Segunda-Feira , 13 Julho 2020
0
0
0
s2sdefault

Para monitorar o cumprimento dos decretos, medidas de prevenção e controle do coronavírus, a Prefeitura já realizou aproximadamente 20 mil vistorias e 1.190 interdições de estabelecimentos comerciais em Salvador. As fiscalizações são feitas por uma força-tarefa formada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar. O decreto com medidas restritivas para combater o coronavírus foi prorrogado esta semana pelo prefeito ACM Neto e segue em vigor até o dia 18 de maio.

São interditados aqueles estabelecimentos que descumprem as determinações previstas em decreto municipal para conter a proliferação da Covid-19, como academias, casas de eventos, shoppings, bares, barbearias, salões de beleza e lojas com mais de 200 m² de área que estejam em funcionamento. A ação também de pontos que provoquem aglomeração e restaurantes que não estejam funcionando exclusivamente para delivery.

“Nossa força-tarefa está nas ruas para garantir o cumprimento dos decretos. A firmeza das nossas ações visa afastar esse vírus que tem assolado todo o mundo e manter a saúde da nossa população. Nós estamos fazendo nossa parte e é importante que cada soteropolitano cumpra com o seu papel também. Nesse momento, é importante o isolamento social e quem precisar sair deve ir de máscara. É com o cuidado e respeito a si mesmo e ao próximo que vamos vencer essa guerra”, afirma o diretor de fiscalização da Sedur, Átila Brandão Júnior.

Estabelecimentos como academias, supermercados, bares, restaurantes, depósitos de bebidas, clínicas de estética, salões de beleza, barbearias, casas de evento, lojas de variedades, loja de móveis, barracas de chapa, lanchonetes, campo de futebol, quadras de esporte, agências bancárias, sauna e obras irregulares já foram interditados pela operação de fiscalização.

Balanço – As fiscalizações foram iniciadas no dia 18 de março e, até o momento, já realizaram 1.190 interdições, a cassação de alvará de funcionamento de 90 estabelecimentos e quase 20 mil vistorias. Só nesta quarta (6), a equipe de fiscalização da Prefeitura vistoriou mais de 1 mil pontos de comércio, esporte e lazer na cidade e interditou 28 desses estabelecimentos vistoriados.

As vistorias ocorreram em 451 lojas de comércio de rua, com área inferior ao permitido; 320 bares, restaurantes, conveniência e depósitos de bebidas; 117 clínicas de estética, salão de beleza e barbearia; 54 supermercados; 21 lojas em comércio de rua, com área superior ao permitido; 24 casas lotéricas; 24 academias; 18 agências bancárias; seis casas de eventos; oito centros comerciais; sete locais com aglomeração de pessoas; cinco postos de combustível e quatro quadras e campos de futebol.

 

0
0
0
s2sdefault