Quinta-Feira , 28 Maio 2020
0
0
0
s2sdefault

Nesses tempos de quarentena e distanciamento social, o programa Agente de Empreendedorismo encontrou nos meios virtuais alternativas para dar suporte e atendimento a pequenos e microempreendedores ligados à iniciativa. Por exemplo, nesta terça-feira (19), às 17h, acontece um bate-papo no Instagram com o consultor especialista em Gestão de Negócios, Alenaldo Cerqueira, com transmissão no perfil @suburbioum. O tema discutido será “A Sobrevivência dos Micro Negócios: antes, durante e depois da crise”, é e voltado para empreendedores de todos os segmentos.

“Os micro negócios enfrentam dificuldades desde a sua concepção, principalmente pela má qualidade das informações a que têm acesso. Estes empreendedores precisam receber informações através de linguagem simples, alinhadas a sua realidade e com medidas de fácil implementação e controle. Para melhor entendimento, dividiremos os assuntos em 7C, isto é, sete formas de entender seu negócio antes, durante e após a pandemia: Covid, Custos, Condições, Concorrentes, Clientes, Cuidados e Caminhos”, destaca Cerqueira.

Além das lives no Instagram de parceiros, grupos de WhatsApp e até uso plataforma de videochamadas online, a exemplo do Google Meet, têm sido usados para oferecer dicas e capacitação com temas variados sobre negócios e oportunidades de venda de produtos. Quem quiser saber como participar das atividades online ofertadas pelo Agente de Empreendedorismo pode entrar em contato pelo número (71) 98781-0972.

“De forma remota, nossos agentes têm buscado ter contato com os empreendedores, dando apoio necessário para tirar dúvidas, além de espalhar conhecimento sobre o que fazer nesse período de coronavírus, como se manter, se o delivery é uma saída”, explica a coordenadora do Agente de Empreendedorismo, Maiana Brandão.

Resultados – Desenvolvido pela ONG Parque Social em parceria com a Prefeitura, o Agente de Empreendedorismo tem como propósito fomentar o desenvolvimento socioeconômico, por meio do estímulo ao empreendedorismo, dando suporte aos empreendedores e potenciais empreendedores no acesso ao crédito e na aquisição de conhecimentos específicos para que possam atuar com maior profissionalismo no seu respectivo negócio.

Ano passado, o programa realizou 14 mil atendimentos a cerca de 6 mil empreendedores. Também por meio da iniciativa, já foram promovidas 2.473 ações de estímulo ao empreendedorismo, além de 3 mil palestras e oficinas do Sebrae nas comunidades, resultando em 520 capacitados. Foram encaminhadas 4,5 mil pessoas para acesso a linhas de crédito através de parceria com o Banco do Nordeste (BNB).

 

0
0
0
s2sdefault