Sábado , 14 Dezembro 2019
0
0
0
s2sdefault

 Quem vê hoje a Praça Rua Januário, situada na rua de mesmo nome, em Águas Claras, nem imagina a história do local. A área era um antigo lixão que, atendendo ao apelo da comunidade, deu lugar a uma modesta área de convivência e lazer – a primeira entregue pela Prefeitura em 2013, exatamente no dia do aniversário de Salvador, em 29 de março. Pouco mais de seis anos depois, nova transformação com mais equipamentos como academia de saúde, espaço infantil, quadra para jogos, paisagismo, iluminação em LED, acessibilidade, comunicação visual e o melhor: o sorriso renovado de satisfação dos moradores, que já aproveitam os atrativos do espaço ainda mais bonito. 

Esse contexto foi ressaltado pelo prefeito ACM Neto durante a entrega oficial do equipamento, que ocorreu na noite desta quinta-feira (28). O evento reuniu ainda as presenças do secretário de Manutenção (Seman), Virgílio Daltro, e do presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), Marcílio Bastos, dentre outras autoridades e população. 

“Em 2013, a Prefeitura ainda não tinha dinheiro e o máximo que conseguimos foi construir uma praça muito modesta. Mas ficou o compromisso de fazer um projeto que contemplasse a cobertura do local e a ampliação da área, trazendo para cá quadra de esporte, equipamentos infantis e de jogos, dentre outros itens. É um dia de muita emoção que relembra o antigo lixão, a praça modesta e, hoje, uma praça muito linda e com todo o capricho e à altura da comunidade, que mereceu esse novo espaço por ter cuidado tão bem do anterior”, relatou o gestor municipal. 

As obras foram realizadas pela Desal, vinculada à Seman, com investimento próprio de quase R$113 mil. Com o intuito de devolver a cidade ao cidadão, fazendo com que as pessoas voltem a ocupar os espaços púbicos, em quase sete anos já foram entregues mais de 450 praças construídas ou requalificadas pela gestão. 

Residente na Rua Januário há mais de três décadas, Maria Cruz, de 60 anos, era só felicidade com a intervenção. “Aqui era um lixão, local muito horrível, as crianças não podiam brincar, a gente mal conseguia passar. Agora estou muito contente, porque os moradores podem aproveitar o espaço, as crianças têm brinquedos, os jovens podem fazer esporte e nós, moradores, vamos continuar trabalhando para cuidar desse espaço para nós e nossos filhos”, pontuou. 

Também morador, Jorge Soares, de 52 anos, ficou muito feliz com a requalificação. Para ele, a praça valoriza a área, além de se tornar um espaço para confraternizações entre os moradores. “Cheguei aqui em 1980 e não existia nada, era só mato. Fico muito feliz com este reconhecimento do poder público. Jamais imaginaria uma praça tão bonita como essa. Ficou muito joia, até parece um sonho”, revelou.

 

0
0
0
s2sdefault