Logo Prefeitura de Salvador

Fumpres recebe prêmio por boas práticas de gestão previdenciária

Salvador foi uma das cidades agraciadas pelo 13º Prêmio da Aneprem (Associação Nacional de Entidades de Previdência Municipal), com anúncio ocorrido na semana passada, no site da instituição (www.aneprem.org.br). A capital baiana ficou em 2º lugar na categoria capitais, se destacando mais uma vez entre as melhores gestões de Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) do Brasil.

Essa é a quarta premiação nacional que o Fundo Municipal de Previdência do Servidor (Fumpres) recebe em 2022 e a décima desde o ano passado. A cerimônia de entrega acontecerá durante o 21º Congresso Nacional de Previdências da Aneprem, no próximo dia 21, na cidade de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.

O diretor-geral de Previdência de Salvador, Daniel Ribeiro, destacou que desde o início do programa de renovação previdenciária, em 2020, o município apresenta bons resultados no âmbito previdenciário e se destaca nacionalmente pelo trabalho realizado. “Essa conquista reflete a qualidade da gestão previdenciária em Salvador, nos consolidando como referência nacional. Além das premiações ocorridas desde o ano passado, recebemos esse ano a certificação nível III do Pró-Gestão, que é um programa federal de certificação institucional e modernização da gestão dos regimes próprios de previdência.”

Com base na modalidade Gestão, cognominado pelos participantes de “Oscar da Previdência”, o Prêmio da Aneprem é concedido à unidade gestora dos RPPS e aos representantes legais dos entes federativos classificados, considerando o cumprimento de ações pré-definidas de transparência, equidade, ética, responsabilidade corporativa e social. Somente são classificadas na modalidade Gestão as unidades gestoras de RPPS que obtiverem no mínimo 70% da pontuação máxima dos critérios de avaliação definidos no edital do prêmio.

Criado: 16 Novembro 2022

Sustentabilidade e agilidade marcam 2º aniversário do Sistema e-Salvador

O eSalvador, sistema eletrônico de gestão dos atos administrativos e documentos oficiais da Prefeitura, chega ao segundo ano de funcionamento com a promoção de dois importantes elementos: agilidade e sustentabilidade. Isso porque, além de tornar mais rápida a tramitação dos processos, também permitiu que fossem poupadas 15 milhões de folhas de papel, o equivalente a 1,5 mil árvores). 

A plataforma foi implantada pela Secretaria Municipal de Gestão (Semge) e é acessada por 14 mil usuários vinculados aos 33 órgãos e entidades da Prefeitura. Nesse período, já registrou 1,5 milhão de despachos realizados, 350 mil processos criados, 18 mil circulares expedidas, 45 mil atendimentos nos canais de suporte ao usuário e 7 mil servidores capacitados como multiplicadores da tecnologia digital. 

“O sistema contribui para uma transformação cultural na gestão pública, com a maioria dos processos eletrônicos tramitando numa agilidade inalcançável pelo meio físico. O fim do uso do papel reduz bastante os custos com aquisição do próprio papel, material de escritório (carimbo, capa, grampo, etiqueta), impressão, energia elétrica, espaço para armazenamento dos volumes, combustível e pessoal envolvidos no transporte de malotes, bem como no acompanhamento dos antigos sistemas de protocolo”, informou a coordenadora do e-Salvador, Lisiane Alves.  

Ela ressalta que com o isolamento social adotado por força da pandemia, muitos serviços da Prefeitura seguiram seu fluxo graças ao sistema eletrônico, que também funciona como um produtor de dados, auxiliando o planejamento e a tomada de decisões por parte da gestão municipal. 

“Os relatórios gerados por meio do e-Salvador possibilitam ainda o conhecimento mais acurado sobre as demandas de cada órgão público municipal, sobre os setores e colaboradores mais atuantes, bem como sobre os tipos de processos mais requisitados pela população”, acrescentou a coordenadora. 

O cadastro no e-Salvador requer e-mail institucional do usuário e pode ser realizado através do portalesalvador.salvador.ba.gov.br/index.php/cadastro .

Criado: 19 Setembro 2022

Sefaz Salvador e Crea-BA renovam acordo para informações sobre imóveis

A Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA) renovaram, na manhã desta quarta-feira (14), o acordo de cooperação que aproxima as entidades e facilita a troca de informações e dados referentes aos registros imobiliários na cidade. O contrato, que expiraria neste mês de setembro, foi renovado por mais três anos. 

O acordo entre as entidades tem como finalidade viabilizar a troca de informações referentes ao ramo da construção civil e garantir a segurança dos munícipes e a legalidade dos empreendimentos na cidade de Salvador, a partir do acesso às Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs), coordenadas geográficas de empreendimentos, entre outros. O termo facilitará a fiscalização por parte da administração pública. 

Segundo a secretária da pasta, Giovanna Victer, a assinatura do termo faz com que as construções que estão em andamento tenham uma fiscalização mais assertiva e eficaz na garantia da segurança da população. “Quem ganha é o soteropolitano. A renovação do acordo proporciona mais segurança e confiança para os munícipes e garante a legalidade de empreendimentos, obras e reformas executados em Salvador, a partir da troca de informações e compartilhamento de dados. Todas as ações precisam ser realizadas de forma fidedigna por profissionais registrados e com credenciais necessárias”, afirmou. 

A Sefaz e o Crea-BA realizarão reuniões de delineamento de novas ações, com intuito de melhorar e modernizar a gestão e a fiscalização em prol da população soteropolitana. Também participaram da reunião o diretor da Receita Municipal, Ulysses Arêas, o presidente do Crea-BA, Joseval Carqueija, e o assessor parlamentar do Conselho, Pedro Bulhões.

Criado: 14 Setembro 2022

Prefeitura discute com CAF novos projetos sustentáveis para Salvador

O prefeito Bruno Reis recebeu, na manhã desta quinta-feira (1º), o grupo de representantes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), liderado pelo presidente-executivo, Sergio Díaz-Granados, e mais nove dos principais diretores da instituição. No encontro, ocorrido no Palácio Thomé de Souza, no Centro, foram discutidos novos projetos sustentáveis para Salvador. 

“Fizemos uma análise dos projetos que estão em curso e principalmente debatemos sobre outros que iremos realizar em parceria, inclusive já em fase de aprovação na Cofiex (Comissão de Financiamentos Externos Cofiex, do Ministério da Economia), com novo financiamento de R$125 milhões. São projetos importantes, na área de mobilidade, de transporte, de tecnologia e inovação e na qualificação de mão de obra. Eles ficaram surpresos com a capacidade da cidade de executar grandes e importantes projetos para melhorar a vida das pessoas”, afirmou Bruno Reis. 

Para Díaz-Granados, a parceria do CAF com a cidade de Salvador tem funcionado e deve ser levada a um segundo nível, com mais obras de maior impacto sobre a cidade. “O prefeito tem uma visão bem completa do que vai se passar em Salvador nos próximos anos. Uma visão que entende a cidade como um corpo vivo, com projetos que vai torna-la mais acessível, integrar as áreas urbanas com transporte moderno e universal e elevar as suas potencialidades como um centro cultural e criativo”, avaliou. 

Obras – O encontro fez parte de uma intensa agenda da missão do CAF na capital baiana, que envolveu ainda uma visita guiada à Cidade da Música, o Caminho da Fé, na Avenida Dendezeiros, e o entorno da Igreja do Bonfim. Estas são três das oito obras do Programa de Requalificação Urbanística de Salvador (Proquali), financiadas pelo banco, com expectativa de aporte total da ordem de US$60,7 milhões e contrapartida do Município de US$15,18 milhões. 

Dentre as obras e projetos financiados pelo Proquali, coordenado pela Casa Civil, estão a recuperação do Parque Jardim Botânico de Salvador, a requalificação urbanística da Orla trecho Amaralina/Pituba, incluindo a praça Wilson Lins e a implantação da Arena Aquática de Salvador, a requalificação viária e macrodrenagem da Avenida São Cristóvão e da 1ª Travessa 3 de Maio, o Plano Diretor de Tecnologia da Cidade Inteligente e a implantação da infovia. 

Na avaliação do secretário da Casa Civil, Luiz Carreira, a Prefeitura hoje está em uma situação confortável para alocar recursos tanto de instituições internacionais como nacionais destinados à execução dos projetos, como também usar recursos próprios. Hoje a cidade possui uma carteira de investimentos bastante diversificada, com grandes projetos em parceria com instituições internacionais como o CAF, BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), Bird (Banco Mundial) e nacionais como BNDES e Caixa. “Este trabalho foi iniciado na gestão passada e a atual tem dado continuidade à missão, graças a toda uma organização que foi feita do ponto de vista fiscal e também financeiro”, afirmou.

Criado: 01 Setembro 2022

Prefeitura inicia requalificação da Gamboa de Baixo e entrega contenção

Banhada pelo mar calmo da Baía de Todos-os-Santos, a orla da Gamboa de Baixo, situada entre os bairros de Dois de Julho e Comércio, é uma das mais belas e aconchegantes da cidade. O trecho ficará ainda mais atrativo para moradores e visitantes com a execução do projeto de requalificação urbana que a Prefeitura realizará no local, cujo investimento será de R$9,7 milhões.  A ordem de serviço para o início das obras foi assinada no local pelo prefeito Bruno Reis, nesta quinta-feira (1º). 

Na ocasião, o chefe do Executivo municipal entregou uma contenção de encosta de 400 m² de área na região, que trará mais segurança e tranquilidade aos moradores no período de chuvas. “Aqui é uma das áreas mais bonitas da cidade e precisamos melhorar a vida das pessoas que moram nesta região. Essa área possui grande inclinação. Em 2020, essa encosta desabou e, de lá para cá, fizemos o projeto, viabilizamos recursos e executamos a obra. Essa é mais uma intervenção que vem para trazer segurança aos moradores. Lembro da nossa luta junto à União para passar essa área para o município”. 

O prefeito anunciou ainda que, nos próximos 60 dias, serão entregues 585 títulos às famílias das comunidades da Gamboa e do Unhão. “As pessoas terão os documentos da casa e a garantia de permanência em suas próprias moradias, resguardando a história dessa que é uma zona especial de interesse social. Esse documento assegura o direito das famílias. Somado a isso temos diversas iniciativas em curso. Uma que iniciamos hoje é a orla da Gamboa. O 30º trecho da orla. Esse projeto contempla parque infantil, área de convivência, local de apoio aos pescadores, piso intertravado, área de lazer e paisagismo, para embelezar e incrementar o comércio local”. 

A região dispõe de diversos restaurantes, que lotam aos finais de semana, mas ainda há muita dificuldade no desembarque das embarcações. O prefeito afirmou que, com a requalificação, haverá mais conforto e segurança para atracar e desatracar. “Não é uma obra fácil, pois todos os insumos precisam chegar pelo mar. Mas, no verão do ano de 2023, teremos uma Gamboa mais bonita do que já é”. 

Projeto – A requalificação da orla da Gamboa de Baixo envolverá melhorias na pavimentação, com colocação de piso intertravado, concreto e granito, além de rampas de acessibilidade. Os pescadores terão uma nova área coberta para o apoio de suas atividades, equipada com bancada, lavanderia e chuveiro. A previsão é de que a obra seja concluída em 12 meses. 

Serão colocados postes com luminárias de LED, lixeiras e diversos mobiliários urbanos para o conforto da população. Além disso, duas praças serão construídas e equipadas com parque infantil, ampliando as opções de lazer. Os muros em alvenarias de pedra, rampas de acesso e escadas da orla, por sua vez, serão recuperados, e a obra também preservará a vegetação existente e ampliará o paisagismo a partir dos plantios de grama esmeralda em placa, de árvores e arbustos. 

“Esse projeto foi construído em conjunto com a comunidade local, considerando as diversas atividades que são praticadas lá. Os bares e restaurantes da Gamboa são hoje um dos grandes atrativos turísticos de Salvador, e o projeto valoriza essa atividade comercial com a criação de espaços de convivência em pergolado”, acrescenta a presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield. 

Outros projetos – Outro grande projeto previsto é o Morar Melhor. De acordo com Bruno Reis, a região pode se tornar um dos pontos de visitação da cidade. “Para isso precisamos dividir o Morar Melhor de duas formas. A primeira consiste em contemplar casas que precisam de pintura, reboco e telhado, mas que não tenham problemas estruturais. São 151 casas na Gamboa e 55 no Unhão. Estamos falando de 216 casas”, afirmou. O chefe do Executivo municipal completou ainda que será realizada a melhoria na iluminação, no sentido de mudar a vida das pessoas que residem na localidade. 

Encosta protegida – A nova contenção de encosta da Gamboa de Baixo teve investimento de R$737 mil. A estrutura é em cortina atirantada e solo grampeado, sistema de drenagem, muro em concreto, passeio e escadaria. Desde 2013, a Prefeitura já concluiu 132 obras de contenção, sendo 35 delas apenas na atual gestão. O investimento total é de R$145 milhões. 

Dona de um bar na Gamboa de Baixo, Ana Cristina Caminha vê as intervenções como avanços necessários para tornar o local atraente para moradores e visitantes. “É uma mudança de página, que lutamos há anos para conquistar. Vamos ter a possibilidade de mostrar à cidade e aos turistas nossa cultura e nossa realidade. E, da nossa parte, poderemos expor mais o nosso trabalho, virando a página da Gamboa marginal, para uma Gamboa de identidade, cultura e histórico pesqueiro. E isso foi conquistado pela comunidade e sua história de resistência “.

Criado: 01 Setembro 2022

Salvador terá novo investimento no antigo Hotel Pestana, no Rio Vermelho

Depois de seis anos fechado, o imóvel que abrigou o antigo Hotel Pestana, situado no Rio Vermelho, será totalmente requalificado e terá sua operação reativada, impulsionando a economia e o turismo em Salvador. O projeto foi desenvolvido e viabilizado pela Moura Dubeux e apresentado ao prefeito Bruno Reis nesta quarta-feira (31), no Palácio Thomé de Souza, no Centro, pelo CEO da empresa, Diego Villar, acompanhado do diretor Fernando Amorim e do arquiteto Tiago Martins. Também esteve presente na ocasião a secretária de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), Mila Paes.

O empreendimento terá investimento de mais de R$280 milhões, com geração de mais de 300 empregos diretos e lançamento previsto para comercialização das unidades em outubro próximo. A expectativa é de que as obras sejam iniciadas ainda neste ano de 2022.

Para o prefeito Bruno Reis, a iniciativa é uma boa notícia para Salvador, neste momento de fortalecimento das atividades após dois anos de pandemia de Covid-19. “A situação do antigo Hotel Pestana foi algo que sempre nos preocupou, pela perda de empregos e pela ausência de perspectiva de reocupação do imóvel, em uma área extremamente importante para o turismo. Agora, Salvador terá novamente um empreendimento que vai gerar empregos e movimentar a economia da cidade”.

De acordo com Villar, o interesse pela instalação do novo empreendimento foi influenciado pelo momento econômico no qual a cidade passa, além da capital baiana ser o maior mercado imobiliário do Nordeste. “Salvador é uma cidade importante e o imóvel onde funcionou o Hotel Pestana é um prédio icônico, nacionalmente conhecido, que infelizmente há um pouco mais de seis anos encontra-se fechado, prejudicando a qualidade dessa bela orla de Salvador. A Moura Dubeux vem contribuir com a cidade, com a geração de emprego, com a revitalização e com investimento. Essa é a nossa missão enquanto empreendedor imobiliário”, ressaltou.

Criado: 01 Setembro 2022

Skip to content