Quinta-Feira , 02 Abril 2020
0
0
0
s2sdefault

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) realizou vistorias nos imóveis localizados na Rua da Paz (Estrada do Derba), no bairro de Valéria, onde ocorreu, na manhã desta quinta-feira (26), um deslizamento de terra que invadiu duas casas. As residências tiveram suas estruturas comprometidas e terão que ser demolidas.

Segundo o órgão, 11 outras casas foram evacuadas. A Codesal contou com a colaboração das demais entidades do Sistema Municipal de Proteção e Defefesa Civil (SMPDC) para proceder as vistorias e encaminhar os moradores atingidos à Secretaria Municipal Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre).

Duas pessoas, que estavam em uma das casas, foram resgatadas pelo Corpo de Bombeiros. Sete outras que ficaram ilhadas na rua foram também resgatadas, sem ferimentos graves. A área foi isolada.

Um poste atingido já recebeu reparos da Coelba. A  Guarda Municipal (GCM) foi convocada para a retirada das pessoas que vivem no entorno e resistem em ficar nos imóveis próximos à encosta que deslizou na localidade.

Segundo o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, o órgão tomou conhecimento de que foi irregularmente colocada terra emprestada no talude, o que poderia ter ocasionado o deslizamento. "Isso vai ser averiguado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) para que sejam tomadas providências cabíveis e para que não venhamos a ter outros escorregamentos no local".

Ainda segundo Sosthenes, todas as casas do entorno estão sendo vistoriadas, com o apoio da Secretária de Articulação Comunitária e Prefeitura-Bairro e da Sedur. Os moradores cadastrados serão acolhidos pelos programas sociais do município.

Volume – A capital baiana voltou a ter céu nublado e pancadas de chuvas em diversos pontos da cidade nesta quinta-feira (26). De acordo com boletim da Defesa Civil de Salvador (Codesal), nas últimas 12 horas os bairros com maiores índices pluviométricos foram Castelo Branco (111,2 mm), Periperi e Valéria (ambos com 64 mm), seguido por Sete de Abril (49,8 mm) e Fazenda Coutos (48,2 mm).

Até as 17h, a Codesal recebeu 159 solicitações. Foram quatro alagamentos de imóveis, 18 ameaças de desabamento, duas ameaças de desabamento de muro, 22 ameaças de deslizamento, cinco árvores ameaçando cair, duas árvores caídas, 27 imóveis alagados, seis desabamentos de imóveis, cinco desabamentos de muro, quatro desabamentos parciais, 58 deslizamentos de terra, uma infiltração, quatro orientações técnicas e uma pista rompida.

As chuvas que caíram em Salvador desde o início desta semana foram resultantes da atuação de instabilidade atmosféricas associadas a uma frente fria distante da costa baiana e aos ventos úmidos provenientes do Oceano Atlântico.

Previsão - Segundo informativo meteorológico do órgão, de sexta (27) até o domingo (29), a tendência é que ocorra variação de nebulosidade e pancadas de chuvas fracas e isoladas ao longo desses dias. As temperaturas deverão variar entre 24° (mínima) e 30° (máxima).

Qualquer situação de emergência pode ser informada através do 199, o disque emergência da Defesa Civil que funciona em plantão 24 horas.

 

0
0
0
s2sdefault