Quinta-Feira , 04 Março 2021
0
0
0
s2sdefault

Em quase um ano de operação, o Disque Coronavírus 160, serviço disponibilizado pela Prefeitura desde março de 2020, registrou 282.739 mil ligações até a tarde da segunda-feira (22). O canal exclusivo foi criado para que a população possa tirar dúvidas, solicitar fiscalização de decretos e fazer denúncias.

As demandas mais registradas são Informações/Orientações (59,30%) de cidadãos que procuram por postos de vacinação e saque do benefício social Salvador por Todos. Em seguida estão Fiscalização/Denúncias (38,92%) de estabelecimentos que estão descumprindo os decretos.

Bairros – Apesar da orientação alertando para a importância de evitar aglomerações, utilizar máscaras e respeitar os protocolos de funcionamento das atividades liberadas pelos decretos municipais, Cajazeiras ainda vem se mantendo como o bairro com maior registro de demanda. A central recebeu, ao todo, 11.344 registros relatando descumprimento das determinações somente nessa região. A maior parte das ligações foi de solicitação de fiscalização de bares com aglomeração e atividade sonora.

Depois de Cajazeiras, os bairros mais demandados são Pernambués (7.897 registros), Itapuã (7.001), Fazenda Grande do Retiro (6.872), Liberdade (6.687), Paripe (6.458) e São Marcos (6.354). Na outra ponta, dos menos demandados, estão as Ilhas (Maré, Frades e Bom Jesus dos Passos), Itinga, Alphaville II, Porto Seco Pirajá, Barragem de Ipitanga, Jaguaribe, Barroquinha e Jardim Placaford.

Como denunciar – Ao ligar para o Disque Coronavírus 160, o cidadão poderá escolher uma das opções oferecidas pelo serviço eletrônico. Os atendentes vão poder receber, por exemplo, denúncia de algum estabelecimento, bar ou restaurante que não esteja atendendo regras e normas estabelecidas pelo município, além de tirar dúvidas sobre o trabalho da Prefeitura em relação ao coronavírus, o funcionamento das unidades de saúde no município e a vacinação contra a gripe.

Além do número 160, a população também pode encaminhar as demandas referentes à Covid-19 para o e-mail ouvidoria@ salvador. ba. gov. br ; ou acessar o portal Fala Salvador, no endereço www. falasalvador. ba. gov. br .

 

0
0
0
s2sdefault