Logo Prefeitura de Salvador

Projeto conecta universo da inovação a estudantes de Salvador

Uma iniciativa desenvolvida pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (Semit), está possibilitando que estudantes de Salvador possam ter os primeiros contatos com uma área essencial neste século XXI: a inovação. O Programa + Conhecimento e Inovação Social consiste em promover visitas quinzenais de estudantes da rede pública do ensino municipal e de programas sociais administrados ou apoiados pela Prefeitura ao Hub Salvador, no Comércio, para que este público conheça o equipamento, seu ecossistema de startups e assista a uma palestra sobre um tema do campo da tecnologia e da inovação.

O início do projeto ocorreu na sexta-feira (27) e reuniu alunos de projetos desenvolvidos pelo Parque Social, a exemplo do Jovem Aprendiz Empreendedor. De acordo com o diretor de inovação da Semit, Luis Gaban, o Programa + Conhecimento e Inovação Social foi idealizado numa conversa com sua equipe sobre como dinamizar o Hub Salvador e conectar estudantes a empresas de tecnologias da cidade.

“Trouxemos jovens de projetos do Parque Social para este lançamento e estamos montando uma agenda com a Secretaria Municipal de Educação (Smed) para visitas até o final do ano, especialmente de estudantes do Ensino Fundamental II. Nos encontros, podemos revelar novos programadores de games, desenvolvedores de aplicativos e soluções tecnológicas para a cidade”, disse Gaban.

Ele destacou que o programa conta com um banco de talentos para cadastrar, em um grupo de WhatsApp, os jovens que demonstram especial interesse em colaborar com o desenvolvimento de negócios sediados no Hub Comércio após a visita. A ação visa facilitar uma eventual contratação destes jovens.

No lançamento, Marcos França, CEO da CO071, startup de produção audiovisual, fez uma palestra sobre Criação de Conteúdo Digital. “Falamos sobre a questão das mídias sociais, dos recursos primários para ser um social media e das possibilidades de exploração do celular, que é uma ferramenta básica para facilitar a conexão entre pessoas e empresas que geram esse tipo de conteúdo, sobretudo agências”, resumiu França.

Oportunidade – Flávia Souza, orientadora de campo do projeto Jovem Monitor de Turismo do Parque Social, ressaltou a importância do programa para os jovens conseguirem até mesmo colocar os negócios deles em prática. “Estamos em uma turma de 20 estudantes de três projetos do Parque Social: o Jovem Monitor Aprendiz, o Jovem Aprendiz Empreendedor e o Jovem Líder Empreendedor Social. Inclusive, está aqui uma garota que escreveu um livro sobre a infância de crianças negras e já está conversando com as pessoas no Hub para viabilizar a publicação”, ilustrou.

A autora em questão é Maria Rita Conceição, 18 anos, estudante do ensino médio e participante do projeto Jovem Monitor de Turismo. Ela qualificou o Programa + Conhecimento e Inovação Social como uma oportunidade necessária para que jovens de baixa renda possam mostrar suas ideias.

“Escrevi o livro Um Olhar para Minha Cor com a intenção de valorizar a autoestima das crianças negras que, como eu, sofrem com o racismo, odeiam seus cabelos e não têm auxílio da família ou da escola. Aqui no Hub conversei com pessoas que podem me ajudar a dar visibilidade ao livro e até a lançá-lo em forma de e-book”, celebrou Maria Rita.

Skip to content