Logo Prefeitura de Salvador

Prefeitura promove “Esquenta de Verão” com shows do Festival Virada Salvador

Em clima de pré-Carnaval, a Prefeitura de Salvador promove o “Esquenta de Verão”, com shows na íntegra de atrações do Festival Virada Salvador 2023, ocorrido entre os dias 27 de dezembro e 1º de janeiro na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio. As transmissões, que acontecem no canal @prefsalvador no YouTube, começam nesta sexta-feira (20), às 20h, com o pagode de Xanddy Harmonia, seguido dos fenômenos do piseiro João Gomes e Thiago Aquino.

As transmissões também acontecem nos dias 27 de janeiro e 3 de fevereiro, sempre às 20h. Apresentações de nomes como Saulo, Cláudia Leitte, Timbalada, Olodum, Vitor Fernandes, É o Tchan, Daniela Mercury, Durval Lelys e Parangolé vão animar o público, dando aquele clima de folia.

“O grande objetivo do ‘Esquenta de Verão’ é deixar a galera preparada para o Carnaval de Salvador, a maior festa de rua do mundo, além de ser uma forma de entretenimento para que as pessoas, em qualquer lugar onde estiver, possam curtir ou relembrar os melhores momentos do Virada Salvador”, declarou o diretor de Comunicação Digital da Prefeitura, Paulo Vitor Bispo.

Mais de 300 toneladas de materiais recicláveis foram recolhidas no Virada Salvador

Mais de 300 toneladas de materiais recicláveis foram recolhidas durante os cinco dias do Festival Virada Salvador 2023. A ação foi realizada através dos catadores que atuaram no evento e do Papa Reciclável, instalado pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Resiliência, Proteção e Bem-Estar Animal (Secis) na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio.

Diversos resíduos sólidos foram coletados, dentre os quais plástico, latas, papelão, e outros itens recicláveis, com o objetivo de gerar uma maior consciência ambiental e promover a reciclagem de materiais descartados durante a festa. De acordo com a titular da Secis, Marcele Moraes, a instalação do Papa Reciclável – novidade nesta edição da festa – foi um dos elementos para a promoção da sustentabilidade durante o festival.

“A iniciativa chamou a atenção dos baianos e turistas para a importância do descarte correto dos resíduos, mostrando como os materiais podem afetar e prejudicar não apenas o sistema ambiental, mas também os sistemas econômico, turístico e produtivo. O resultado desta edição foi muito boa, em benefício do nosso meio ambiente e da sociedade”, celebra a gestora.

Com estrutura semelhante, o Papa Plástico pode ser encontrado nas praias de Stella Maris e Ribeira. A ideia é que, ao preencher a estrutura em formato de peixe, as pessoas se conscientizem dos danos causados pelo descarte irregular de resíduos na cidade, principalmente próximo ao mar.

Criado: 04 Janeiro 2023

Festival Virada Salvador reúne mais de 2 milhões de pessoas nos cinco dias de festa

O Festival Virada Salvador reuniu mais de 2 milhões de pessoas nos cinco dias de festa na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio. Os números da Empresa Salvador Turismo (Saltur) apontam que a atual edição do evento, que começou na última quarta-feira (28) e foi finalizado neste domingo (1º), foi a maior já realizada na capital baiana. 

Com 40 shows no palco principal, o Festival contou com cerca de 100 horas de música e com diversas atrações para o público que foi à Arena, como roda gigante, área geek, tirolesa, feira criativa e vila gastronômica. No palco Brisa, foram 34 apresentações artísticas. Na noite da virada, a região da Arena foi um dos 21 pontos de queima de fogos. 

O prefeito Bruno Reis comemorou o sucesso do evento. “Foram cinco dias de festa em clima de tranquilidade e animação para celebrar o retorno do nosso Festival Virada Salvador e a chegada do Ano Novo. Esse ano, fizemos o maior Festival Virada da história de Salvador, com mais de 2 milhões de pessoas durante os cinco dias e com mais de 100 horas de música”, destacou. 

O gestor também ressaltou os benefícios para a cidade com o retorno do Festival, que não foi realizado por dois anos devido à pandemia. “Tivemos uma movimentação intensa de turistas, o que resultou em grande ocupação hoteleira na cidade e uma movimentação econômica superior a R$350 milhões, beneficiando em cadeia diversos setores da cidade. Isso significa geração de emprego e renda para as pessoas”, salientou. 

Saúde – Os atendimentos e procedimentos tiveram redução em torno de 15% nesta edição do evento em comparação com o último Festival Virada Salvador antes da pandemia, realizado entre 2019 e 2020. Nos cinco dias de festa, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) contabilizou 587 atendimentos e procedimentos, contra 689 casos na edição anterior do evento. 

Deste total de 587 casos, foram 494 atendimentos, sendo que a maioria deles clínicos, ou seja, sem gravidade (421 ocorrências, o que representa 85,2%). Em relação aos atendimentos, a diminuição em relação à edição de 2019/2020 foi de 17,5% (na edição anterior foram 599 casos contabilizados). 

No último dia do evento, também houve queda dos índices em relação ao dia 1º de janeiro de 2020. Naquele ano, foram 54 atendimentos e procedimentos realizados, contra 52 casos registrados em 2023. 

Transporte – A operação de transporte funcionou de forma plena ao longo do evento, com veículos que circularam nos cinco dias para atender às pessoas que foram à Arena Daniela Mercury. Neste domingo (1º), cerca de 30 mil pessoas utilizaram o transporte público disponibilizado para a festa, entre os ônibus regulares, veículos do sistema complementar (STEC), além dos táxis e mototáxis. Não houve intercorrências durante a operação. 

A equipe de fiscalização acompanhou toda a movimentação, disponibilizando veículos da frota reguladora para garantir o atendimento do público nos momentos de maior demanda, em especial após a queima de fogos e ao final do evento, no início da manhã. 

Mulheres e crianças – A Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) registrou 547 atendimentos de crianças e mulheres durante o Festival. Deste total, foram 292 crianças acolhidas no Centro de Acolhimento, Aprendizagem e Convivência (CAAC). No Centro de Referência de Atenção à Mulher (CRAM) foram 255 mulheres atendidas ao longo dos cinco dias da festa. Durante o evento, a SPMJ contabilizou 47 casos de violência contra a mulher, entre situações de assédio, importunação sexual e violência moral, psicológica e física. 

Conectividade – A Prefeitura disponibilizou, por meio da Companhia de Governança Eletrônica (Cogel), 23 gigas de acesso para internet, com cerca de 2,5 km de fibra óptica instalados ao longo da Arena. Além disso, foram instaladas 75 antenas para propagar o sinal de wifi, tanto na Arena e como no Parque dos Ventos). Ao todo, foram realizadas 4.302.188 conexões através do Conecta Salvador. 

Social – A Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) registrou 923 atendimentos ao longo dos cinco dias do Festival relacionados ao combate ao trabalho infantil na Arena Daniela Mercury. Deste total, foram 530 abordagens e 166 cadastros realizados. A Sempre ainda identificou 49 crianças ou adolescentes em trabalho infantil. No entorno da arena, foram 676 atendimentos realizados pela pasta. 

Sedur – Ao longo dos cinco dias de festa, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) realizou 608 vistorias e promoveu 75 apreensões de publicidades irregulares. A pasta ainda fez 440 ações de orientação e 35 notificações. A Sedur também promoveu 168 ações de monitoramento sonoro durante os shows. Neste domingo (1º), último dia do evento, foram 85 vistorias realizadas, 43 ações de orientação e quatro notificações. 

Ouvidoria – No balanço final dos cinco dias do evento, a Ouvidoria do Município contabilizou 312 registros, sendo a maioria deles relacionada a pedidos de informação e orientação, principalmente sobre localização de banheiros, postos de saúde, saída da Arena Daniela Mercury e localização dos pontos de ônibus e dos pontos de táxis e transporte por aplicativos. Também foram registrados elogios, sugestões e solicitações de serviços. Entre os elogios, os principais pontos foram o palco Brisa, a organização geral do evento, as opções de parques para as crianças e a organização da praça de alimentação.

Criado: 02 Janeiro 2023

Saulo agita Festival Virada Salvador com axé e clima carnavalesco 

O axé de Saulo Fernandes tomou conta da Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio, no último dia do Festival Virada Salvador 2023, neste domingo (1º). O artista colocou o público presente no local para pular que nem pipoca, iniciando o repertório com os sucessos “Circulou”, “Preta’ e “Vú”. Diversas canções carnavalescas tocadas nos trios e das avenidas da capital baiana também não ficaram de fora.

Vestido com sua tradicional bata, na cor branca, e sandálias, o artista falou pouco com a imprensa, pouco antes de subir ao palco, que o momento é de “extravasar” após dois anos intensos da pandemia da Covid-19. O período de restrições, avaliou, o fez refletir em várias questões pessoais e na carreira profissional. 

“Minha música está sempre em movimento. Nas minhas últimas canções tentei, através da minha fragilidade, mostrar que dá para sentir tristeza e sair dela. É tempo de ser feliz”, destacou. 

A professora Adriele Souza, 38 anos, fez questão de chegar cedo para ficar frente a frente com artista, no palco do festival. “Ele é um cantor que consegue se conectar com várias gerações, sempre o vejo com toda a minha família”, disse ela, ao lado das duas filhas, Michele, 11, e Beatriz, 7. 

Já o corretor de imóveis Téo Cavalcantti, 31, contou que espera com ansiedade pelo próximo mês, quando acontece a folia momesca. “É muito bom iniciar o ano curtindo um show de Saulo, depois de tanto tempo. Que venha o Carnaval agora”. 

Criado: 01 Janeiro 2023

Roda-gigante, tirolesa e Arena Geek recebem 31 mil pessoas no Festival Virada

Atrações de grande sucesso da Divertilândia, parque de diversões montado no Festival Virada Salvador 2023, a roda-gigante, a tirolesa e Arena Geek foram utilizadas por cerca de 31 mil pessoas ao longo dos 5 dias do evento que lotou a Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio.

Jorge Picon, o experiente responsável técnico pela roda-gigante, estima que, em média, 5 mil pessoas de diversas faixas etárias se divertiram por dia no equipamento. “São 64 pessoas por carga e 10 minutos de volta em cada uma das duas rodas-gigantes. Calculamos, pelo tempo de funcionamento, esse número total – 5 mil. Pela nossa vivência em grandes eventos, a expectativa foi alcançada”, disse.

Já pela tirolesa se deslocaram aproximadamente 1.120 pessoas, de acordo com a informação do coordenador do equipamento, Janderson Santos. “No primeiro dia, recebemos 170 pessoas; no segundo, 250; no terceiro, 220; no quarto, 295; e hoje, estimamos 180. Zero acidentes nem ocorrências. Tô muito satisfeito”, avaliou.

Stefany Couto, que coordena a Arena Geek, computa que 5 mil pessoas brincaram nos games disponibilizados pelo espaço. “A gente tem duas salas com consoles de Playstation, com capacidade para oito pessoas; uma sala com realidade virtual aumentada, com três óculos VR; e uma terceira com 10 computadores e todos os tipos de jogo, como de música, nave, tiro, Mortal Kombat, Fifa, Free Fire, CS, enfim, para todos os gostos e públicos, não só crianças e jovens, como também adultos”, descreveu.

Criado: 01 Janeiro 2023

Revelações da música baiana se consolidam no Palco Brisa

Inaugurado no Festival Virada Salvador 2023, o Palco Brisa, montado em frente ao anfiteatro do Parque dos Ventos para contemplar artistas contemporâneos da cena baiana, se consolida como sucesso de público, acolhendo atrações e plateias de diversos estilos.

Neste domingo (1º) foi a vez do hip hop de Salvador comandar a festa do espaço, com shows de Bruxa Braba, Hiran, Makonnen Tafari, Mr. Armeng, Duquesa, Ravi Lobo e Vandal + Semiséria.

“A gente viu isso acontecer. No último festival tinha um espaço chamado Pocket da Virada. Dessa vez, já é um palco de verdade, com led, luz, toda a infraestrutura à disposição para a gente apresentar o que temos de mais potente, que é a cultura hip hop, o rap soteropolitano e todas as outras expressões deste campo. Então, é uma iniciativa muito importante. Agora, é chegar, ocupar, mostrar nossa música e nossa arte para o público que gosta do nosso estilo”, avaliou o rapper Mr. Armeng.  

Servidor público soteropolitano de 29 anos, Felipe Nascimento afirma que compareceu ao Palco Brisa todos os dias do festival e comenta:

“Fundamental dar oportunidades de as pessoas conhecerem coisas novas, estilos diferentes, numa vibe mais tranquila, que valoriza artistas baianos e não só de Salvador, como é o caso de Hiran. Eu mesmo, curti o samba do Fora da Mídia, o pagodão de O Kannalha e hoje vim ver o trap de Makonnen”, disse.

Verena Ferreira, promotora de eventos, veio conhecer o Palco Brisa no dia de encerramento e já aprovou a proposta.

“Precisamos que atrações talentosas que normalmente não têm muita visibilidade sejam incluídas nos grandes eventos com uma estrutura bem feita, som limpinho, luz ok. Vim pra ver Mr. Armeng e Vandal. A vibe tá massa. Amando”, declarou.

Criado: 01 Janeiro 2023

Skip to content