Sexta-Feira , 15 Novembro 2019
0
0
0
s2sdefault

A primeira temporada do seriado “HUNT: Salvador” será lançada em uma sessão aberta ao público, nesta quinta-feira (7), às 19h, no Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha, localizado na Praça Castro Alves, Centro. A produção foi realizada com recursos da Prefeitura, através da Fundação Gregório de Matos (FGM), por meio do edital Arte na TV - Ano II, e da Ancine e Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), através da linha de Arranjos locais.

A história acompanha os jovens Glauber e Ana numa caça ao tesouro pelas ruas de Salvador. Para desvendar os enigmas pelo caminho, a dupla precisa conhecer a história, os monumentos e a cultura da cidade. Os cinco episódios são apresentados numa única vez, com duração total de uma hora.

Com pistas que se espalham por todo canto, a dupla precisa conhecer muito bem sobre a história, os monumentos e as tradições culturais para desvendar os enigmas e chegar a novos desafios. HUNT usa alguns artifícios bastante comuns em materiais do gênero, como os “ganchos” deixados entre as pistas, as “pistas” falsas que conduzem os protagonistas para novos desafios e a valorização do lugar, com planos que tragam a beleza de cada região onde o material é filmado.

Arte-educação – A produção foi pensada de forma a se tornar um importante instrumento para despertar no jovem o ensino de História, Geografia, Cultura, Arte, Raciocínio Lógico e Atualidades. Através de um formato inovador no modelo de arte-educação, cada episódio faz uma mistura de entretenimento com informações históricas, abrindo um novo horizonte para pensar o modelo diário de ensino.

A série de ficção envolve interatividade e conhecimento da história e cultura do lugar onde o telespectador vive. O seriado foca em dois pilares básicos para o buscar o engajamento do jovem: é entretenimento, mas também educação, ao trazer para a ficção elementos importantes no aprendizado em sala, como o conhecimento da cultura e das tradições do lugar onde todos vivem.

Destaque internacional – Em setembro deste ano, a produção esteve entre as finalistas no FanChile, festival internacional dedicado a filmes infanto-juvenis que acontece no Chile. Hunt concorreu na categoria média-metragem com produções da Espanha, Itália e Alemanha. O filme baiano, que tem direção e roteiro de Eduardo Oliveira, foi o único do Norte Nordeste a entrar na disputa. Apenas outras duas produtoras brasileiras, uma de Goiânia e outra de Rio de Janeiro, estiveram na seletiva em uma das cinco categorias do FanChile, que reuniu produções de 23 países.

0
0
0
s2sdefault