mapeamento turístico do Programa Nacional de Desenvolvimento Turístico (Prodetur Salvador) – Centro Antigo, Orla do Rio Vermelho e Orla Costa Atlântica Norte. No entanto, empreendedores e agentes do turismo étnico-afro das áreas do entorno destes locais também foram convidados a participar das oficinas. 

Segundo o gestor da Secult, Claudio Tinoco, este Plano visa fortalecer a participação da população de ascendência afro de Salvador nos resultados econômicos da atividade turística, através do aumento de emprego e renda para este segmento da população, em especial as mulheres afrodescendentes. Além de criar mais oportunidades para o empreendedorismo e o emprego formal. 

“A partir desses encontros, ouvindo os agentes deste seguimento, vamos desenvolver um conjunto de soluções para o desenvolvimento do turismo Étnico-Afro para a capital baiana. A participação de cada um é importantíssima para a elaboração do nosso diagnóstico e, consequentemente, do plano de ação”, completa Tinoco. 

Mapeamento – Em paralelo a essas oficinas, uma equipe do Consórcio, que tem mapeado empreendimentos liderados por afrodescendentes no setor de turismo em Salvador, realizará entrevistas com os agentes já detectados. O objetivo é traçar o perfil e o potencial econômico de cada um destes para compor o diagnóstico do Plano de Ação.

0
0
0
s2sdefault