Quarta-Feira , 30 Setembro 2020
0
0
0
s2sdefault

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) iniciou parceria com a Prefeitura para o desenvolvimento de um projeto de cidades inteligentes na capital baiana. A prioridade será a adoção de tecnologias para mobilidade, como o controle de tráfego, a partir do uso de inteligência artificial na gestão dos semáforos e também a instalação de câmeras especiais para reconhecimento de placas dos veículos.

Por meio de um memorando de entendimentos assinado pelo prefeito ACM Neto e pelo presidente da ABDI, Igor Calvet, a agência trabalhará em cooperação com o município para detalhar prazos e locais de implantação do projeto. Estão previstos investimentos de R$5 milhões da ABDI em tecnologia a ser instalada ainda esse ano.

“Cidades inteligentes é um movimento que ocorre de norte a sul do país. Quando decidimos alocar recursos em Salvador, vimos um trabalho já em andamento. Com esse projetos, queremos que o município seja um local de demonstração para o Brasil e outras prefeituras. Salvador já tem naturalmente a sua projeção, e essa iniciativa, além do aparato tecnológico na área de mobilidade, será um motor de atração de investimentos muito grande. Queremos, no fim, o benefício para o cidadão”, explica Igor Calvet.

Sistema - O sistema de monitoramento e controle de tráfego inclui câmeras especiais e um software que aponta as ocorrências usando inteligência artificial. A proposta é que a tecnologia ajude a dar mais fluidez e segurança ao trânsito, ao fornecer dados precisos e em tempo real à central de controle operacional, que funcionará junto ao Núcleo de Operações Assistidas (NOA). A previsão é que equipamentos sejam inicialmente instalados nos semáforos que ficam na região do Largo do Tanque e da Av. General San Martin.

“Na nossa visão de futuro,de médio e longo prazo, existem dois pilares fundamentais de impulsionamento econômico para a cidade e um deles é exatamente o setor tecnológico. A Prefeitura tem que estar preparada e trabalhamos com planejamento. Já fizemos várias intervenções na região da San Martin. Mas, em função do volume enorme de veículos que passam por lá, está será uma solução extremamente adequada”, avalia ACM Neto.

 

0
0
0
s2sdefault