Segunda-Feira , 14 Outubro 2019
0
0
0
s2sdefault

Usando a tecnologia como motor para promover ações sustentáveis e contando com o envolvimento popular no processo, a Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) fomenta a criação de startups que desenvolvem projetos com visão para o futuro. Na Semana do Clima da América Latina e Caribe 2019- evento da Organização das Nações Unidas (ONU) que ocorre amanhã (23) no Salvador Hall (Paralela), estas ações municipais se somam a outras propostas e destacam Salvador como uma capital que incentiva a redução de impactos nocivos ao ecossistema.

Como forma de fomento, a Prefeitura promoveu a Chamada Cidade Conectada, integrante do Edital de Inovação para a Indústria, que selecionou as startups Giro Maps, GreenMovi e Noah Smart City e repassou um aporte de R$ 150 mil para que todas executem suas ideias. Os recursos foram provenientes do Sebrae, Senai e da prórpia Prefeitura.

A GreenMovi, por exemplo, vai colocar à disposição da capital baiana um aplicativo para dispositivos móveis que vai proporcionar aos usuários descontos em parceiros de diversos segmentos, caso troquem o uso do carro ou transporte público pelo de bicicletas, principalmente em horários de maior fluxo de veículos nas ruas e avenidas. O aplicativo estará disponível para download em setembro.

O retorno para quem aderir à proposta, como forma de incentivo, é a conversão em créditos de carbono – contabilizados durante os trajetos que o usuário faz de bicicleta – por cupons de desconto em clínicas de estética, academias de crossfit, escritórios de advocacia, restaurantes e ainda um curso pré-vestibular. Inicialmente, 15 empresas parcerias disponibilizam cupons através da ferramenta, e a tendência é que este montante cresça exponencialmente.

Já a Noah Smart City, também contemplada na chamada, é iniciativa carioca que pretende amenizar os impactos das inundações urbanas de Salvador. Para isso, o grupo propõe um novo tipo de monitoramento de áreas, utilizando sensores de ultrassom que, ao serem acionados em presença de chuva, permitem monitorar com precisão níveis de lâmina d’água. Isso auxiliará na tomada de decisões resilientes em caso de inundação.

Ideias inovadoras – Outro edital promovido pelo município foi o Desafio Salvador Resiliente – Economia Circular. Com a proposta de tornar Salvador resiliente, o certame selecionou projetos para receber um investimento de R$ 13 mil cada e acesso a mais de 150 horas de assessoria, capacitação e mentoria feito pela In Pacto, incubadora de negócios sociais administrada pelo Parque Social e localizada no Centro Municipal de Inovação e Impacto, o Colabore. Este acelerador é uma aliança entre Prefeitura capitaneado pela Fundação Rockefeller, Fundação Avina e BIDLAB, em parceria com WTT - World-Transforming Technologies e o Parque Social.

Um dos projetos acelerados é a Combra Food, uma plataforma de gerenciamento de logística entre cooperativa agrícola ou pequenos produtores com restaurantes de Salvador. O app tem como proposta conectar esses atores para facilitar o fornecimento e recebimento de produtos frescos, além de fortalecer os pequenos produtores.

Participação popular - Além da promoção de iniciativas, a Prefeitura também desenvolve seus próprios recursos para tornar a capital baiana um exemplo de convívio inteligente com as consequências das mudanças climáticas. Um importante instrumento para mobilização e educação ambiental é o site Coleta Seletiva Salvador (disponível também em aplicativo), que mapeia os locais onde o cidadão pode depositar, de maneira consciente, resíduos específicos, como da construção civil, eletrônicos, medicamentos, óleo de cozinha, papeis e jornais, pilhas e baterias. Este mecanismo esclarece dúvidas comuns dos cidadãos e foi desenvolvido pela própria Prefeitura, através da Secis.

0
0
0
s2sdefault