Terça-Feira , 25 Fevereiro 2020
0
0
0
s2sdefault

Uma das áreas mais verdes de Salvador, o Parque da Cidade, no Itaigara, foi palco do lançamento do programa Pertencimento Ambiental, nesta segunda-feira (10). Idealizada pelo cantor e compositor Carlinhos Brown, a iniciativa será introduzida na Educação Infantil da rede municipal de ensino de Salvador com o objetivo de estabelecer um vínculo afetivo entre criança e natureza, a partir de atividades inseridas no material pedagógico que começará a ser distribuído nas escolas esta semana.

Cerca de duas mil crianças da Educação Infantil lotaram o anfiteatro do parque para prestigiar a apresentação do programa. O evento também contou com as presenças do prefeito ACM Neto, do vice-prefeito Bruno Reis, do secretário municipal da Educação, Bruno Barral, além do próprio Brown, que fez um show junto aos personagens Paxuá e Paramim – dupla protagonista das histórias que vão mostrar aos estudantes a importância de valorizar a natureza e transformar atitudes e comportamentos em defesa do meio ambiente.

“Trabalhamos fortemente para ampliar o número de vagas nesse segmento (Educação Infantil), inclusive alcançando a universalização na pré-escola. Agora, trazemos um conteúdo adicional ainda mais rico em parceria com Carlinhos Brown, que traz educação ambiental e cultura. Tudo isso de forma lúdica em uma série de mensagens que são fundamentais para que desde os primeiros anos de vida nossas crianças possam ter consciência da preservação da natureza”, declarou ACM Neto.

Dinâmica – A didática do programa engloba desde a realização de atividades lúdicas até a distribuição de kits. Os materiais são voltados para crianças de 4 a 5 anos e há, por exemplo, livros de colorir, com tracejados, labirintos e cartilha dos personagens da Turma Paxuá e Paramim. Os educadores também terão uma capacitação através de curso EAD.

O secretário Bruno Barral destacou que o programa é uma forma de permear a aprendizagem da educação ambiental dentro dos lares da garotada. “Nossos adultos, hoje, têm uma cadeia produtiva em cima da degradação do meio ambiente, por isso é necessário que isso seja revertido o quanto antes. O material traz uma metodologia didática e vai trazer um futuro consequentemente muito melhor pra Salvador e, sobretudo, para todo o Brasil”, afirmou.

O conteúdo do Programa Pertencimento Ambiental está em conformidade com a Base Nacional Comum Curricular; com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (2010); e com a  Lei 9.795, 27 de abril de 1999, que dispõe sobre educação ambiental e institui a Política Nacional de Educação Ambiental.

“O material condiz com a necessidade de que precisamos nos preparar mais para lidar com esse tema. Criei os personagens Paxuá e Paramim e busquei auxílio de técnicos. É um trabalho de cinco anos que nasce na capital com desejo único de que tenhamos responsabilidades. Precisamos tomar um posicionamento, desde quando deixamos um saco plástico à toa, esquecemos uma lata ou até uma tomada ligada ou torneira aberta a um tempo demasiado. As crianças podem reverter nosso processo de extrativista com uma boa educação ambiental. A partir deles, o mundo pode mudar”, destacou Brown.

 

 

 

0
0
0
s2sdefault