Sexta-Feira , 15 Novembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Os representantes de empresas de base tecnológica e cidadãos participaram do primeiro Fórum Cidade Inovadora, realizado na tarde desta terça-feira (5), no Espaço Colabore, no Parque da Cidade. Promovido pela Prefeitura através da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), o evento buscou esclarecer dúvidas de interessados sobre a proposta da Política Municipal de Inovação, que está em desenvolvimento. Este foi o 3º encontro do Fórum Salvador Cidade Inovadora e que foi voltado para instituições de apoio: representantes de incubadoras, aceleradoras, hubs, coworkings, demais instituições e empresas de apoio do ecossistema de empreendedorismo e inovação e cidadãos.

A assessora de Inovação da Secis, Rafaela Rodrigues, explicou que este fórum será repetido anualmente após a implementação da política municipal. A intenção é de que o debate entre os atores da sociedade e o poder público possa proporcionar interação e propor soluções cada vez mais afinadas com Salvador.

“Criamos esse fórum para que todos que serão impactados pela lei pudessem contribuir, esclarecer dúvidas, colaborar. Esperamos que o que ela traz de benefícios promova o fortalecimento do ecossistema de inovação da cidade e atração de startups. Então, queremos que a população analise, sugira e argumente”, explicou.

Os cidadãos que quiserem colaborar com sugestões para a construção da Política Municipal de Inovação podem ter acesso ao documento proposto e fazer as ponderações através da Internet. A minuta do projeto está disponível para consulta online e pode ser acessada através do link sustentabilidade. salvador. ba. gov. br e no Instagram da Secis (@secissalvador). O prazo para envio das contribuições é até 6 de dezembro de 2019.

Novo encontro – Na próxima terça-feira (12), também no Colabore, haverá um encontro com o mesmo intuito do Fórum, que terá como foco receber empresas de base tecnológica e startups. Após essa data ainda haverá mais dois eventos similares antes do fechamento do recebimento de sugestões, o último, em formato de audiência pública, que acontecerá no Centro Cultural da Câmara, dia 03 de dezembro

A intenção municipal é de que a política sirva como mecanismo para impulsionar o empreendedorismo e a inovação em Salvador. Através do certame serão instituídas diretrizes, mecanismos, sistemas e incentivos à inovação, além de fomentar a ampliação e consolidação da rede de conhecimento técnico-científico e orientar as atividades do poder público municipal na relação com o ecossistema de inovação local.

No plano há proposta de conceder incentivos fiscais e outros benefícios para as empresas de bases tecnológicas e startups participantes com o objetivo de promover o empreendedorismo inovador de interesse do município. Entre eles estão a redução do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) de 5% para 2% para os participantes de toda Salvador, e o abatimento de 50% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) apenas para empresas e startups localizadas na região do Comércio.

0
0
0
s2sdefault