Logo Prefeitura de Salvador

Prefeito Bruno Reis visita escolas municipais beneficiadas pelo projeto Aprender +

Foto: Betto Jr / Secom PMS

Este sábado (21) começou animado e cheio de aprendizado para os alunos da rede municipal de ensino de Salvador, que estão participando do programa Aprender+. O encerramento das atividades foi acompanhado pelo prefeito Bruno Reis, acompanhado da vice-prefeita Ana Paula Matos e demais gestores municipais, em quatro das unidades de ensino que fazem parte da iniciativa: Hildete Lomanto, no Garcia; Professor Antônio Carvalho Guedes, na Capelinha; Roberto Correia, em Pau da Lima; e na Deputado Gersino Coelho, no Doron.

Nas visitas, o prefeito conversou com os educadores e estudantes, e reforçou a importância do projeto, que visa recompor as perdas pedagógicas provocadas pela pandemia da Covid-19. Apresentações artísticas e musicais, como a da violoncelista Sabrina Landim e do oboísta e integrante das orquestras Sinfônica da Bahia (Osba) e Neojibá, Gabriel Paes, também fizeram parte da programação, encerrando a maratona com chave de ouro.

“Quero falar da minha alegria de estar aqui. Para a gente, que está na vida pública, ouvir as palavras de carinho dos alunos e dos professores é a melhor sensação do mundo. Não há nada que faça mais feliz a quem está no serviço público. Saibam que a minha vinda aqui e a forma carinhosa com a qual vocês estão me recebendo vai me motivar, vai me estimular ainda mais para trabalhar pela cidade como um todo, em especial pela educação”, disse o prefeito Bruno Reis.

Por meio do Aprender +, os alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental participaram de atividades pedagógicas e lúdicas num turno extra, aos sábados, visando a recomposição da aprendizagem nas escolas municipais. O projeto, realizado pela Smed, teve início em 23 de setembro e ocorreu simultaneamente em quatro sábados nas dez Gerências Regionais de Educação (GREs). Foram alcançadas com a iniciativa 242 unidades de ensino.

“O programa Aprender + é uma iniciativa que veio pra ficar, é um sucesso. A rede realmente abraçou a iniciativa e temos visto resultados maravilhosos, é algo que está mobilizando a educação de Salvador. Agradecemos a toda a Prefeitura e parceiros pela iniciativa”, declarou Ida Ramos, diretora da Escola Municipal Hildete Lomanto.

Na Escola Municipal Professor Antônio Carvalho Guedes, na Capelinha de São Caetano, os alunos fizeram questão de mostrar ao prefeito as conquistas da unidade, como a participação no Nasa Space e no Era Uma Vez… Brasil, programa de intercâmbio para Portugal.

Monique Oliveira, de 16 anos, é aluna do 9º ano do Guedes e foi uma das representantes dos estudantes. Ao final deste ano, ela vai se despedir do colégio para seguir no Ensino Médio e falou da sua experiência na unidade.

“Nossa escola é onde os nossos jovens se preparam para realizar os seus sonhos, para que a gente consiga ter uma vida próspera fora daqui. Aqui temos vários alunos do 9º ano, como eu, que vão tentar vaga em escolas importantes de Ensino Médio e aqui no Guedes recebemos a oportunidade de nos preparar para isso”, disse Monique.

O Aprender + fez parte das iniciativas adotadas pela Smed desde o início do ano com o intuito de reparar as perdas pedagógicas provocadas pela pandemia. Durante o projeto, os encontros focaram em aulas especiais de Matemática e Língua Portuguesa, intercaladas com atividades recreativas e de acolhimento. Para contribuir na recomposição dos conteúdos, os profissionais de educação têm realizado ações permanentes de estudo dos dados, elaboração de estratégias e formação de professores com foco em práticas pedagógicas.

Estudante autista cria exposição em escola municipal com desenhos sobre animais exóticos

Foto: Lucas Moura / Secom PMS

Com lápis de cera coloridos, o menino Gabriel Arcanjo, de 10 anos, que tem transtorno do espectro autista (TEA), deu vida a animais exóticos de várias regiões do mundo. Os desenhos, que possuem cores vivas e formas inusitadas, fazem parte da exposição Meu Jeito de Ver o Mundo, do artista mirim. A mostra está disponível para visitação da comunidade acadêmica na Escola Municipal Hercília Moreira, no Rio Vermelho, durante esta semana.

Nesta segunda-feira (25), o artista recebeu os alunos da sua turma para apresentar seu trabalho. Nas pequenas telas, é possível apreciar animais como o macaco-aranha, ornitorrinco e o falcão-peregrino, um dos seus animais favoritos por conta da agilidade no voo. Além de falar sobre as obras e do seu amor por desenhar, o pequeno também passou para o público informações e curiosidades sobre os animais representados, com riqueza de detalhes.

Pesquisa e dedicação – Ele levou uma semana para selecionar os desenhos que foram expostos, mas o trabalho é fruto de alguns anos de pesquisa e dedicação a conhecer os animais. Estão expostas na entrada da escola mais de 30 obras, porém o acervo pessoal do garoto é grande. Seu amor pela natureza e pelos animais, contou Gabriel, foi o que o motivou a criar a exposição. “Se estamos fazendo mal ao meio ambiente, fazemos mal a nós mesmos. Por isso, desenho os animais, porque devemos cuidar deles”, contou.

A colega de turma do 5º ano, Lara Raphaele Melo, de 11 anos, parabenizou Gabriel pela exposição. “Ele não desenha só animais. Gabriel desenha as pessoas, ele mesmo, desenhos que ele assiste, tudo. Ele sempre foi uma pessoa muito legal, gosta bastante de agradar a gente dando os desenhos dele. Ele é corajoso e por isso eu queria parabenizar ele. Espero que lá na frente eu o encontre e ele seja um grande artista”, declarou.

A bisavó do artista, Anete Maria Costa, contou emocionada que se sente orgulhosa pela iniciativa de Gabriel. “Achei muito interessante e muito bonita essa exposição, porque ele gosta muito de desenhar. O que ele vê ele quer desenhar. Gostei mais ainda porque a escola abraçou esse sonho e deu a oportunidade a ele de mostrar o que ele ama fazer. Foi iniciativa dele pedir ao diretor para fazer essa exposição e eu estou muito orgulhosa”, contou.

Acolhimento e inclusão – O diretor da unidade de ensino, Clairton Soares, destacou a importância do trabalho que a escola realiza, visando a inclusão de todos os alunos. “A gente procura, de uma forma personalizada, verificar como podemos ajudar a cada criança a se desenvolver dentro das suas possibilidades. Procuramos sempre envolvê-los com suas turmas regulares. A partir do que vemos como forma de chegar até eles, para que possam demonstrar seu aprendizado através das diversas formas de linguagem, vamos valorizando a criança e promovendo crescimento para todos”, detalhou.

Além de Gabriel, mais sete alunos na Escola Municipal Hercilia Moreira possuem algum tipo de deficiência. A unidade escolar conta com mais de 100 alunos, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

Reportagem: Joice Pinho / Secom PMS

Transalvador promove exposição em shopping com serviços e lazer para crianças

Foto: Jefferson Peixoto / Secom PMS

A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) iniciou nesta quinta-feira (21) a 3ª edição de uma exposição especial no Shopping da Bahia como parte da programação da Semana Nacional do Trânsito. A exibição está no piso L3, na praça Mãe Menininha do Gantois. A mostra acontece até o domingo (24) e pode ser visitada durante o horário de funcionamento do centro de compras.

Na Exposição Transalvador, o cidadão poderá solicitar credenciais para estacionamento em vagas especiais, fazer a retirada do documento solicitado anteriormente mediante agendamento, além de poder ver de perto equipamentos usados pelos agentes de trânsito. Também foi montada uma pista de ciclismo no espaço, para a garotada se divertir enquanto aprende as regras do trânsito. A mostra abriga ainda uma exposição de fotos de ações históricas da autarquia, como a atuação em ocasiões especiais e evolução do fardamento.

“Neste primeiro dia, já percebemos a receptividade de todos que passavam por aqui pela exposição. Emitimos credenciais para vagas especiais, pais trouxeram seus filhos para brincar no nosso Circuito Infantil de Bike, nossos agentes tiraram muitas dúvidas sobre os serviços de Zona Azul e Zona Verde. Queremos, com isso, nos aproximar ainda mais do cidadão, oferecendo nossos serviços e mostrando como trabalhamos para garantir o ordenamento do trânsito e a segurança viária da cidade”, afirma o superintendente da Transalvador, Décio Martins.

O monitor de mercado Alexandre Santos, de 43 anos, estava no shopping a trabalho e aproveitou para tirar dúvidas sobre a credencial para vagas especiais. “Eu achei a iniciativa super válida, estou tentando resolver os documentos para já sair daqui com a credencial em mãos. Recomendo a quem precisar que venha aqui porque resolve rapidamente”, disse.

No circuito de bike, a dona de casa Edilene Santos, de 40 anos, estava acompanhada dos filhos, os gêmeos Marcos e Lucas, de oito anos. “Eu estava passeando pelo shopping com os meninos, vi a exposição e achei interessante. Até porque muita gente não tem acesso à informação e a exposição ajuda muito. Muito legal a bicicleta, hoje é o primeiro contato dos meninos com a bike e eles também recebem orientação acerca do trânsito”, afirmou.

Reportagem: Ana Virgínia Vilalva / Secom PMS

Prefeitura reconstrói escola em Cajazeiras V com salas climatizadas e capacidade para atender 2,4 mil alunos

Foto: Valter Pontes / Secom PMS

A Prefeitura de Salvador entregou na manhã desta terça-feira (19) a Escola Municipal Elysio Athayde, em Cajazeiras V, que foi totalmente reconstruída. A unidade foi reinaugurada pelo prefeito Bruno Reis e pelo secretário municipal de Educação (Smed), Thiago Dantas. O espaço possui 3,1 mil m² de área, teve a capacidade aumentada para atender até 2,4 mil alunos e agora conta com salas de aula climatizadas.

As obras para a requalificação da Elysio Athayde tiveram investimento de R$ 14,2 milhões por parte do município, resultando numa estrutura mais confortável e moderna em relação ao edifício anterior, que já não atendia mais à comunidade escolar da região. O espaço, que possui atualmente 650 matriculados, teve a capacidade ampliada em 270% e pode agora atender até 2,4 mil alunos, sendo 800 por turno.

Em seu discurso, o prefeito Bruno Reis destacou que essa é a 14ª escola que ele entrega em dois anos e oito meses de mandato. “Nesse período já recuperamos quase 80% da nossa rede. Nós estamos neste momento cobrindo 80 quadras poliesportivas das escolas municipais. Vamos climatizar praticamente todas as salas de aula da rede própria de Salvador. E quero dizer a vocês: as escolas da Prefeitura são melhores que as escolas particulares da nossa cidade. Quem conhecia a escola de antes que existia aqui, que nós botamos no chão para construir uma nova, vê a diferença só no olhar”, disse.

Ao todo, com as 14 escolas inauguradas até o momento, a gestão municipal já investiu mais de R$ 92 milhões em infraestrutura das unidades de ensino. “Só há como fazer educação transformadora e de qualidade tendo uma boa estrutura física. O nosso desejo é que a criança se sinta feliz de vir para a escola, que ela possa se sentir tão feliz aqui como se sente na sua própria casa. É por isso que a Prefeitura investiu R$ 14 milhões de recursos próprios nesta obra”, afirmou Bruno Reis.

Todas as 24 salas de aula da nova unidade de ensino possuem ar-condicionado, proporcionando conforto em dias mais quentes. A escola conta ainda com salas multiuso, de leitura, para Atendimento Educacional Especializado (AEE), quadra poliesportiva coberta, parque infantil e elevadores. Além disso, o projeto levou em conta questões de sustentabilidade, já que a escola possui sistemas de geração e utilização de energia solar e de reutilização de água pluvial.

Além do aumento da infraestrutura, a Escola Municipal Elysio Athayde passa a oferecer Educação Infantil, que não existia antes, e se juntará aos níveis de Ensino Fundamental I e II e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O titular da Smed, Thiago Dantas, destacou que essas melhorias ajudarão no dia a dia dos educadores. “A gente sempre parte da premissa de que o mais importante são as pessoas. Ou seja, gestores, professores, coordenadores pedagógicos e toda a equipe que trabalha na escola. Porém, a gente sabe também que ter uma infraestrutura de qualidade, com salas de aula climatizadas, salas multiuso para incrementar a atividade pedagógica, quadras cobertas que podem ser utilizadas no contraturno, tudo isso se soma para garantir uma melhor educação para os nossos alunos”, disse.

Ainda segundo Thiago Dantas, esse é o novo padrão básico das escolas de Salvador, e será adotado também nas próximas entregas. “Esta é a segunda unidade que estamos inaugurando dotado com essa infraestrutura. Um equipamento completo, que mostra qual é o nível de educação que a gente pretende ter em nossa rede, que é o maior possível. O prefeito Bruno Reis tem sido muito resiliente em relação ao cronograma de inaugurações que está definido até o final do próximo ano e esse será o novo padrão de escola da Prefeitura”, afirmou.

Em seu discurso, Bruno Reis reafirmou o compromisso de entregar 50 escolas até o final de 2024. “Vejam a qualidade desta escola e saibam que neste momento nós temos em construção ou em licitação tantas outras escolas do mesmo padrão. Vamos chegar a 50 escolas em quatro anos de mandato. Este prefeito aqui entregou ou vai entregar mais de uma escola nova por mês em Salvador. Essa é a nossa meta”, afirmou.

Alunos – Alexsandro Santos Cerqueira, de 13 anos, é aluno do 6º ano B e disse que está orgulhoso da nova estrutura. “Minha irmã estudou aqui antes de mim, então eu já conhecia antes e era uma escola que precisava de manutenção. Agora, a professora levou a gente para dar uma volta aqui e a escola está ótima. Não tinha nem parque e agora tem para as crianças brincarem. Agora até aquele piso para ajudar as pessoas cegas tem aqui, está tudo ótimo”, disse.

O adolescente festejou sobretudo a quadra coberta que foi instalada na escola. “O que eu mais gosto é de jogar bola. E a aula que eu mais gosto é de História. Moro aqui na quadra 5 de Cajazeiras, bem pertinho, e venho andando todos os dias de manhã com os meus amigos que moram perto também. Eu gosto demais porque a gente vem conversando antes da aula”, comentou.

Eros Bernardo, 14 anos, é aluno do 7º ano A e estuda na Elysio Athayde desde o 1º ano do Ensino Fundamental. “Era uma escola que já estava acabada. Fazia muito calor na sala de aula. Agora entrei na nova sala e ela tem ar-condicionado, então está muito melhor para a gente. Antigamente as salas também eram muito coladas e aí fazia muito barulho e ficava difícil de prestar atenção na professora. E agora, com as salas mais espaçadas, com certeza vai melhorar”, afirmou.

Reportagem: Thiago Souza e Vitor Villar / Secom PMS

Escola da rede municipal promove atividades do Setembro Amarelo com alunos

Fotos: Lucas Moura / Secom PMS

A Escola Municipal da Engomadeira, localizada no bairro de mesmo nome, realizou nesta sexta-feira (15) mais uma ação de conscientização referente ao Setembro Amarelo com os alunos da unidade. Essa foi mais uma da série de mobilizações da instituição com foco na campanha, que alerta para a proteção à vida, à importância dos sentimentos e à redução dos estigmas, incentivando as pessoas que estão passando por problemas a procurarem acolhimento e ajuda.

De acordo com a diretora da escola, Jaciara Araújo, o objetivo é multiplicar a informação. “A gente entende que um melhor multiplicador dessas informações do que criança não existe. Às vezes, o familiar trabalha o dia todo e ele chega em casa contando as novidades, sempre com conteúdo que interessa para a família. O Setembro Amarelo é um tema complicado e a gente traz de uma maneira diferente, trabalhando com músicas diversas de autoestima, valorizando a vida, a importância de viver cada momento”, disse.

Entre as dinâmicas adotadas pela unidade de ensino, estão apresentações de músicas com conteúdo positivo como Tente Outra Vez, de Raul Seixas; e O Que É, O Que É, de Gonzaguinha, além de canções do cantor Renato Russo, do Legião Urbana. Participam dos eventos alunos da Educação Infantil (de 4 a 5 anos), do Ensino Fundamental (dos 6 aos 12 anos) e do EJA (Educação para Jovens e Adultos).

Na manhã desta sexta, os 35 alunos do 4º ano A apresentaram a canção de Gonzaguinha. “Trabalhamos as músicas e também dinâmicas com eles, como o ‘pote da gratidão’, a ‘gaiola das emoções’, o ‘chip da emoção’, entre outras. Também vamos presentear os estudantes com chaveiros, mostrando como eles são importantes, valorizando cada um deles”, reforçou Jaciara.

A professora Edvalda Andrade, 53 anos, atua há 20 anos na escola. Segundo ela, o trabalho surgiu como forma de valorizar a vida e a autoestima, e a música é uma forma de trabalhar sentimentos. “Ela motiva de forma lúdica. Eles gostam de cantar, gostaram da canção de Gonzaguinha e resolvi trabalhar como pontapé inicial de valorização da vida no Setembro Amarelo, com uma mensagem positiva. Todos abraçaram a ideia e isso os estimula”, explicou.

O aluno Edward Miguel, de 10 anos, está no 4º ano e aprovou a atividade. “Eu achei muito legal. Fiquei nervoso de cantar na frente dos outros, mas depois me acostumei. Aprendi muita coisa na atividade, como ajudar uma pessoa que está triste, falando para ela não desistir, e vou levar esse conhecimento para minha família”, disse a criança.

Aos 15 anos, Vitória Barreto conta que amou a atividade: “Eu já conhecia a música e gosto muito da letra dela, acho bem linda. Ela passa a mensagem de coisa boa, de pensamento positivo, isso é muito legal”, disse a aluna.

Reportagem: Ana Virgínia Vilalva / Secom PMS

Escola Municipal de Paripe recebe em setembro projeto Judô nas Escolas

Foto: Lucas Moura / Secom PMS

A Escola Municipal de Paripe se prepara para receber neste mês de setembro o projeto Judô nas Escolas, com o objetivo de fomentar a prática esportiva entre os jovens. Direcionada aos alunos do Ensino Fundamental I e II, a iniciativa é fruto de uma colaboração entre a Secretaria Municipal da Educação (Smed) da Prefeitura de Salvador e o campeão de judô Maicon França.

Coordenador do Judô nas Escolas, França detalhou o projeto. “Estamos disponibilizando um total de 100 vagas para os alunos do bairro de Paripe, divididas igualmente entre o turno da manhã e o da tarde. Vamos organizar quatro turmas, com 25 alunos cada, abrangendo ambos os turnos. Além disso, efetuaremos a doação de 100 quimonos para os participantes”, explicou.

Para a efetivação da matrícula no projeto, serão necessários documentos como RG, CPF, comprovante de residência e uma foto – que será feita no local da inscrição caso o aluno não tenha. Também será requerido o comprovante de matrícula na rede municipal. As inscrições estarão abertas entre 12 e 14 de setembro, com a primeira aula prevista para o dia 19.

Skip to content